Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Aprender facilmente a língua francesa

De Camila, publicado dia 31/07/2017 Blog > Idiomas > Francês > O idioma da França é fácil de ser assimilado?

Quem é que não gostaria de ser capaz de se comunicar com 274 milhões de pessoas no mundo inteiro?

O francês (quanto tempo demora para aprender?) é, por excelência, um dos idiomas internacionais mais conhecidos. Isso se não for a língua com o maior número de nativos que a dominam. Fato é que os países francofônicos são, sem dúvida, uma das principais destinações para intercambistas culturais.

Aprender a língua falada e disseminada pela França é, então, um ótimo investimento.

O idioma de Napoleão abrange, aproximadamente, 136 milhões de nativos nascidos em 30 países espalhados pelo globo terrestre. Tal estimação foi feita no ano de 2005 pelo “Observatório da língua francesa da Organização Internacional de Francofonia”. Tais nativos estão em nações como Canadá, Bélgica, Martinica, Suíça, Mônaco, Mali, Guadalupe, Ruanda, Senegal, Costa do Marfim, Madagascar, Seicheles dentre vários outros.

A França é internacionalmente conhecida pela sua cultura e gastronomia. Milhares de estudantes brasileiros ocupam vagas em universidades de todo o país. Sem contar com aqueles que escolhem terras francesas para fazerem um intercâmbio cultural durante os anos de Ensino Médio.

Certo é que tais aventureiros desbravadores da terra e da língua de Zinedine Zidane têm consciência de que o aprendizado do idioma lhes abrirá várias portas no futuro.

Ir para a França é uma boa opção para aprimorar seu francês. Já imaginou ver um por do sol desses comendo um croissant?

Se você faz parte do grupo de admiradores da língua francesa e anda pensando em se mandar para a terra do queijo brie, então que tal adquirir uma base do idioma antes da mudança? Aulas particulares ou em grupo são uma boa alternativa, já que línguas estrangeiras não são o forte do povo da França. Sendo assim, o melhor é chegar no país dominando pelo menos o básico do idioma.

Quer saber como aprender francês de maneira rápida e eficiente?

Superprof mostra como, através de um pouco de esforço, dedicação e uma boa metodologia, você poderá assimilar conhecimentos úteis e importantes do idioma. Afinal de contas, não dá para sobreviver sabendo falar apenas “bonjour“, não é mesmo?

Aprender francês desde pequeno

No Brasil, o currículo do Ensino Básico tende a priorizar o ensino do inglês como língua estrangeira. O espanhol é a segunda opção das escolas. Infelizmente, o francês, nos dias de hoje, fica de fora da grade de matérias.

O MEC (Ministério da Educação) vem, no entanto, analisando as condições e perspectivas da inclusão da língua francesa como idioma estrangeiro nas escolas do país. A TV Escola, inclusive, dedicou uma de suas edições do ano de 2014 ao assunto.

No programa “Salto para o Futuro”, foi abordado que mesmo não estando incluído no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) – isso é o que repercute na oferta da língua no ambiente escolar – o francês conserva grande vitalidade.

Junto à possibilidade do ensino da língua nas escolas, são analisados os aspectos de sua inserção na tradição de trocas culturais entre o Brasil e os países francófonos, como no caso dos programas de mobilidade acadêmica – o Ciência sem Fronteiras, por exemplo – e do aproveitamento deste aprendizado na vida dos alunos, no futuro exercício de diversas profissões.

“O viés plurilinguista deste trabalho busca, assim, a não fragmentação do saber pela hegemonia de uma ou de outra língua. Na esfera pública, ensinar línguas não deve ser um exercício elitista do conhecimento, mas a possibilidade de viver dignamente como sujeitos de um mundo globalizado, através da educação pela linguagem.” – Joice Armani Galli

No texto “Francês como língua estrangeira e francês como língua adicional: a diferença que multiplica“, Joice Armani Galli afirma que o processo de aquisição de uma língua estrangeira – aliás, muito mais amplo que apenas o seu ensino – situa-se em um contexto de inserção das línguas como fonte de cidadania, de diversidade e de inclusão, preceitos estes que são proclamados pela francofonia, mas compreendidos aqui para o ensino de toda e qualquer língua estrangeira.

Museus franceses podem ser um bom local para aprender e praticar a língua. Conhecer a cultura francesa também faz parte do aprendizado da língua.

Enquanto o idioma não é amplamente implementado na grade escolar, a opção é fazer aulas particulares de francês. O ideal é que a criança comece a frequentar o curso por volta dos 11 anos de idade. A vantagem de se iniciar o aprendizado desde cedo é que, além da facilidade em assimilar um novo idioma, os pupilos ainda aprenderão brincando!

Aulas da língua no Brasil

Escolas e professores particulares dedicados ao ensino do francês podem ser encontrados em todo o país. Além dos cursos ditos “tradicionais”, métodos que nasceram e se desenvolveram junto com a revolução tecnológica pela qual passamos também estão ao alcance dos aprendizes da língua de Molière.

Aplicativos para iPad e tablet

Babbel e Duolingo são dois aplicativos especializados no ensino de idiomas. O francês, famoso como só ele, não poderia estar de fora das opções oferecidas por esses apps. Com versões gratuitas e pagas, o utilizador tem a possibilidade de aprender o básico do idioma através de uma interface que se assemelha a um jogo.

A cada resposta certa, um novo exercício. A cada bloco de exercícios completos, uma nova fase. Os aplicativos são ótimos para trabalhar a memória dos alunos, pois repetem constantemente o vocabulário e as frases básicas aprendidas.

Caso o aprendiz tenha interesse em passar para um nível mais avançado deste “jogo”, o pagamento de uma conta se faz necessário. O valor cobrado vale a pena se o utilizador tiver disciplina na periodicidade de dedicação aos exercícios. Ele deve, também, empregar um esforço aos estudos individuais extra app.

Aulas online e gratuitas

Vários são os sites que disponibilizam cursos de francês via internet. Basta ter um computador que esteja conectado e voilà: o céu é o limite! No entanto, não são todos que oferecem essa oportunidade de se aprender o frances online de maneira gratuita. Como sempre, selecionamos algumas opções que podem cair como uma luva para seu perfil de aprendiz!

Bonjour de France

Segundo o site Viajoteca, esta é uma das melhores interfaces disponíveis na web para se aprender a língua: “Você encontrará exercícios, testes e jogos para aprender francês, assim como fichas pedagógicas, especialmente para o francês língua estrangeira (FLE). Através de suas diferentes páginas, o site serve também como ferramenta de promoção da francofonia.

Busuu

Se você é daqueles(as) que se interessa por línguas estrangeiras, então já deve ter ouvido falar no Busuu. A plataforma disponibiliza cursos interativos e funciona um pouco como Duolingo e Babbel: recursos para o aprendizado básico do idioma estão disponíveis gratuitamente. Já os níveis avançados requerem inscrição com pagamento de taxa. Além do francês, outras língua também podem ser praticadas através do Busuu.

Forvo

Este foi considerado um dos maiores sites destinados à boa pronúncia de línguas do mundo. Ideal para ser utilizado como complemento do aprendizado teórico, através do Forvo o aluno pode tirar dúvidas de como determinadas palavras são pronunciadas. Afinal de contas, não é todo mundo que tem facilidade em fazer biquinho na hora de falar francês!

São 30 os países que têm o francês como língua oficial. Existem vários países francofônicos interessantes para se conhecer.

Cursos particulares no Superprof

Aula particular é a maneira mais completa de se aprender uma língua fora do país onde ela é falada. Ao contrário das páginas na web e dos aplicativos, através dos cursos o aluno tem um suporte individualizado e personalizado do professor. O educador, através do seu domínio do francês, pode, além de ensinar, auxiliar e guiar o aprendiz durante o processo educacional.

Nativos ou bilíngues, são várias as características e capacidades a serem encontradas nesses profissionais do ensino. Dentro do programa de aulas, os alunos seguramente serão apresentados a conhecimentos ligados a gramática, ortografia, verbos irregulares e comunicação oral, sempre através de exercícios práticos e teóricos.

Na plataforma do Superprof o interessado em aprender o idioma da França pode encontrar vários educadores ávidos pela transmissão de conhecimentos. Antes de escolher o profissional desejado, o aluno em potencial tem a possibilidade de entrar em contato com o professor e tirar todas as suas dúvidas sobre metodologia, preço, horários de aula, disponibilidade, etc.

Imersão em um país francofônico

Você quer aprender a língua francesa, já fez uso de alguns sites e aplicativos, frequentou aulas particulares e em grupo, mas ainda falta aquele empurrãozinho para melhorar a fluência no idioma. A melhor solução para refinar ainda mais seu domínio no francês é, então, uma imersão cultural em um país francofônico.

Você tem em mãos 30 opções, desde a mais clássica – a França em si – até uma nação bem alternativa, como algum dos países da África colonizados pelos franceses. Lembre-se que o ideal, antes de se lançar nesta aventura, é dominar pelo menos o básico do idioma para evitar inconvenientes.

Através de uma preparação adequada, o estudante desfrutará ao máximo de uma experiência única: viver em um país diferente do qual nasceu e deixar-se impregnar pela sua língua e sua cultura.

Se a decisão de viajar para uma nação francofônica é certa, o aventureiro pode, além de fazer aulas no local, ainda tentar organizar encontros com nativos através das redes sociais. Muitos deles estão super abertos a participar de algumas horas de conversação em francês em troca de outras de diálogos em português (o francês parece com o português?).

Morar um tempo em um país francofônico é o ideal para melhorar suas capacidades linguísticas. Que tal uma imersão cultural em um país de língua francesa?

Nada melhor do que ter que se virar na vida quotidiana para adquirir domínio e fluência no idioma.

Outra dica interessante no auxílio do aprendizado, uma vez no país de língua francesa, é a frequentação de bibliotecas. Muitas delas dão acesso gratuito a materiais impressos, assim como áudios no idioma nativo. Algumas organizam, inclusive, rodas de discussão para estrangeiros com o intuito de fazê-los praticar tanto a expressão oral quanto as habilidades de escuta.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar