Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Quais critérios para lecionar o idioma de Shakespeare?

De Louizy, publicado dia 29/08/2017 Blog > Idiomas > Inglês > 5 coisas que você deve saber antes de ministrar um curso de inglês

Você é professor ou estudante e gostaria de lecionar cursos de línguas, principalmente da língua inglesa?

Isso é possível, basta tornar-se professor particular e compartilhar seus conhecimentos com vários alunos!

Existe uma variedade imensa de demandas e abordagens diferentes para lecionar a língua inglesa, basta encontrar um método que te agrade e investir nesta experiência rica de troca entre indivíduos.

Dar cursos de inglês em domicílio, um serviço à demanda; a renda principal para uns ou o complemento para outros, uma forma de ganhar um dinheiro extra ou trabalho de meio período para estudantes.

Professor de inglês: um perfil muito requisitado

Segundo a CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) é possível dar cursos particulares à partir dos 16 anos, com a autorização e supervisão dos pais e garantir que este não atrapalhe seu desenvolvimento escolar.

Para passar maior credibilidade aos alunos é preferível que o professor possua um diploma, conheça as metodologias de ensino e possua um excelente senso de escuta. Mas, para adquirir tudo isso é preciso de tempo, dedicação e experiência, e é exatamente por este motivo que geralmente as aulas com um professor diplomado são mais caras que os de um estudante ou autodidata.

Falado em mais de 75 países, a língua de Shakespeare é a língua maternal de mais de 400 milhões de pessoas no mundo inteiro e tida como língua estrangeira de mais de bilhão de pessoas.

No Brasil, cada vez mais o mercado de trabalho exige que o candidato fale inglês, sendo praticamente um item obrigatório no currículo de hoje em dia.

O inglês é hoje o idioma mais utilizado no mundo do trabalho e nas transações internacionais, o domínio desta nos dias de hoje é muito importante e, como não somos todos iguais na hora de aprender uma segunda língua, é normal queos professores particulares de inglês sejam muito solicitados, por diversas razões, tais quais:

  • Falar inglês para prosperar profissionalmente

Dominar a língua inglesa hoje em dia vem sendo indispensável para alavancar a carreira profissional. Tido como principal idioma no mercado de trabalho, tecnológico e científico, possuir  conhecimento linguístico do inglês

Este conhecimento permite também o alcance de funções mais importantes dentro de uma empresa e em grandes grupos internacionais.

Muitos alunos buscam estudar inglês para melhorar seu CV

  • Falar inglês para se comunicar no exterior

Com milhões de anglófonos no mundo, falar inglês permite viajar com tranquilidade. Independente de onde estivermos, sempre terá alguém que domina a língua do Elton John, seja na Índia, Ásia ou Europa.

Cada ano, um número incontável de estudantes preparam um intercâmbio para adquirir novas experiências e conhecer novas culturas. Para esses, é indispensável estarem em dia com o inglês para conseguir desenrolar mais facilmente e aproveitar melhor suas experiências no exterior.

  • Tornar-se bilíngue em inglês para ser mais inteligente?

É cientificamente comprovado que  falar uma ou várias línguas aumenta a capacidade do cérebro. Não estamos afirmando que os bilíngues em inglês são mais inteligentes que os demais, mas falar várias línguas desenvolve consideravelmente as aptidões intelectuais e também a memória.

O inglês representa também mais de 80% de todo conteúdo disponível na web, ou seja, o aprendizado desta língua lhe permitirá aos alunos  alcançarem um número quase ilimitado de informações!

Seja por razões profissionais, escolares ou pessoais, os professores de inglês serão sempre procurados e solicitados, pois a tendência é que cada vez mais as pessoas se preocupem em se capacitar para o futuro.

 

Preparar-se para dar aulas de inglês

Professor em inicio de careira, com muita experiência ou aposentado, a metodologia de cursos de ingles em domicilio não é o mesmo que um curso em escola ou cursinhos. O aluno pode já ter uma experiência ou estar começando do zero. É importante saber que o aluno geralmente opta por um professor particular pela possibilidade de ter um curso focado 100% em seus anseios e necessidades.

Independente da situação, é necessário que você se prepare para ensinar inglês:

  • Saiba reconhecer suas competências: com base no seu nível de inglês você já poderá reconhecer o seu “público-alvo”, ou seja, crianças / estudantes do ensino fundamental ou médio / universitários / adultos.
  • Conheça integralmente o programa de inglês do nível do seu aluno: tenha certeza que irá o dominar e o explorar com perfeição, para conseguir responder todas às questões de seus alunos e assim otimizar a eficiência de seus planos didáticos e sua pedagogia.
  • Prepare sempre com antecedência suas aulas e efetue os cursos e atividades propostas para verificar a coerência do que você propõe.
  • Dedique-se a preparar cursos interessantes e interativos com seus alunos, no intuito de motivá-los e interessá-los cada vez mais em aprender inglês.
  • Organize suas aulas de ingles.
  • Estejasempre à escuta de seus alunos: responda aos seus questionamentos, incompreensões e questione também, assim você conseguirá saber se o conteúdo da aula está sendo assimilado.
  • Fale sempre em inglês nos cursos, exceto quando for uma explicação gramatical muito específica que necessite de um exemplo claro para compreensão do aluno.
  • Façaatenção à entonação em suas aulas para que os alunos consigam absorver corretamente o conteúdo proposto.

É importante preparar suas aulas de acordo com cada perfil de aluno.

Quanto devo cobrar pelas minhas aulas particulares?

Muitos fatores devem ser levados em consideração na hora de estabelecer o valor cobrado uma aula: primeiramente você deve levar em conta sua competência e qualificação, depois é necessário analisar o nível do seu aluno: quando maior o nível, maior será a tarifa do curso também.

No geral, estima-se que o curso para um estudante do  ensino fundamental custe em média 15-30 reais/hora, para um estudante do ensino médio, 25-40 reais/hora e para um universitário  ou adulto, entre 40-100 reais/hora.

O tempo de uma aluna de inglês aumenta em função do nível do aluno, podendo ir de 1 hora (o mais comum) a até 6 horas de curso intensivo.

A variação dos preços dos seus cursos de inglês

Não desvalorize seu trabalho propondo tarifas super baixas.

Na cabeça dos alunos (e dos pais de aluno menores de idade), um preço baixo é quase sempre visto como sinônimo de serviço ruim. Também, propondo preços justos, você poderá futuramente negociar com o aluno o preço de um pacote de aulas, o que será impossível se o seu custo for muito baixo e você não ter margem de negociação sem sair no prejuízo.

Lembre-se também que um curso de reforço escolar não é algo usado todos os dias, de necessidade recorrente, ele é geralmente destinado aos adolescentes e crianças em período escolar.

Todo mundo – e primeiramente os pais – desejam oferecer o melhor aos seus filhos para que esses possam ter sucesso em seus resultados. Um preço baixo de um curso particular pode afastar, hipoteticamente, alunos em potencial.

Então, devo aumentar meu valor/aula do curso de inglês?

O interessante é você levar em conta vários fatores, como a concorrência e seus gastos, temos uma lista atualizada do preço médio das aulas particulares em algumas capitais do Brasil*:

Sao Paulo – R$ 63,00
Rio de Janeiro – R$ 57,00
Belo Horizonte – R$ 49,00
Distrito Federal – R$ 58,00
Manaus – R$ 64,00
Fortaleza –  R$ 46,00
Sao Luiz – R$ 44,00
Cuiabá – R$ 47,00
João Pessoa – R$ 57,00
Curitiba – R$ 46,00
Natal – R$ 39,00
Boa Vista – R$ 55,00
Florianópolis – R$ 49,00
Aracaju – R$ 38,00
Palmas – R$ 25,00

*Hora/aula de inglês em algumas capitais do Brasil (dados baseados no preço médio de aula particular do Superprof).

Lembre-se que além da hora/aula é necessário separar um tempo para correções dos exercícios.

Levando em conta os valores de deslocamento, gasolina e tempo de deslocamento, propor um curso de inglês por 15-20 reais não lhe permitirá ganhar o suficiente para viver e talvez não chega nem mesmo a cobrir seus custos com a preparação e descolamento para ministrar o curso.

Mas, se você mudar os valores de suas aulas de um dia para outro, seus clientes não irão entender muito bem as razões pela qual você efetuou esse aumento, podendo te levar a perder estes alunos e recomeçar do zero.

Para seus alunos atuais, o melhor é subir o preço progressivamente (R$5,00 por cada X números de aulas, por exemplo), lhes explicando o motivo do aumento com antecedência, possibilitando estes de entenderem de forma muito mais fácil.

Lembrando que essas explicações só devem serem levadas em conta se você decidir dar aulas particulares por si mesmo, se você utilizar uma agência ou escola de aulas, as condições são outras.

Ter experiência e diploma: valorize-se!

Sendo professor de inglês, você pode fixar os seus preços em função de suas experiências profissionais, diplomas e certificados adquiridos.

Exercer o trabalho de professor de inglês em um ambiente tradicional e acadêmico é bem diferente de cursos ministrados em domicílio ou à distância. As duas experiência não são comparáveis, a metodologia e a pedagogia não se aplicam da mesma maneira.

Para um aula particular, seus cursos de inglês e didática devem variaram de aluno para aluno, em função do nível de cada um deles e também de seus interesses pessoais.

Os alunos desejam:

  • Melhorar seus conhecimentos na cultura inglesa (história, cinema, música, gastronomia);
  • Adquirir bases linguísticas inglesas antes de viajar para Inglaterra ou outros países anglófonos;
  • Conseguir um nível de inglês para negócios para ir trabalhar no Canadá, por exemplo;
  • Revisar a gramática e vocabulário inglês para a preparação de um teste ou vestibular em inglês;
  • E várias outras possibilidades.

Dos iniciantes ao nível mais experiente, geralmente o aluno escolhe a opção de um professor particular pela possibilidade de obter um curso personalizado, focado em suas necessidades. Além de escolher o perfil do professor também focado nesses objetivos.

Podemos citar três perfis, você com certeza irá se identificar com um deles:

  1. Estudantes universitários: geralmente propõe tarifas mais baixas e ofertam um aprendizado com exercícios de inglês com práticas mais lúdicas e modernas, deixando a memorização da língua inglesa mais fácil.
  2. Professores bilíngues diplomados: ideal para acompanhar os estudantes nas revisões de testes de inglês, a ingressarem em universidades ou testes de nível, estudo da literatura anglófona (Shakespeare, Dickens, Wilde), estudo aprofundado de verbos irregulares e do “presente perfeito”.
  3. Professores nativos: ideal para um aprendizado global da cultura inglesa – de Beatles à Chaplin passando pelo Fish and Chips – os anglófonos nativos permitem um progresso rápido dos alunos na pronúncia e compreensão oral.

 

A experiência vem com o tempo, é importante praticar sempre.

Escolhendo uma categoria para lecionar seus cursos

Existem diferentes planos de carreira para os que desejam serem instrutores de inglês.

Realizando um concurso público para docentes, você  pode se tornar um professor de inglês em escolas municipais ou estaduais, adquirindo o status de funcionário público. Um plano de carreira mais clássico.
Ou então, você pode transmitir seus conhecimentos e acompanhar alunos até à conquista desses com cursos particulares e reforço escolar de inglês.

Lembre-se: uma escolha não anula a outra. É possível realizar várias atividades diferentes de forma simultânea, basta organizar o seu tempo.

Como declarar sua atividade e seus rendimentos?

Para declarar suas aulas particulares você pode optar com algumas opções, criar sua própria empresa, pelo Simples Nacional ou MEI, tornando-se um microempreendedor ou solicitar o RPA e trabalhar como autônomo. É importante salientar que a declaração dos seus ganhos é super importante, pois a sonegação de impostos poderá lhe causar graves consequências.

E como devo adquirir o status de de microempreendedor?

Criando uma micro ou pequena empresa: basta você criar seu número de MEI (Microempreendedor Individual) que é bem simples e todo processo pode ser feito online, os custos das contribuições mensais são bem baixas e repassadas à Previdência Social e ICMS, dando ao microempreendedor o direito aos auxílios maternidade e doença, aposentadoria, etc.

Trabalhando como autônomo: você pode solicitar aos seus alunos a emissão do RPA (Recibo de Pagamento Autônomo), a desvantagem desta modalidade são os impostos recolhidos (INSS, IRRF e ISS), que culminam por prejudicar sua renda líquida.

Onde se inscrever ou divulgar seus cursos de inglês?

Hoje existem um mundo infinito de possibilidades para você divulgar o seu trabalho como professor particular, dos mais clássico ao mais personalizado, citamos abaixo algumas das alternativas onde você pode promover suas aulas:

Uma agência

Passando por uma agência de empregos, os cursos de inglês são ministrados por professores de inglês remunerados com uma base de preço/aula geralmente de R$ 15,00 segundo o site Sine.Se preferir, você pode realizar uma pesquisa entre professores de escolas privadas de inglês. Lembrando que  estes professores já possuem experiência na área e conhecem perfeitamente a didática e os programas escolares, ou seja, eles com certeza irão informar um valor de remuneração mais elevado.

A agência pode te indicar para um cursinho de línguas, pequenos cursos preparatórios (para concurso, vestibular ou vaga de emprego especifica) ou escolas que precisarem de professor substituto (lembrando que para isso é necessário ter uma formação acadêmica).

Uma outra possibilidade é você postular para trabalhar em escolas / cursinhos de inglês, a vantagem deste sistema é que você segue o programa da escola, eles já possuem uma metodologia que deve ser seguida pelo professor e você não precisará buscar pelos alunos, geralmente os professores também possuem carteira assinada.

As desvantagens é que você não tem liberdade para ministrar suas aulas como bem desejar e também não recebe pelo valor do curso proposto e sim um salário. Mesmo com os alunos subindo de nível e, geralmente, tento a mensalidade sendo elevada por conta disto, o professor continua recebendo seu salário fixo.

Pequenos anúncios no bairro e o famoso boca à boca

Certamente o primeiro passo é começar a divulgar no seu entorno social: parentes, amigos, vizinhos e conhecidos que possam se interessar ou conhecer alguém que procura por uma aula particular. Sempre tem um amigo do primo do seu vizinho que precisa de uma forcinha do inglês.

Você pode também fazer alguns anúncios perto da sua casa ou pela internet: existem sites especializados que te possibilita inscrever e beneficiar da sua rede de contatos e/ou alunos, basta criar o seu perfil (de forma gratuita ou não, depende do site), descrever a formação, nível e a região geográfica que você deseja atuar.

Existem várias possibilidades, o melhor é optar pelo que melhor te atende.

Plataformas de aulas particulares

As plataformas de reforço escolar são um excelente mecanismo para encontrar alunos para seus cursos de inglês.

Normalmente, nestas plataformas o aluno pode entrar em contato diretamente com um professor. A primeira aula, tida como aula experimental, é muitas vezes gratuita para que o aluno forme uma opinião do professor, explique suas expectativas e compartilhe suas ambições a partir do curso requisitado.

Com a Internet, redes sociais e smartphones, este tipo de plataforma é cada vez mais popular, pois além de facilitar a busca dos alunos e a divulgação de professores possui o aspecto humano, onde o aluno pode ter a garantia que o perfil do professor foi verificado além de ler seu perfil, proposta de curso e experiências.É o curso particular 2.0 no seu melhor formato: professores e alunos sendo os verdadeiros protagonistas em suas escolhas.

A palavra mestre deste método de prestação de serviço é a confiança e implementação de recomendações, que permite que um estudante avalie um professor e atribua uma nota de classificação.

Outras vantagens de registrar em tais plataformas são:

  • A qualidade das aulas, focadas nas necessidades específicas do aluno;
  • A relação direta entre o professor e aluno;
  • A possibilidade de escolher professores particulares em uma lista de perfis verificados;
  • Acompanhamento regular dos alunos para realizar um balanço mensal ou trimestral;
  • A flexibilidade das aulas: encontrar um curso particular específico pode levar dias e até meses, este tempo pode ser reduzido para algumas horas nas plataformas. Encontrar alunos torna-se muito rápido e eficiente;
  • Finalmente, ser capaz de ensinar inglês para crianças.

As necessidades são das mais variadas:

  • Passar no vestibular para faculdades inglesas;
  • Ajuda em deveres escolares;
  • Melhorar o nível da língua;
  • TOEFL, TOEIC e preparação para concursos;
  • Melhorar a expressão oral;
  • Aprender uma segunda língua;
  • Adquirir um nível básico de inglês para viagens;
  • Ampliar o currículo e buscas por melhores vagas de emprego.

É possível perceber  que para ser um professor particular de inglês é importante ter uma base sólida de conhecimento no idioma, para não mencionar os vários aspectos importantes (vocabulário , gramática, comunicação, oral, acentuação) e buscar divulgar seus cursos em espaços especializados para isso, onde você terá uma possibilidade muito maior de encontrar alunos. Busque se informar diretamente com os profissionais que cuidam das inscrições nos diferentes sites que você tiver interesse, converse sobre os termos, modalidades, taxas e relação com os alunos.

E para finalizar, sabia equilibrar sua carga horária de trabalho: acumular ou não ter tempo para atender suas demandas faz com que você corra o risco de ter dificuldades de encontrar ou até perder seus alunos, é importante que você saiba administrar o seu tempo e monitorar seus pedidos de aula.

Espero que este artigo tenha que ajudado! Caso precise de mais informações ou tenha ficado com alguma dúvida não hesite em nos deixar um comentário. Boas aulas!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar