Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Curso coach: como não estressar em processos de seleção

De Camila, publicado dia 29/08/2019 Blog > Artes e Lazer > Desenvolvimento Profissional > Aulas de coach: como relaxar antes de uma entrevista de emprego

“O décimo terceiro trabalho de Hércules: encontrar um emprego.”
Roland Topor (1938-1997)

Preparar-se para uma entrevista de emprego é ainda mais difícil se ela for sua primeira. Várias dúvidas vêm à tona:

Como ter sucesso em uma entrevista desse tipo?
Como se vestir para causar uma boa impressão?
Como trabalhar em uma boa apresentação oral?
Será que eu me lembrarei de todas as informações?
Como voltar às perguntas?
Como trabalhar meus gestos?
Como negociar o salário?

Encontrar um emprego faz parte dos obstáculos que enfrentamos durante nossa vida ele contribui para nosso desenvolvimento pessoal e profissional.

Para te ajudar nesta jornada, Superprof preparou esta matéria dedicada aos candidatos que procuram por novos trabalhos. Confira abaixo algumas dicas para chegar pronto a uma entrevista de emprego!

Veja também nosso guia para se destacar em entrevistas de emprego.

Visualize a entrevista de emprego

Aqui está a nossa primeira dica para ajudá-lo a se sair bem em um processo de seleção e conseguir um trabalho: acalmar-se em casa, imaginando o dia da entrevista de emprego

Fazer isso vai te ajudar a aliviar o estresse e, consequentemente, a se preparar para conversa com seus futuros empregadores.

Isso porque visualizar a situação com antecedência auxilia o cérebro a se programar para tal evento, aumentando suas chances de ter sucesso.

Como um ensaio de preparação para uma peça de teatro, imagine sua chegada no escritório ou na sala de recrutamento.

Linguagem corporal

Visualizar como trabalhar a sua linguagem corporal pode ser o primeiro exercício. Pense em chegar com um sorriso direto, sem ser presunçoso. Adote um caminhar direto e determinado, pois isso enviará um sinal ao recrutador: a impressão de que você confia em si mesmo.

O aperto de mão deve ser firme, pois uma saudação sem vigor é um sinal de falta de autoconfiança, ou pior, de indiferença.

Isso ajudará a passar uma primeira impressão positiva, mesmo antes da primeira palavra lançada durante a conversa.

Imagine, mesmo que seja mais fácil dizer do que fazer, uma conversa entre dois amigos dialogando de maneira fluida e tente adotar esse tom relaxado, porém sério.

Tome nota das nossas dicas para se acalmar antes das entrevistas de emprego, pois elas podem te ajudar muito durante o grande dia!

Confira algumas dicas que contribuirão para se preparar para entrevistas de recrutamento!

Faça a si mesmo as perguntas certas

Pense nos obstáculos que você pode encontrar durante a entrevista. Ter o medo de se apresentar em um palco é normal, quase biológico, mas o que é realmente preocupante durante uma entrevista?

É verdade que um recrutador tem o poder de promover ou não o desenvolvimento de carreira de um indivíduo, deixá-lo desempregado ou tirá-lo da rotina. E isso pode assustar e intimidar muitos candidatos.

O que é mais perturbador:

  • O medo de ser julgado?
  • O medo de ficar desempregado?
  • O medo de não estar à altura do cargo oferecido? (Se você é chamado para uma entrevista, é porque você tem as habilidades para a posição),
  • O medo de ter um currículo insuficiente?

Recomenda-se criar e ensaiar seu discurso de apresentação para acalmar sua mente.

Realizar uma simulação de entrevista ajuda a reduzir o estresse, pois o medo do “palco” acontece por causa da ansiedade de antecipação. Ter uma boa preparação ajuda a não tropeçar em suas respostas, fazendo-o argumentar melhor durante o momento certo.

Parece besteira? Pode até parecer, mas você verá que isso vai fazer toda a diferença!

Descubra dicas para que você passe por suas entrevistas de emprego com sucesso.

Reflita sobre seus pontos fortes e fracos

Todo profissional tem consciência de que fazer uma entrevista de emprego dentro de um processo de recrutamento é um exercício que provoca um alto nível de ansiedade.

Escrever um CV e uma carta de apresentação são tarefas que podem ser executadas sem mostrar que se está estressado. No entanto, participar de uma entrevista cara a cara é uma história diferente!

O momento desta conversa é quando o empregador irá testar a sua personalidade, pois com relação às suas habilidades, ele já sabe que você possui aquelas necessárias para o tipo de vaga.

É, portanto, adequado, refletir sobre seus pontos fortes e fracos.

Listar seus pontos fortes de um lado e os fracos do outro pode ajudar a lidar com a entrevista com mais confiança.

Por exemplo:

Eu sei que meu CV não atesta uma experiência muito bem neste tipo de posição, mas eu tenho uma forte capacidade de adaptação, eu gosto de trabalho em equipe e eu aprendo rápido. ”

Dedicar tempo para se preparar refletindo sobre seus pontos positivos e negativos é uma boa maneira de diminuir o estresse no dia da entrevista de emprego.

Acima de tudo, fazer uma lista de fraquezas irá treinar o cérebro a aprender a responder a algumas questões embaraçosas ou desestabilizadores, feitas de propósito pelo recrutador.

Saiba que isso não acontece por maldade, malícia ou prazer em constranger o candidato, mas sim para avaliar se ele – neste caso, você – é capaz de reagir a situações estressantes.

Ser tímido, reservado, ansioso, lento, inexperiente, etc., são certamente pontos fracos. No entanto, eles são bem menos incapacitantes do que um candidato que se apresente de maneira arrogante, muito falador ou que não seja pontual !

Veja também várias dicas sobre como se vestir durante uma entrevista profissional.

Mude sua “voz interior”

Face a situações estressantes, muitas vezes ouvimos uma pequena voz interior nos dizendo que nos falta habilidades, que somos incapazes, que nos falta consistência, confiança, etc.

Devemos aprender a não ouvir essa voz traiçoeira porque ela não reflete a realidade.

São esses tipos de pensamentos negativos que nos impedem de falar, que nos fazem tremer desde os primeiros segundos de entrevista.

Nosso conselho é, sempre que “zumbido” for ouvido, substituí-lo por pensamentos mais objetivos, até mesmo positivos.

Por exemplo: “você é ruim, por que você se candidatou a este emprego?” Ou “você nunca vai chegar lá” …

A isso, oponha-se imediatamente com frases do tipo: “Não sou incompetente, sei fazer muitas coisas“, ou “sou tão capaz quanto qualquer outra pessoa fazendo essa seleção”  e “sou capaz de aprender“.

Saiba mais sobre a empresa

Você se candidataria a um emprego de direção de uma empresa ou até mesmo a uma primeira experiência profissional sem antes saber mais sobre o local de trabalho, sua reputação e sua atuação?

Certamente que não.

É recomendado consultar o site da empresa e reunir todas as informações necessárias para conhecer a filosofia da própria, seus desenvolvimentos recentes, a sua quota de mercado, a sua situação econômica, etc.

Páginas do Facebook e Twitter podem ajudar a esclarecer questões ligadas à empresa, assim como a entender melhor os desafios a serem superados.

Em outras palavras, o candidato deve antecipar o que se espera dele.

Tal atitude ainda pode te ajudar a justificar o motivo pelo qual você se candidatou à vaga, assim como a certificar suas motivações durante a famosa pergunta “Por que você quer este trabalho?

Pesquisar informações sobre a empresa que recruta na internet e em outros veículos de comunicação também auxilia a aliviar a ansiedade do dia da entrevista.

Prepare-se para questionar o recrutador

Para se destacar, pode ser bom fazer perguntas abertas ao empregador.

O recrutador certamente fará a seguinte pergunta: “você tem perguntas?

Responder negativamente pode denotar falta de comprometimento.

Fazer suas próprias perguntas é uma oportunidade de marcar pontos, pois isso ajuda a enfatizar seu interesse no cargo oferecido.

Duas ou três perguntas preparadas com antecedência podem mudar o rumo da conversa e ainda te ajudar a administrar melhor seu estresse: pela primeira vez, é o empregador que responderá e não você!

Existem perguntas que podem surpreender positivamente o recrutador.

Exemplos:

  • O que você espera de um colaborador ideal?
  • O que você gosta pessoalmente na empresa?
  • Quais os benefícios que você espera desse recrutamento?
  • No caso de eu ser recrutado, qual seria a remuneração?

Sem mencionar muito dinheiro, seu salário é um preço em troca do trabalho fornecido, então você deve saber negociá-lo.

Na negociação salarial, você tem que ser capaz de dizer o que espera – sem estar fora do mercado – de acordo com seus objetivos profissionais, suas habilidades e sem incomodar o recrutador.

Mais uma vez, não se estresse: as empresas estão acostumadas a negociar salários!

Tenha uma boa postura

Para se preparar bem para a sua entrevista, é importante cuidar da postura.

Se é uma entrevista por telefone, você tem que trabalhar o tom da sua voz: fazer vocalizações, exercícios de respiração, praticar a fala, trabalhar a articulação.

Para isso, vários exercícios de fala podem ser encontrados na internet!

Ao sentar-se, mantenha o tronco ereto, com as costas retas, os pés apoiados no chão.

Segundo Hélène Picot, coach profissional, a linguagem verbal representa apenas 7% da mensagem a ser passada enquanto o tom da voz representa 38% da mensagem, e a comunicação não-verbal, isto é, leva 55% da troca.

Trabalhar a respiração é um ótimo exercício para diminuir os batimentos cardíacos e, consequentemente, acalmar o estresse anterior à entrevista de emprego.

Mantenha uma boa respiração

Quando estamos estressados, acabamos falando mais do que o necessário. Isso sem contar que adotamos gestos que entregam nosso estado de espírito, tais como esfregar as coxas enquanto falamos, tremer ou ainda ofegar durante o diálogo. Tais atitudes podem acabar fazendo com que o recrutador perca o interesse em contratar.

Treinar em casa para relaxar é uma ótima opção para minimizar tais gestos. Para tal, recomendamos fazer exercícios de respiração e meditação.

Respire lentamente pelo seu estômago. Inspire por 5 segundos, depois expire com calma por 5 segundos. Repita o exercício três vezes.

Esses 30 segundos já contribuirão para diminuir a frequência cardíaca, favorecendo o relaxamento.

Existem muitos exercícios de respiração anti-stress online.

Praticar esses exercícios todos os dias, duas a três vezes por dia, dias antes da entrevista, o ajudará a manter a calma durante o processo de recrutamento!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar