Teste rápido: alguém pode citar três exploradores atuais?

Os exploradores de tempos passados ​​vêm facilmente à mente: Capitão Cook e Sir Walter Raleigh, Amerigo Vespucci e Hernan Cortez ...

Muitas pessoas acreditam que, com todas os locais do mundo já mapeados e, de fato, a própria topografia de nossa Terra disponível por meio de imagens de satélite para qualquer pessoa consultar, de que adianta aprender geografia hoje em dia?

Deve ser uma ciência morta, dizem; algo que só os acadêmicos mofados se preocupam!

Por que se formar como cartógrafo quando os sistemas de navegação GPS negam a necessidade de mapas e o Google pode nos dizer a capital de qualquer país?

Esses pessimistas entendem tudo errado: os estudos de geografia são mais vitais hoje do que nunca!

Claro, sabemos sobre continentes, países e suas capitais, mas como podemos avaliar as mudanças em nossa Terra ao longo do tempo se ninguém as mantém sob observação?

Espera lá! O quê? Continentes mudam?

Essa incredulidade é surpreendentemente frequente e profundamente desanimadora.

É por isso que o Superprof se propõe a dissipar pensamentos desatualizados sobre essa incrível disciplina que chamamos de geografia.

Hoje, colocamos você no caminho da descoberta: de nosso mundo e sistemas sociais, de futuras carreiras que você pode abraçar e da melhor forma de saciar a sede por conhecimento geográfico que você não sabia que tinha!

Por que você precisa aprender geografia?

Menina sentada no meio da estrada com um mapa nas mãos
Por que você deve aprender geografia? Razões para estudar ciências geográficas

É bastante alarmante que a geografia não seja tão valorizada em nossas escolas; o mesmo poderia ser dito para outros países.

Por mais expansivos que sejam nossos ensinamentos em geografia durante nossos primeiros anos na escola, é desanimador que tal aprendizado tenha destaque durante os últimos anos no ensino médio.

A última etapa do Ensino Básico é o nosso ponto de partida para o aprendizado universitário e por consequência nossas carreiras futuras.

Não é atípico para um jovem estudioso mudar de ideia - aparentemente em função de para onde o vento sopra.

Portanto, embora os pré-adolescentes possam mostrar entusiasmo por buscar estudos em geografia, essa paixão pode desaparecer com a exposição a novas áreas de estudo, especialmente se o desejo de saber mais sobre geografia humana e física não for alimentado.

É também nessa idade que os alunos percebem, talvez por meio de uma combinação de programas sociais e uma consciência crescente e independente, de seu papel e responsabilidades na conservação.

E então, assim que eles desenvolvem a capacidade intelectual de abraçar e explorar seu ambiente físico e seus problemas ambientais, sua educação formal no assunto cessa!

Na verdade, este é um cenário sombrio; agora vamos dar um passo adiante.

Imagine a riqueza de empregos atualmente preenchidos por pessoas com formação em geografia: climatologistas e oceanógrafos, especialistas em sistemas de informação geográfica e aqueles formados em geografia urbana.

Com menos alunos fazendo da geografia sua vocação, quem ocupará essas posições no futuro?

Outro motivo para estender a educação em geografia regional mundial por todo o ensino médio é entender como os eventos aleatórios afetam diferentes áreas do mundo.

Felizmente, não somos forçados a suportar climas cataclísmicos ou desastres naturais dramáticos, como a recente erupção do Monte Etna, mas tais fenômenos afetam a nós e ao resto do mundo de muitas maneiras, sendo a economia global a menos importante.

Este não é um apelo para renovar a agenda de ensino das escolas públicas, mas um discurso sobre por que nossos alunos do ensino médio devem se esforçar para continuar seus estudos geográficos e ambientais, em última análise, selecionando a geografia como uma de suas disciplinas universitárias.

Talvez eles pudessem manter seu interesse em geografia vivo com aulas particulares de geografia...

Como encontrar um professor de geografia?

Um dedo apontando em um mapa.
Como encontrar um professor de geografia? Como encontrar um tutor para estudos geográficos

Há menos de um século, um curso de geografia típico consistia em aprender continentes, países e capitais; principais cadeias de montanhas e oceanos.

É claro que, naquela época, a memorização mecânica era a metodologia de ensino preferida; pouca oportunidade foi dada em sala de aula para os alunos explorarem conceitos que os fascinavam.

É por isso que seus pais contrataram professores particulares!

A geografia é a mãe de todas as ciências, composta por diversos ramos como:

  • geografia ambiental: estuda a relação entre as pessoas e seus ambientes
  • geografia econômica: a distribuição e organização espacial da atividade econômica em todo o mundo
  • climatologia: o estudo do clima e seus efeitos no mundo
  • geografia cultural: o estudo de padrões e artefatos culturais em relação aos espaços que essas culturas ocupam
  • geografia social: a relação entre os fenômenos sociais e o meio em que ocorrem
  • estudos urbanos: o estudo da vida em um ambiente urbano
  • biogeografia é o estudo das comunidades biológicas dentro de seus ecossistemas
  • geografia aplicada: a relação entre o homem e o ambiente natural

É claro que para cada subespecialidade nesta lista abreviada, você precisa encontrar um perfil de professor de geografia diferente!

Portanto, ao procurar um tutor, você deve levar em consideração vários pontos-chave.

1. O seu futuro professor está familiarizado com o conteúdo de aulas de geografia para o enem ?

Como você bem sabe, esses exames geralmente mudam de conteúdo a cada edição, portanto, é melhor garantir a si mesmo que qualquer professor com quem você possa trabalhar saberá tudo sobre a edição mais recente de seu exame.

Claro, o mesmo é válido se você estiver se preparando para um vestibular ou mesmo se for um estudante de graduação estudando para os exames do semestre!

2. Este professor que você está entrevistando está preparado para se encontrar com você apenas uma vez por semana ou talvez várias vezes por semana, conforme a data do exame se aproxima?

Não seria bom para você ter um professor de geografia que não está disponível quando você precisa dele, não importa o quão experiente ele (a) seja!

3. Como e onde seu tutor dará aulas? Você se sente confortável com aulas de geografia online?

Hoje em dia, é bastante comum os professores darem aulas pela webcam e você pode até pagar um preço menor por uma aula de qualidade!

Por outro lado, se você optar por um profissional em casa, suas taxas podem ser um pouco mais altas para compensar as despesas de deslocamento do tutor e o tempo gasto na estrada.

4. Você contrataria alguém de uma agência de aulas particulares?

Nesse caso, suas taxas podem ser um pouco mais altas porque a empresa tem que usar uma parte das taxas que você paga para cobrir as despesas gerais do escritório. No entanto, a vantagem de contratar tal profissional é que você sabe que ele é totalmente qualificado para ensinar e, provavelmente, tem bastante experiência.

A lição aqui é que, embora geografia não seja valorizada nos últimos anos de seu ensino médio e o que é ensinado nas escolas seja a preparação para o exame final da escola, ainda é possível adquirir conhecimento sobre os sistemas terrestres e os princípios de sustentabilidade durante esse tempo.

Quanto custa uma aula de geografia

Uma mulher estudando em seu tablet.
Estude em qualquer lugar com seu professor de geografia online! A melhor parte de trabalhar com um professor online é que você pode aprender em qualquer lugar!

Quais fatores determinam quanto você pagaria por aulas particulares de geografia? Citamos alguns deles aqui

  • O nível do aluno: alunos mais jovens têm momentos de atenção mais curtos, então as sessões de aula particular de geografia tendem a ser mais curtas em duração e os conceitos são mais elementares. Quanto mais avançado o aluno, mais complexos são os conceitos a serem absorvidos, fazendo com que o tutor tenha um maior grau de conhecimento na matéria.

 

  • O tipo de aula particular: ajuda com o dever de casa e apoio acadêmico geral são contínuos; o tutor é mais um treinador de aprendizagem do que alguém que instrui. A preparação para avaliações envolve conhecimento específico e, possivelmente, mais tempo, enquanto a tutoria de um aluno de graduação exige que o tutor tenha níveis avançados de educação.

 

  • O método de ensino: aulas em casa, o que significa que o tutor faz visitas agendadas à sua casa, pode ser bastante caro em comparação com as aulas online de geografia. Outra opção seria trabalhar em um centro de tutoria, mas o preço lá pode ser ainda mais alto do que um professor na sua casa!

 

  • Individual ou pequeno grupo: os melhores tutores geralmente dão um pequeno desconto para alunos que desejam aprender com três ou quatro colegas. As empresas de tutoria também adotam essa filosofia; por meio deles, você pode contratar um professor que lecionaria a um de seus grupos de estudo.

 

  • Sua localização: há muito mais professores em cidades grandes do que em cidades menores ou no interior. No entanto, as estatísticas mostram que as aulas particulares em São Paulo custam mais do que em Vitória, João Pessoa ou Curitiba.

 

  • Disponibilidade: muitos professores de geografia trabalham como tutores de geografia à noite e fins de semana; você talvez tenha que pagar um valor extra pelas aulas particulares à noite. Você também pode encontrar alunos de graduação que, para financiar sua faculdade, dão aulas particulares a alunos de nível inferior, portanto, pode ser necessário levar em consideração sua disponibilidade em função de seus estudos.

Outro fator a se pensar é que, além dos livros didáticos de geografia ou outros materiais didáticos para o tutor trabalhar, ele proporcionaria uma gama mais diversificada de recursos de estudo, talvez com um custo adicional.

Finalmente, devemos olhar para o investimento do professor em relação à sua formação.

Se ele / ela passou anos na universidade, obteve um diploma de doutorado em geografia e depois ainda uma década ou mais fazendo trabalho de campo, ele / ela apresentaria credenciais impecáveis ​​... e não poderia cobrar barato.

O que você pode fazer depois de se formar com aulas de geografia?

Uma mão apontando um país em cima de um mapa
Seja professor de geografia!

Antes de iniciarmos este segmento, vamos responder à pergunta no início deste artigo; aquele sobre três exploradores que vivem hoje.

  • Bear Grylls, aventureiro e líder escoteiro que continua ultrapassando seus limites, muitas vezes por caridade
  • Ranulph Fiennes é o maior explorador vivo do Guinness Book of Records (1984); ele continua na ativa!
  • Robert Ballard, o descobridor do Titanic e outros naufrágios, é um líder na exploração do oceano.

Agora vamos ver a que tipo de carreira um diploma de geografia pode levar você.

Se você está consciente das mudanças ambientais e é motivado a encontrar soluções sustentáveis ​​para algumas das questões mais desafiadoras que a humanidade enfrenta hoje, tornar-se um geógrafo é a melhor solução para começar.

Como um estudante de graduação, seu curso consistiria em material introdutório nesta disciplina de humanidades: análise geoespacial, geografia urbana e cultural, o estudo de ecossistemas e geopolítica.

Você também pode trabalhar em um projeto de pesquisa; fazendo trabalho de campo e analisando suas descobertas.

A partir daí, você pode decidir se especializar como aluno de pós-graduação, com foco em geografia física ou humana.

Considere a aventura que esta educação proporcionará! Melhor ainda: considere o que esta educação irá prepará-lo para ...

Você estará qualificado para se colocar na vanguarda de todos os esforços para preservar os recursos da Terra para as gerações futuras.

Você será o único a abrir novos caminhos na conservação de recursos naturais e urbanização. Por outro lado, se a oceanografia é sua paixão, você pode ser um dos primeiros exploradores da Fossa das Marianas!

Desde que haja submarinos construídos para resistir a pressões extremas no momento da graduação.

Ou talvez você possa ajudar a desvendar o mistério de grupos inteiros de baleias encalhando na praia na Nova Zelândia ...

Muitos alunos se perguntam o que poderiam fazer com uma graduação em geografia, mas isso apenas por causa da percepção comum de que não há nada de novo para explorar, descobrir ou aprender com a nossa terra e sua biodiversidade, ou com fenômenos climáticos.

Vá em frente: prove que estamos todos errados. Descubra suas próprias razões para estudar geografia!

Precisando de um professor de Geografia ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Fernanda

Socióloga e mestre em Letras Modernas pela Sorbonne. Entre França e Brasil, trabalho com jornalismo e projetos socioeducativos há 20 anos. Apaixonada por música, cinema e yoga. Acredito na cultura e na educação como pilares de transformação da sociedade.