Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Ache seus primeiros clientes para ensinar a língua italiana

De Carolina, publicado dia 19/09/2019 Blog > Idiomas > Italiano > Encontre alunos para as aulas particulares de italiano

Você sabia que muitos professores particulares de italiano estão no site da comunidade Superprof? Sim, nela existe um significativo número de professores amantes da língua de Dante! Eles ensinam em todo o Brasil e conseguem aproveitar dos benefícios da plataforma para encontrar seus próprios alunos.

E você?

Além dessa solução, o que você pode fazer para constituir uma clientela em italiano?

Descubra todas as nossas dicas para dar aulas de italiano com sucesso!

Aulas de língua italiana: comece com seus próximos

Inglês e espanhol são as duas línguas internacionais por excelência e as mais requisitadas pelo mercado de trabalho e outras áreas de atuação.

Isso porque são as línguas mais faladas em diferentes países e você pode se comunicar através delas nos quatro cantos do mundo.

Mas e o italiano? O italiano é falado na Itália, somente. Mas há muitos imigrantes italianos espalhados no mundo todo, inclusive no Brasil.

Você já deve ter ouvido falar que eles vieram trabalhar no país nas plantações cafeeiras para substituir a mão de obra escrava depois da abolição da escravatura no Brasil.

Muitos começaram desse ponto mas conseguiram criar verdadeiros impérios no nosso país. Um exemplo disso é a família Matarazzo, em São Paulo.

Quanto custa uma lição da língua italiana? Você já parou para pensar onde colocar anúncios para aulas de italiano?

Tantas outras conseguiram fazer fortunas no país – o que aumentou os laços entre o Brasil e a Itália!

Então, pense no lado bom: por mais que o inglês e o espanhol sejam as línguas mais faladas no mundo em diferentes países, nós temos uma boa relação com a Itália e o italiano e é sempre útil falar a língua de Umberto Eco em terras tupiniquins ou na própria Itália.

Por isso, de forma geral, a procura por professores de italiano em terras brasileiras sempre será alta. Vale à pena investir nesse ramo e procurar alunos para ensinar a eles a gramática, a pronúncia, o vocabulário de uma das línguas mais bonitas do mundo! Sim, o italiano é considerado uma das línguas mais sonoras e mais lindas do mundo!

Mas como encontrar seus futuros alunos e construir sua clientela? Como encontrar estudantes para ensiná-los a cultura italiana, a língua italiana, o cinema italiano, a cozinha italiana ou o desejo de viajar para a Itália (Sardenha, Toscana, Veneza, Roma, Sicília…)?

Por favor, note que atualmente há muitas maneiras e meios disponíveis para você encher sua agenda com aulas de língua italiana! Desde aplicativos, a podcasts, canais especializados no You Tube e muito material didático.

Começando com o mais óbvio e simples para você: anunciar à sua família, amigos, vizinhos – as pessoas que te são próximas –, que você quer dar aulas de italiano de maneira eficaz. Isso pode parecer tão óbvio mas faz muita diferença!

Você pode iniciar esse processo fazendo, oficialmente, um anúncio em todos os eventos familiares e para todos os membros da sua família: pais, avós, tios, tias, primos, amigos da família, etc.

As pessoas mais próximas de nós são, muitas vezes, as mais propensas a garantir publicidade de qualidade entre seu próprio círculo de amigos. Ao fazer isso e transmitir sua motivação, você pode chegar com muita facilidade a um primeiro círculo de alunos em potencial. E, a partir dessa experiência, cultivar novos contatos e indicações de pessoas que já conhecem o seu trabalho e poderão lhe indicar a outras!

Você sabia que na plataforma Superprof você pode encontrar curso italiano na sua cidade? Caso você ainda não tenha um cadastro, cadastre-se hoje mesmo!

Encontre estudantes em redes sociais

Acompanhar um estudante que quer aprender a falar italiano é todo um processo que você terá que seguir à risca.

Isso requer um aprendizado do alfabeto italiano, é claro, mas não só. A gramática italiana também é muito importante: pronomes, plural, adjetivo, advérbio…

Você também terá que transmitir ao aluno os conceitos básicos de conjugação: verbo, tempos verbais, quando usá-los… Configurar um sistema de conversação para praticar a expressão oral. E isso, várias vezes por semana. Para não mencionar a expressão escrita e o vocabulário para ter um aprendizado completo do idioma!

Após considerar que você tem competência de transmitir esse conhecimento ao aluno, então, faça já o seu anúncio. E não pense que ele será difícil de fazer. É coisa rápida e descomplicada! Dirija-se às redes sociais!

Ache sua clientela para suas aulas do idioma de Dante Encontre alunos da língua italiana em todos lugares, até no bar bebendo aperol (Spritz)!

Seria algo extremamente infeliz não aproveitar as dezenas ou mesmo centenas de amigos que você tem no Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin ou mesmo Snapchat para mencionar apenas as principais redes sociais.

De todos esses parentes próximos, a quem você conseguirá passar sua mensagem de maneira especial para atrair atenção e curiosidade? Provavelmente, uma pequena porcentagem delas estará interessada em sua oferta ou em saber que um de seus amigos gostaria de aprender a língua italiana.

Não deixe de comunicar os preços das aulas de italiano (como defini-los?), isso também pode atrair a clientela! Oferecer a primeira aula como cortesia também é uma ótima estratégia: o aluno confere a qualidade do professor (a sua qualidade didática) e você se familiariza com os objetivos e meta de seu futuro aluno.

Pensando nisso, as redes sociais hoje nos permitem essa comunicação direta com uma vasta quantidade de pessoas que não deve ser absolutamente negligenciada. Então, utilize esses meios para encontrar alunos de italiano.

Não se esqueça de colocar hashtags como: #qualidade #aulasdeitaliano #parlareitaliano no Facebook, Instagram ou Twitter, o que pode atingir ainda mais pessoas!

Aulas noturnas, intensivas ou de férias: pesquise em seu bairro

Voltemos à solução porta-a-porta, caso deseje. Se a internet permite que você atinja o maior número possível de pessoas, conhecer seus vizinhos, já pensou, torna possível falar diretamente com futuros aprendizes de língua italiana.

Encontrando diretamente essas pessoas, você pode conversar e expor suas qualificações como professor de línguas para eles. Você pode dizer, por exemplo, como aprendeu o italiano, se morou na Itália e por quanto tempo, se o seu italiano é uma língua estrangeira ou uma língua materna, etc.

Você pode dizer também qual é o seu público e suas especialidades: aulas para adultos, formação profissional, curso intensivo, aulas noturnas, para estudantes (preparação para um intercâmbio na Itália, especialização, mestrado ou doutorado em uma universidade italiana) e até cursos para crianças.

Com tanta versatilidade, é óbvio que muitas pessoas ficarão interessadas em suas aulas. Começando com pessoas muito perto de você: aqueles que moram no seu bairro e sua vizinhança. Eles formarão o terceiro círculo em torno de você, após seus familiares e as redes sociais.

A partir daí, a situação é simples: você imprime um folheto com seus serviços, descrevendo-os perfeitamente e você vai aos comércios mais frequentados de seu bairro: padaria, farmácia, correios, mercearia, supermercado, açougues, farmácias, etc.

A outra opção, obviamente, é tentar porta-a-porta, apresentando-se como professor de italiano em domicílio capaz de ajudar um estudante a avançar em italiano. Essa é uma opção válida embora só a recomendemos caso as anteriores não estejam surtindo muito efeito.

O tempo das pessoas, hoje, é o seu maior bem e ter que, pessoalmente, ouvir você vendendo o seu peixe pode ser considerado pelo outro que não esteja interessado como perda de tempo. Portanto, pondere bastante antes de sair de porta em porta. Passe um pente fino e veja com quais pessoas isso seria produtivo!

Publique um bom anúncio online para ser um professor requisitado Onde encontrar alunos para cursos de idiomas?

Dessa forma, você poderá responder diretamente às questões das pessoas interessadas:

Aulas de italiano: usando as lojas de sua cidade

O quarto círculo para difundir seus serviços ao seu redor é não menos importante: as lojas de sua cidade ou de sua comunidade. E por que não as dos municípios e cidadezinhas vizinhos, é claro?

Você provavelmente já viu, indo à padaria, por exemplo, esses anúncios classificados depositados por professores particulares ou estudantes que procuram uma renda para pagar seus estudos.

Eles geralmente são gravados em um local específico, na entrada ou no caixa, para que todos os clientes possam ver os vários serviços oferecidos pela comunidade: babá, ajuda para a lição de casa, reforço escolar, aulas de línguas…

Use esses lugares! Eles já são pontos de anúncios praticados em sua vizinhança!

As padarias não são, obviamente, as únicos comércios onde você pode colocar um anúncio para uma aula de italiano. Farmácias, açougues, mercearias, livrarias, bancas de jornais e supermercados.

Pense em lugares onde todas as pessoas em seu bairro ou sua cidade visitam pelo menos uma vez por semana.

Distribua folhetos para apresentar-se como professor de italiano

Já mencionamos a ajuda dos folhetos. Esses flyers, como hoje eles são conhecidos, é algo capaz de apresentá-lo de forma muito rápida e atrativa.

É importante que você coloque informações sobre sua formação (quais fazer para se tornar um professor de italiano?), experiência e o método de suas aulas particulares de italiano (como lecionar?).

Isso significa uma apresentação rápida do professor: italiano, brasileiro bilíngue italiano, professor certificado e graduado de língua italiana, estudante italiano com excelentes aptidões, brasileiro que viveu em imersão na Itália…

Em seguida, apresente seu método e, acima de tudo, o tipo de aluno que você procura: crianças, alunos do colégio, ensino médio, ensino superior, adultos que desejam aprender fluentemente o italiano, terceira idade…

O resto dependerá da sua motivação, obviamente: apenas distribua-os em seu bairro e vizinhança ou por que não ir mais longe?

Por que não tentar pendurar nos para-brisas dos carros de sua cidade? Em frente às escolas?

Respeitando isso, bem como todas as etapas explicadas acima, você certamente terá suas primeiras chamadas e compromissos para ensinar o idioma de Dante Alighieri.

Cursos de italiano: inscreva-se em uma plataforma de professores

O último círculo de estudantes em potencial é, você já pode imaginar, através da internet, obviamente. Todos os dias os alunos tentam aprender francês, inglês, alemão, mandarim, espanhol…

O mesmo vale para o italiano. Todos os dias, eles vão ao Google para buscar métodos milagrosos: “Aprenda a língua italiana”, “Lições gratuitas de italiano”, “Italiano grátis”, “Aprender italiano de graça”, “curso de italiano online” ou “Aprender italiano online”…

Quanto custa uma aula de italiano? Família e amigos íntimos, muitas vezes, oferecem as melhores propagandas, pois o boca-a-boa continua sendo a mais eficiente ferramenta de divulgação de serviços!

Mas a língua de Dante e Roberto Benigni não pode ser aprendida com simples exercícios italianos online. Pode ser aprendida fazendo cursos de italiano na Itália, à princípio.

Mas para aqueles que não podem pagar uma estadia no país e que não apreciam métodos gratuitos, a solução ainda é encontrar um professor particular como você!

Daí a importância de se registrar em um determinado site do curso, como a comunidade Superprof, que tem a chance de atrair dezenas de milhares de estudantes a cada ano!

Apresente a seus alunos as características da língua italiana

Sei que você bem sabe da grande importância da influência da cultura e da língua italianas ao redor do mundo. Seja em seus compositores, escritores, pintores, escultores, arquitetos, diretores de cinema, designers, todos esses são ramos do conhecimento humano nos quais muitos artistas italianos se destacam.

Basta se lembrar de Maquiavel, Michelângelo, Leonardo da Vinci, Giordano Bruno, Dante Alighieri, Marco Aurélio, Nero, Ferrari, Lamborghini, Versace, Bertolucci, Fellini, Antonioni, Pasolini, Sergio Leone, Guiseppe Tornatore e muitos e muitos outros.

Deixe claro para seu aluno que quem aprende italiano, aprende um mundo novo e fascinante! Além disso, abre portas para qualidade de vida, novas amizades e descobertas culturais e gastronômicas. A língua italiana é, como você bem sabe, harmoniosa e musical!

Observe que a Itália é um dos destinos mais visitados em todo o mundo. E que, para se sentir em casa e conhecer melhor seus habitantes, o ideal é que seu aluno conheça a língua e cultura italianas. E não vou nem mencionar o maravilhoso universo da cucina italiana, a gastronomia desse país. Apenas issso mereceria todo um artigo a parte!

Portanto, pense e encontre maneiras interessantes de compartilhar o conhecimento sobre a cultura italiana que você já possui com os seus alunos. A esse respeito você pode contribuir, e muito, para ajudá-los em suas descobertas.

Você sabia que o italiano também é falado na Istria, região na Eslovênia e Croácia e na Dalmácia, na Croácia?

La lingua italiana

Cerca de 70 milhões de pessoas falam o italiano como língua materna. Elas residem sobretudo na península itálica, mas também no sul da Suíça – a Suíça italiana – e também na República independente de San Marino e a Cidade do Vaticano, cujas línguas oficiais seguem sendo o latim e o italiano.

Além disso, a língua italiana também é falada pela população italiana da Istria – região na Eslovênia e Croácia – e Dalmácia, na Croácia. Tão bem como a população local da Córsega, que pratica um dialeto italiano. A língua corsa é um idioma românico, sendo influenciada sobretudo pelos dialetos toscano e genovês.

É curioso, no Département Alpes-Maririmes, especialmente na captal Nizza – e no Principado de Mônaco, é comum que muitas pessoas entendam o italiano sem problemas. O mesmo acontece na ilha de Malta, onde a língua italiana desempenha um importante papel como língua de ensino.

Já nas antigas colônias de Eritreia, Etiópia e Líbia, o italiano ainda desempenha um papel importante como língua comercial e educacional. Existem também várias comunidades de idioma italiano no continente americano devido ao intenso movimento de emigração italiana, particularmente na Argentina, Brasil, EUA, Canadá, México, Venezuela e Uruguai.

Outro fator interessante é a influência da televisão, que contribui para que muitos indivíduos adquiram conhecimentos de italiano. E o uso das redes sociais, como já comentado.

La storia della lingua italiana

Sobre a história da língua italiana, essa deriva em grande parte do latim vulgar. A princípio, existiam dois tipos de latim falados até os idos da Idade Média: o latim clássico, falado pelos cidadãos romanos mais cultos e influentes ou pelos habitantes da área original de Roma, sendo um idioma mais complexo. E o latim vulgar, que era praticado pelos soldados romanos e pelos povos por estes dominados.

O idioma italiano é a terceira língua materna mais falada na União Europeia, contando com mais de 65 milhões de falantes nativos.

É sabido que, uma vez que os soldados permaneciam por determinados períodos de tempo nos locais ocupados, esse fato resultava no contato da língua italiana com os colonos, disseminando-a. Foi assim que a variante do latim vulgar foi se tornando a mais falada em toda a extensão do imenso Império Romano.

Observe e compartilhe tal fato com os seus alunos e os lembre que foi através da ocorrência de misturas dos dialetos locais com o latim que se formaram várias das línguas hoje atuais, como o português, o espanhol, o francês, o romeno e bastante da essência do inglês.

E foi apenas no século XIX, por meio da unificação dos pequenos estados da península itálica que o italiano tornou-se a língua oficial. Esse idioma, portanto, é descendente dos dialetos da Toscana, sobretudo aquele praticado em Florença, um dos mais importantes hubs culturais da História da Itália.

Esse dialeto ganhou fama e prestígio principalmente após ter sido utilizado por Dante Alighieri, considerado o maior escritor italiano. Nesse sentido, o italiano padrão somente era falado na região da Toscana. Após a unificação italiana, o dialeto de Florença foi escolhido como língua oficial da Itália.

Vale lembrar também que diversos idiomas e dialetos prevaleciam entre a população do país. Esses dialetos eram, na maioria das vezes, incompreensíveis entre si. Por exemplo, um italiano que fale um dialeto do sul da Calábria não compreende o dialeto de alguém do norte da Calábria.

Dessa forma, é bom manter em mente que de uma cidade para a outra, os dialetos italianos podem se alterar completamente. Devido a isso, foi necessário unificar a população dentro de um único dialeto que, nesse caso, foi o dialeto toscano.

Por volta do Risorgimento italiano, cerca de 1861, somente 2,5% da população italiana se comunicava em italiano e outros 10% compreendiam a língua. Dados alarmantes, né?! Fato foi que a esmagadora maioria da população nem ao menos conhecia a língua.

O italiano, portanto, só se tornou dominante nos últimos 50 anos, através da alfabetização em massa da população e o desenvolvimento de tecnologias como a televisão, auxiliando na divulgação do idioma. Nos anos 1950, acredite, o italiano ainda perdia para os dialetos: cerca de 18% da população se comunicava na língua oficial, 18% alternava entre dialeto e italiano e 64% se valia de algum dialeto.

Hoje, 46% da população italiana vale-se apenas de italiano. Já cerca de 50% alterna entre italiano e dialeto  e apenas 4% fala apenas o italiano.

No Brasil, entre 1875 e 1935, cerca de 1,5 milhão de italianos emigraram para o nosso país. Atualmente, mais de 30 milhões de brasileiros são descendentes de italianos e isso resulta na maior população de origem italiana fora da Itália. Acho que só esse dado já dá uma super inspiração para se aprender a língua!

E é interessante notar que os imigrantes não falavam o italiano padrão existente hoje e, sim, dialetos. Poucos dos italianos que emigraram para cá eram alfabetizados e não detinham conhecimento da forma padrão do seu idioma. A imigração vêneta se concentrou no sul do país, nas zonas vinícolas do Rio Grande do Sul.

Além disso, existe hoje um renovado interesse em se manter esse idioma minoritário do Brasil meridional por meio de sua inserção em grades escolares, de forma muito semelhante que se tem sido feito com o alemão nas zonas de colonização alemã e com o espanhol, nas zonas fronteiriças à Argentina e ao Uruguai. Em tempo, o ensino do italiano é obrigatório nas escolas dos municípios de Francisco Beltrão, Paraná, e Antônio Prado, Rio Grande do Sul.

Bem, após refrescar a memória com todas essas informações e dicas, espero que você aplique algumas delas e crie sua clientela de forma tranquila, orgânica e sem muito esforço!

O mais importante é estabelecer um ótimo diálogo com seus alunos e ensiná-los com dedicação e carinho. Todo o restante será fruto dessa base bem edificada que você irá construir! Boa sorte!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar