Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Crianças também podem contar com tutores de aprendizado?

De Fernando, publicado dia 31/05/2018 Blog > Aulas particulares > Reforço escolar > É possível ter aulas de reforço na alfabetização?

O processo de alfabetização é uma etapa muito importante para a vida escolar das crianças. Na verdade, além da socialização, esse é o primeiro passo dos alunos que entram nesse universo acadêmico.

Todos começamos no mesmo lugar e vamos nos separando com o tempo, tendo diferentes aptidões, facilidades e caminhos. Mas a obrigatoriedade de aprender a ler, escrever e realizar as primeiras operações matemáticas são comuns.  Nesse momento, pode ser que a sala cheia, a dificuldade de se comunicar ou a falta de atenção do aluno tenham um impacto muito grande na escola, o que pode pedir uma ajuda extra.

Por isso é tão importante valorizar essa etapa do aprendizado e contar com um bom apoio, como o reforço escolar focado especificamente nessa fase da alfabetização.

Selecionamos alguns pontos importantes para essa escolha desse profissional e como isso pode ser importante para o futuro do jovem estudante.

Os pais precisam compreender as dificuldades dos alunos Como incentivar as crianças a estudar desde cedo?

O processo de alfabetização

A vivência na sala de aula é iniciada pela socialização com os colegas e com todo o processo de disciplina ofertado na escola. Independente do método escolhido pela instituição de ensino ou da linha pedagógica que siga, sempre será possível criar bons relacionamentos entre os alunos e isso será parte essencial do trabalho entre os pares, no caso, os alunos.

Os professores fazem com que o letramento, primeira fase do aprendizado, seja facilitado e entregam as possibilidades para que cada uma das crianças possa alinhar os seus conhecimentos das letras, sílabas, palavras e fonemas. Depois disso, os mecanismos de aprendizado também serão aplicados para as frases e textos mais completos, além de pontuação e outros elementos para a construção de textos.

O mesmo se dá também para os números, em que com elementos básicos e cotidianos, os professores fazem com que os alunos assimilem conceitos de contagem, soma, subtração e outras operações simples e rotineiras. Durante todo o processo, os métodos precisam ser adaptados às idades e conhecimentos prévios do aluno.

Essa é uma etapa que marcará toda a vida e será essencial para a criação também de uma rotina de leitura e eficiência numérica. Incentivar crianças a lerem e trabalharem em atividades quem envolvam situações de lógica matemática serão diretamente parte do futuro delas. Você pode buscar por jogos físicos ou digitais para ampliar a aplicação desse tipo de situação, de acordo com a sua curadoria ou com a ajuda de um professor ou tutor.

O Programme for International Student Assessment (Pisa), em português “Programa Internacional de Avaliação de Estudantes”, avalia alunos acima da 7ª série do Ensino Fundamental, mas os dados apontam reflexos importantes da fase de alfabetização: na última avaliação, publicada em 2015, 70,3% dos estudantes brasileiros estavam abaixo dos patamares mínimos esperados para a matemática e 51% estavam inaptos dentro dos critérios do Programa em sua capacidade de leitura.

Por isso é tão válido dar atenção para o aprendizado desde os primeiros momentos.

Um tutor pode ajudar no processo Um professor particular pode facilitar o aprendizado

Reforço escolar na alfabetização é importante?

Crianças precisam ser avaliadas como indivíduos, mesmo que nessa época o ensino não seja tão direcionado. E esse é um ponto que muitas vezes é deixado de lado pelos professores, já que as turmas são grandes e as necessidades são múltiplas.

Nesse momento, é bastante vantajoso contar com foco em questões pontuais de aprendizado, com atenção para detalhes e outras situações que apenas o reforço escolar personalizado pode entregar. Todas as atividades serão criadas especialmente para o aluno ou para o seu pequeno grupo, pensando pontualmente em cada assunto, levando em conta pontos de facilidade e reforço do que ele pode ter mais dificuldades. A personalização de exercícios, atenção focada nas tarefas de casa e até a atenção ao horário podem fazer toda a diferença no que cada criança aprende.

Seja nos primeiros contatos com letras ou números, os alunos devem ser estimulados a gostar do que estão aprendendo e fazendo. As aulas particulares podem ser mais interessantes e lúdicas para crianças com dificuldades, levando-as a progressos que não seriam possíveis em ambientes coletivos. Os professores podem ir além do básico e trazer brinquedos para a sala de aula ou atividades multimídia que deixam o interesse nos temas mais próximos da realidade de cada um.

Aumentar a atenção para os conteúdos em uma aula para poucos alunos é mais fácil, ajudando também na comunicação, especialmente em casos de crianças mais tímidas. Elas podem se sentir mais à vontade para expor suas dúvidas sem que toda a sala seja envolvida. Isso também funciona para evitar que a bagunça em sala de aula atrapalhe o entendimento das questões.

Pais que investem em reforço escolar conseguem observar forças e fraquezas de cada um dos profissionais, dividindo assim as responsabilidades (e também os resultados).  Essa ajuda é muito importante para trazer o melhor de cada indivíduo para o ambiente acadêmico, mesmo que nessa etapa ainda pareça menos relevante. Cada professor entrega o seu melhor para os alunos e eles respondem de acordo com os estímulos recebidos.

As crianças são os maiores beneficiados desse tipo de trabalho, aprendendo com métodos diferentes, muitas vezes complementares, e conseguindo uma rotina repleta de novos conhecimentos.

 

Maneiras lúdicas de entender relações numéricas Compreender bem a matemática também é parte da alfabetização

Os pais devem ajudar no aprendizado dos filhos

Por mais que os elementos técnicos sejam extremamente importantes para o aprendizado das crianças e o processo de socialização dos pequenos estudantes, é muito importante que eles estejam disponíveis para investir na educação deles, principalmente no tempo.

Muitas vezes, os pais estão decepcionados com os modelos tradicionais de ensino e podem amenizar essa dor com uma presença maior na rotina escolar e também na inclusão de um professor particular para fortalecer conceitos e métodos em que acreditam mais.

Estar junto na hora das tarefas de casa, acompanhar a agenda e os comunicados da escola nessa fase é muito importante, inclusive para compreender os pontos fortes e fracos do aluno, seja para incentivar bons comportamentos e também para procurar ajuda, que pode ser um tutor em casa ou até mesmo um acompanhamento psicopedagógico em alguns casos.

Além de dificuldades causadas por elementos externos, como cansaço, falta de empatia com o professor e método desalinhado ao aluno, por exemplo, é importante que os pais prestem atenção aos sinais que os filhos possam ter de problemas mais sérios para o aprendizado, como o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e os transtornos de leitura, cálculos e números.

Entenda os conceitos de dislexia e discalculia

A dislexia traz dificuldades na leitura, fazendo com que o leitor salte linhas, troque ou omita letras e sílabas nas palavras, além de uma leitura mais lenta. A disgrafia é uma das suas consequências e faz com que o aluno troque letras e sílabas, o que atrapalha muito na escrita, trazendo também letras mal traçadas e ilegíveis.

A discalculia apresenta problemas nas leituras e aplicações dos símbolos matemáticos, trazendo dificuldades também no entendimento de enunciados, comparações e/ou quantificar problemas. Esse transtorno de aprendizagem precisa ser observado e pode ser minimizado para que a dificuldade em compreender números, lógica e problemas matemáticos não afete as próximas etapas de aprendizagem e a rotina da criança, adolescente ou adulto.

Os professores são grandes parceiros dos pais para a detecção desse tipo de problema, mas é necessário uma avaliação mais completa de uma equipe multidisciplinar, com psicólogos, pedagogos e médicos. O papel do professor é, principalmente, dar oportunidades para que cada aluno possa aplicar suas potencialidades, além de tornar as aulas mais dinâmicas para toda a turma – é muito válido não rotular o aluno.

Compartilhar aprendizado é muito importante A socialização é parte fundamental das aulas

Como escolher o professor particular para as crianças?

O ensino infantil precisa de uma atenção especial e da parceria entre pais, professores e tutores.  Investir nesse momento de aprendizado pode ser muito importante para toda a jornada do aluno, por isso, é preciso escolher bem quem serão os responsáveis por esse reforço.

Trabalhar com crianças é muito diferente dos jovens que se preparam para o Enem, por exemplo. Por mais que existam diversas ferramentas online para apoiar esse desenvolvimento, não é tão indicado a modalidade remota para esses pequenos alunos. É muito importante que a presença do professor faça parte dessa rotina, para que seja criado também um momento de empatia e fortalecimento de laços.

Outro ponto importante é avaliar bem as referências do profissional, o que engloba muito mais do que apenas o currículo. A formação e os cursos realizados são relevantes, mas não deixe de saber mais sobre o professor nesse ponto. Ele pode ser uma indicação da escola, outros pais ou uma plataforma como o Superprof, o aprendizado das crianças será diretamente relacionado a isso.  A confiança criada nessa relação já pode começar mais forte, com você conhecendo melhor o profissional.

Onde serão realizadas as aulas? Na casa do professor ou do aluno? Em um espaço compartilhado, como uma escola? Para alunos dessa idade, quase todo o processo é definido pelos pais, portanto eles precisam estar completamente dedicados a escolher o melhor modelo e metodologia. Visite os espaços, converse com professores, com outros pais e veja os bons resultados dos alunos.

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar