Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Nossas dicas para atrair muitos alunos violinistas!

De Fernanda, publicado dia 16/04/2019 Blog > Música > Violino > Como encontrar estudantes para suas aulas de violino?

“Quem pensaria que, para construir um violino, você primeiro tem que desenhar dois pentágonos em um círculo?” Stradivarius (1644-1737)

Este famoso luthier certamente não teria negado o fato de que aprender a tocar violino requer um longo processo de aprendizado: uma formação de alto nível para aprender teoria musical, ler as notas das partituras, a harmonia, a improvisação e, por fim, desenvolver a precisão dos sons.

Estudos neurológicos provaram em 2017 os benefícios da música: cientistas japoneses da Universidade de Tsukuba, no Japão, observaram um grupo de ratos que sofria de hipertensão e escutou o adágio Entretenimento nº 7 em Ré maior de Mozart. Conclusão: foi descoberto que a música pode ajudar a reduzir a pressão alta.

Quando você quer ensinar a tocar violino, ser um amante da música obviamente não é suficiente.

O nível de prática musical é um parâmetro variável dependendo dos músicos e dos professores de música…

Às vezes, um autodidata toca melhor que um professor que fez curso superior de música. Tudo varia!

Bem, depois de estudar musicologia ou ter feito suas aulas de música em escolas ou instituições, você decidiu ser professor de música!

Veja como encontrar alunos para dar suas aulas de violino.

Faça o seu anúncio de aulas de violino: é preciso se destacar da concorrência!

Um provérbio chinês diz: “bons comerciantes não precisam de publicidade”.

No entanto, mesmo se você for um violinista virtuoso, professor experiente e pedagogo, é necessário, antes de tudo, criar uma rede no mercado de curso de música: divulgar seus serviços e se tornar conhecido.

Onde dar aulas de violino? Quer dicas quentes para encontrar seus estudantes? | Um megafone para vender seus serviços como professor de violino? Bem, existem métodos mais eficientes…

Ou, como alternativa, passe no área de recrutamento de uma empresa que procura um professor de música sem um diploma.

Vai ser necessário provar suas habilidades, garantir que suas competências sejam melhores que as dos outros.

Certamente há menos professores de violino do que professores de violão – o que é um bom argumento -, mas é preciso convencer um futuro aluno de que ele precisa cumprir suas metas de prática instrumental.

A primeira estratégia para se tornar conhecido é publicar um bom anúncio do seu curso de violino: na internet, em uma escola de música, em universidades, comércio local…

Você pode começar apresentando seu programa de formação – formação clássica, violino jazz, jazz cigano, etc. -, seus diplomas – conservatório de música, universidade, instituições públicas de música, aulas particulares, escola de música, etc. – e a especificidade de sua oferta:

  • Curso de teoria musical,
  • Ler notas musicais,
  • Curso de teoria e história da música,
  • Musicalizacão,
  • Cursos de todos os estilos de música,
  • Curso de improvisação,
  • Técnicas no violino (pizzicato, vibrato),
  • Cursos para todos os níveis (nível iniciante, nível intermediário, mais avançado),
  • Aprender a estrutura e as posições do instrumento
  • Diversificar: dar aulas de piano, aulas de violoncelo, viola, contrabaixo (quarteto de cordas friccionadas).

Todas essas informações devem estar em um texto descritivo resumido, que capte bem a atenção do leitor.

Então, é necessário converter este pequeno anúncio em um atrativo irresistível de fazer aulas em casa: é preciso despertar a vontade nos estudantes.

Isso pode ser feito descrevendo o conteúdo de um curso típico.

Por exemplo: explicar como acontece a formação da teoria musical: lições e exercícios para ler partituras, trabalho rítmico.

Ou então como são as aulas de posicionamento para violino iniciante (mão esquerda, dedos da mão no braço, arco da mão direita, etc.).

Você pode especificar que a aula tem como objetivo instigar o gosto pela música e pelo instrumento, com a prática e a interpretação de suas músicas favoritas (Vivaldi, Beethoven, jazz cigano, Florin Niculescu, etc.).

Por fim, a política de preços: todos os professores particulares devem cumpri-la, qualquer que seja sua disciplina. Você precisa propor um preço por hora nem muito alto nem muito baixo, um preço adequado ao “mercado”.

Ninguém oferece cursos de violino a 200 reais por hora ou 10 reais por hora: para atrair ainda mais crianças, adolescentes e adultos para suas aulas, é necessário pesquisar a demanda potencial.

Mas saiba que o preço médio no Brasil para aulas particulares é cerca de 70 reais por hora. Para se destacar da concorrência, podemos oferecer um preço mais baixo ou oferecer a primeira aula gratuitamente, dependendo do número de horas encomendadas.

Por fim, termine seu anúncio com uma pequena nota de humor, uma brincadeira ou uma saudação simpática.

Então, você pode postar seu anúncio na internet – como na Olx, Mercado Livre, Facebook etc. – e divulgar o seu anúncio em empresas de bairro, associações, prefeituras, comércio local.

Curso de violino: crie sua rede de estudantes graças ao boca a boca

“Não importa o quão bela seja a vida, é difícil. A vida, escreveu um dos meus amigos, é tocar violino em público e aprender a tocá-lo ao mesmo tempo.” Edward Morgan Forster (1879-1970)

Para dar aulas particulares de violino, nada melhor do que saber “se vender” no seu meio social!

Na maioria das vezes, os jovens professores de violino preferem começar com sua família e amigos. É uma oportunidade para o professor iniciante aprofundar novas técnicas de ensino e trabalhar seu lado pedagógico.

Com uma boa propaganda pessoal e um portfólio de qualidade, você pode encontrar seu primeiro aluno no seu círculo social mais próximo!

Divulgar seu curso particular para seus entes queridos oferece muitas vantagens:

  • Dar uma aula de violino em um ambiente familiar reduz o estresse.
  • Você já conhece seus alunos: é mais fácil para adaptar sua pedagogia às suas habilidades.
  • Não é necessário se apresentar, pois seus alunos já conhecem seu histórico.
  • Se você der aulas em casa, economizará com os custos de transporte.
  • Seus alunos podem lhe dar uma ideia mais clara e sincera do seu estilo de ensino (feedback).
  • Você pode expandir rapidamente seu círculo de alunos.

Próximo passo: faça um trabalho de boca a boca!

Seus amigos têm a oportunidade de valorizar seus méritos artísticos para outros alunos em potencial que desejam aprender a tocar o violino, seja em um pequeno grupo ou em uma aula individual. Também é possível imprimir panfletos e cartões de visita e distribuir no bairro ou perto de uma escola de arte.

No Superprof, com frequência nossos alunos deixam suas opiniões no perfil dos professores de violino. Se você promover um bom curso para os principiantes aprenderem violino, com base na escuta e na pedagogia, não vai ter dificuldades de se distinguir de outros professores graças às suas avaliações online.

Em suma: há muitas pequenas dicas para encontrar alunos de violino por meio do boca a boca físico ou virtual!

Publicar um anúncio como professor de violino

Onde encontrar estudantes para um estágio intensivo de fotografia? Publique um anúncio em uma revista especializada em música!

O método mais simples é publicar anúncios nas lojas e comércio local de sua vizinhança. No seu bairro há inevitavelmente pessoas à procura de um curso intensivo, um workshop ou um curso de violino online para aprender a usar o equipamento profissional  (tripé, diafragma, câmera digital, objetivas…).

Deixe claro se seu curso for voltado para crianças (ou adolescentes), adultos ou terceira idade: assim você terá mais chances de expandir seu leque de alunos!

Você também pode postar seu anúncio em um jornal.

Um conselho: em seu anúncio impresso, por que não se destacar da multidão com uma imagem divertida (câmera, flash, paisagem urbana ou paisagem natural …)?

Para elaborar um anúncio típico, você deve mencionar:

  • Seu nome,
  • Seu email,
  • Seu telefone,
  • O tipo de aula que você oferece (iniciação, atualização, curso avançado, curso on-line ou aula particular em casa, aula de violino para terceira idade…)
  • O nível de ensino dos alunos (ensino médio, universitário, profissionais…)
  • O preço das aulas de violino (opcional)
  • Seu diploma na área de música ou pedagogia (estudante, bacharelado, tecnólogo, pós-graduado,…)
  • Suas qualidades e sua metodologia de ensino (pedagogia, personalização de aulas, materiais didáticos …)

Atenção para não escrever um texto muito longo – não é um livro! O cartaz deve ser visível, legível, compreensível e memorável em apenas alguns segundos.

Por fim, o professor particular de violino pode participar de um festival de música, um concerto ou um evento temático para encontrar os fãs de desse instrumento de cordas. Se você conseguir ficar em um estande pode, além de divulgar seus serviços, também oferecer uma aula experimental para construir uma clientela regular.

Crie um site para apresentar seu perfil aos alunos

Criar um site para apresentar sua atividade também é uma boa alternativa. O site é uma vitrine que permite que seus futuros alunos descubram o tipo de curso que você oferece. Além disso, ele também permite que eles entrem diretamente em contato com você, se necessário.

Como criar um perfil de professor digital? Comece a usar a internet para encontrar novos alunos!

Para fazer isso, você tem várias possibilidades. A primeira é chamar um webdesigner que irá fazer a criação do seu site caso você não entenda nada do assunto. Essa solução permite ter um site de qualidade sem quebrar muito a cabeça. No entanto, você tem que pagar para este profissional de informática.

Se você tem poucos recursos, não entre em pânico! Existem plataformas criam sites sem precisar ser um especialista. WordPress e Wix são algumas delas. Você encontrará facilmente uma solução para criar sites com facilidade.

Mas o que colocar no seu site?

Comece apresentando sua atividade.

Exiba as diferentes fórmulas do curso e apresente o programa e o público-alvo (palestras, preparação para exames, violino para iniciantes, técnicas no violino, afinação, música de câmara, aulas particulares, intensivos de verão, cursos individuais, cursos em todos os níveis, etc.).

Você também pode colocar algumas referências e não se esqueça de mencionar seus dados de contato. Estes devem estar visíveis para simplificar a tarefa para seus alunos.

Além do seu site, você pode criar um pequeno cartão de visita com a identidade do site para distribuir para as pessoas que conhece.

Seja conhecido pelos alunos nas redes sociais

Seus cursos particulares podem ganhar ainda mais visibilidade. São muitas as redes sociais que você pode utilizar para divulgar seu trabalho como professor particular.

As redes sociais são a consequência lógica da sua identidade digital para a sua atividade profissional.

Isso pode funcionar bem para jovens estudantes que são seguidores deste tipo de meios de comunicação.

Comece criando uma página no Facebook. Muitas empresas e associações criam sua página no Facebook para marcarem presença na internet. A página do Facebook permite que você dê suas notícias para seus alunos (período de férias, ausência excepcional, etc.). No entanto, isso não dispensa a comunicação por e-mail, já que nem todos têm Facebook.

Se você está particularmente interessado em redes sociais, também pode imaginar criar uma conta no Instagram voltada para suas aulas de violino. Por exemplo, você pode compartilhar indicações de leitura, sites, filmes, violinistas famosos, cursos online de violino…

Essa presença nas redes sociais pode trazer novos alunos à procura de cursos de violino.

Encontre alunos com nossas aulas particulares de violino: o Superprof

Ok, já elaborei meu anúncio, mas onde posso encontrar meus alunos? É claro! Em primeiro lugar, nós obviamente pensamos no Superprof!

Contamos com centenas de professores matriculados na plataforma para ensinar esse instrumento de cordas friccionadas, e na maioria das grandes cidades do Brasil.

Onde dar aulas de violino? A escolha do local de suas aulas é fundamental: em sua casa, em um estúdio alugado, na casa do aluno. O importante é que o aluno se sinta confortável e à vontade durante o curso!

Estudar música aumenta a criatividade de todos os alunos, que, através da teoria musical e da improvisação, desenvolvem compreensão e linguagem corporal. Isso permite que eles sejam capazes de usar outros instrumentos de cordas, como violoncelo ou violão.

No portal do Superprof, os alunos têm a oportunidade de pagar muito menos do que as aulas em escolas de música ou de outros instrumentos.

Além disso, enquanto as instituições de reforço escolar cobram até 200 reais por hora de uma aula de matemática – os nossos cursos variam de 40 – às vezes menos – a 100 reais (às vezes um pouco mais) .

A maioria de nossos professores atendem todos os níveis, os perfis e estão dispostos a ensinar todos os estilos de música: o suficiente para progredir e se divertir ao mesmo tempo.

Para poder preencher sua agenda de professor particular, vamos citar aqui algumas das qualidades necessárias e o que fazer com cada aluno.

Um estudante satisfeito é uma excelente propaganda para você, no sentido de que ele certamente vai falar sobre seu professor particular em todas as oportunidades, para sua família, amigos, e eles, por sua vez, podem repassar seu contato para pessoas que estejam procurando por aulas de violino.

Aqui estão alguns elementos indispensáveis a um bom professor particular de violino:

  • Seja sorridente e seguro de si mesmo,
  • Chegue na hora na casa do aluno,
  • Incentive o aprendiz quando superar dificuldades e emitir belas notas,
  • Evite julgar ou criticar pelos seus erros e vícios,
  • Seja simpático: uma aula não é uma inquisição,
  • Respeite o aluno e sua família,
  • Ensine de forma dinâmica e estimule o gosto pelo tocar,
  • Ensaie com o aluno e respeite o seu ritmo (vá mais devagar se for necessário),
  • Alterne entre acompanhamento e autonomia no instrumento.

O estudo do violino, este instrumento desprovido de trastes e de referências visuais, exige um grande rigor: é necessário envolver o aluno na aprendizagem, motivá-lo, incentivá-lo.

Vai ser necessário se adaptar a todos os perfis: um estudante do ensino médio que deseja progredir para divulgar o seu grupo de música não precisa do mesmo tipo de curso que um adulto que deseje aulas intensivas de violino para se preparar para orquestras ou grupos musicais de renome.

Também é importante pensar no status: existe diferença entre ser professor contratado em uma escola pelo regime CLT ou como professor freelance independente – remunerado com faturas.

Há pouca procura de alunos apesar de todos os seus esforços? Outras soluções ainda existem …

Onde dar aula de violino? Torna-se um professor de casa, uma boa escolha? Também é fundamental adaptar os cursos de acordo com a maturidade do aluno.

Dê aulas online

Uma alternativa no mercado das aulas particulares é a educação a distância. Nesse caso, as aulas podem acontecer desde que a pessoa tenha um computador (com câmera, microfone, e saída de som), tablet e uma boa conexão internet.

A educação à distância, com metodologia, funciona! Muitas pessoas que moram no interior, no campo e têm acesso à internet podem fazer cursos online como de violino !

Às vezes, o meio de locomoção pode faltar em várias áreas, o que impede a ida aos cursos.

Não é preciso ter um carro, nenhum transporte público… Felizmente, há uma solução: sites para aprender com um professor de música online! Ou com o próprio professor particular: ele da sua casa ou escritório e você da sua casa, onde quiser!

Quando mais cedo aprender o violino melhor, independente do método.

A principal desvantagem dos cursos online e tutoriais é que você não estará presencialmente, ao lado do aluno, para identificar maus hábitos e garantir o trabalho regular. Mas hoje em dia existem muitas metodologias específicas para aulas via webcam. Esses maus hábitos podem ser detectados pelo vídeo, por exemplo.

Comece pelas escolas e pelas empresas

O Brasil é um país musical e a música é um recurso educacional maravilhoso. Crianças, adolescentes e jovens são rapidamente seduzidos pela riqueza das sonoridades e pelo poder agregador e mobilizador da música. Socialmente, a música tem é capaz de transformar pessoas e realidades, sobretudo em comunidades mais vulneráveis, onde a população tem carência de estruturas culturais, artísticas e emocionais.

Dessa maneira, como bom trabalho social e que pode ser bem valorizado no meio escolar, divulgar seus serviços em escolas, universidades e associações de crianças e adolescentes pode ser uma alternativa muito interessante.

Conheça por exemplo o trabalho do grupo Parabolé, que promove cultura e arte nas escolas de Curitiba.

Nas escolas, é aconselhável procurar pela coordenação pedagógica ou secretaria antes de postar um anúncio. É melhor pedir permissão à coordenação para garantir que seu anúncio permaneça na parede.

Às vezes, as escolas de ensino médio têm até mesmo uma cantina, um espaço para música ou uma sala de convivência: pergunte se você pode dar aulas para os alunos à noite depois das aulas.

E por que não ensinar música aos funcionários no local de trabalho?

Como uma das principais atividades de lazer e prática cultural, a música tem um efeito relaxante e rejuvenescedor: há cada vez mais procura por cursos de música in company, para dar acesso a uma educação musical e amigável, para reforçar a coesão social e integrar equipes dentro de uma organização.

Os empregadores estão tomam cada vez mais a iniciativa de introduzir aulas de música em suas instalações, reconhecendo que podem aumentar a produtividade de seus funcionários.

De acordo com um estudo da Harvard University publicado em 2012, envolver funcionários em aprendizado criativo os torna mais satisfeitos, e 32% dos funcionários satisfeitos estão mais envolvidos em seus negócios do que seus pares.

Onde aprender violino? Qual profissão escolher para ensinar violino?
Dar cursos na internet é uma profissão de verdade.

Encontre alunos em associações e instituições

Não deixe de lado as associações e das instituições públicas da sua cidade! Na verdade, essas estruturas locais são frequentadas por muitos moradores do bairro. Entre eles, você certamente encontrará alguns alunos.

Claro, a ideia não é visitar todas as associações. Mas, se puder, procure aquelas que atendem pessoas que provavelmente têm interesse em suas aulas de violino ou música. As associações que promovem atividades culturais e artísticas são as mais indicadas.

Vamos ser concretos:

  • Você quer dar aulas particulares de violino para a terceira idade? Coloque cartazes em instituições que acolhem idosos em sua comunidade e se ofereça para ensinar temas como violino básico, musicoterapia, história da música, música de câmara…
  • Seu público é o infantojuvenil? Aproxime-se das associações de reforço escolar, de ensino de idiomas ou dos clubes esportivos de sua cidade.

Na verdade, é simples: se você sabe qual perfil de aluno está procurando, precisa se concentrar nos lugares que provavelmente serão frequentados por eles!

Bem, agora você já tem muitas dicas para começar a se mexer e tornar sua atividade como professor um trabalho real em tempo integral!

Deixe a preguiça de lado e comece a sua estratégia como professor de violino! Os alunos estão te esperando!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar