Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Potencialize o trabalho do seu professor de mandarim

De Marcia, publicado dia 19/06/2018 Blog > Idiomas > Chinês > Prepare-se para aprender chinês da maneira rápida e eficaz

Já dizia o filósofo grego Aristóteles que “não existe um único método para estudar as coisas”. E se pararmos para pensar, isso se aplica ao ensino do idioma chinês. Não há uma fórmula pronta a partir da qual todo aluno certamente aprenderá. Cada professor pode desenvolver sua própria metodologia, desde que a mesma funcione permitindo que os alunos de fato aprendam.

Descubra um novo mundo Muitas pessoas desejam aprender mandarim para trabalhar em empresas chinesas.

No estudo do chinês, por exemplo, pode ser que haja diferenças entre os tipos de dificuldades enfrentadas pelos alunos. Alguns encontram maiores problemas com a questão da memorização. Outros, na parte fonética e há ainda aqueles que levam um tempo maior para assimilar a parte escrita do idioma.

Isso acontece porque existem diferenças no desenvolvimento cognitivo de pessoa para pessoa. Algumas são mais visuais, outras mais auditivas e essas características precisam ser, de certa forma, levadas em conta na hora dos estudos.

Há pessoas que assimilam melhor o conteúdo lido; outras, o ouvido e outras ainda precisam de um tempo maior dedicado aos estudos. É por isso que podemos dizer que estudar chinês não é sinônimo apenas de frequentar as aulas uma ou duas vezes por semana. Trata-se de um trabalho contínuo, que exige dedicação e estudo diário.

Se você deseja aprender de fato o idioma, deve primeiramente buscar conhecer o seu próprio perfil. Lembre-se de que o trabalho do professor também engloba mantê-lo motivado e criar meios para potencializar a sua capacidade de aprendizagem. Mas você deve fazer a sua parte.

Pensando nisso, o Superprof preparou quatro dicas de ouro que vão ajudá-lo a aproveitar melhor suas aulas.

Revise sempre

Antes de partir para a próxima lição, é importante certificar-se de clareza das informações anteriores. Trata-se de uma língua milenar, que foi evoluindo ao longo da história. Muitas vezes, nem mesmo acadêmicos e estudiosos do assunto podem dizer que conhecem a fundo todos os ideogramas chineses.

Diante disso, imagine a sua responsabilidade ao decidir aprofundar-se em um assunto tão complexo. Apesar disso, aprender a língua chinesa não deve ser visto como um desafio inalcançável. Trata-se de algo totalmente possível.

Calcula-se que em 3 anos de curso de chinês, é possível adquirir conhecimentos em cerca de 400 caracteres do idioma e, portanto, dominar dois terços da totalidade da língua. E você pode proporcionar isso a todos os seus alunos.

Entretanto, para que isso aconteça, não podem haver lacunas de conhecimentos deixadas entre uma e outra lição. Daí a importância de revisar e solucionar dúvidas antes de partir para o tópico seguinte da língua chinesa.

Tal atitude é especialmente importante quando o aluno ainda está se inciando no idioma, seja a partir de aulas particulares ou em um centro especializado.

Estude chinês diariamente A sala de aula é apenas metade do aprendizado: o restante é obra sua.

Devemos ressaltar que o que acontece em sala de aula é apenas 50% do estudo do idioma. O aluno adquirirá essa margem de conhecimento apenas mantendo-se atento à explicação do professor. Os outros 50% ficam por conta dos estudos e dedicação nos demais dias da semana.

Para facilitar essa parte da memorização, temos alguns pontos importantes:

  • Trabalhe a sua motivação e a postura diante dos conhecimentos apresentados;
  • A cada revisão, faça associações e agrupe materiais utilizados;
  • Faça pequenas pausas a cada 30 minutos, para beber água, ir ao banheiro e limpar a mente;
  • Evite fontes de distração no ambiente, como televisão ligada e acesso a redes sociais;
  • Não hesite em fazer perguntas ao seu professor, de modo a sanar qualquer dúvida ou dificuldade existente. Dessa forma, elas não se acumulam;
  • Releia as lições todos os dias, preferencialmente antes de dormir. Essa técnica ajuda na memorização de informações e caracteres.

Sintetize os conteúdos trabalhados

As famosas folhas de resumo são importantes meios de garantir uma aprendizagem de maneira mais rápida e prática.

Para entender melhor esse mecanismo, imagine a tensão dos estudantes universitários em época de provas. Ler e reler cada uma das densas apostilas utilizadas durante o bimestre certamente demandaria noites e noites em claro. É por isso que muitos alunos já aderiram à metodologia de elaborar resumos durante as aulas.

Eles anotam os pontos mais importantes da matéria e a explicação do professor. Dessa forma, o material de estudos é todo organizado baseando-se em cartões e folhas de resumo, o que demanda menos tempo de leitura e potencializa as chances de memorização. Isso faz total sentido se levarmos em conta que reter as informações mais relevantes é o grande segredo da aprendizagem.

Mas como aplicar essa “técnica” também ao estudo do chinês? De que forma realizar esses resumos para que as lições sejam melhor fixadas?

  • Após cada aula, passe a limpo suas anotações;
  • Faça resumos com frases curtas e ideias sucintas;
  • Utilize diferentes cores e quadros para destacar informações nos resumos;
  • Use e abuse de palavras-chave, definições e traduções;
  • Associe as informações a fatos do seu dia a dia sempre que possível, para favorecer a memorização;
  • Crie diagramas de significado e ordem dos ideogramas chineses;
  • Para cada tópico, utilize uma folha de papel ou cartão distinto.

Ao utilizar essas sínteses para os estudos, você poderá ainda fazer exercícios de pronúncia, lendo as informações em voz alta.

Reunir palavras básicas, como “olá” e “até logo”, revisar os números e pesquisar canais online sobre o assunto são maneiras importantes de complementar o trabalho do seu professor de chinês.

Assim como qualquer outra matéria, estudar somente no momento da aula não é uma maneira eficaz de aprender. Todo conhecimento novo precisa de algumas horas diárias dedicadas aos estudos para ser assimilado de maneira progressiva.

Se você partisse em intercâmbio para a China, não seria obrigado a conviver com o idioma mesmo fora das aulas? Então, se esforce para fazer o mesmo, aqui mesmo, por um investimento bem menor.

Comece a entrar no clima da cultura chinesa

Por falar em imersão na língua chinesa, ainda que você já esteja programando a sua viagem para a China, não será necessário esperar até lá para começar a mergulhar no mundo da cultura local.

Uma coisa é fato: em nosso dia a dia aqui no Brasil não estamos acostumados a ouvir os fonemas típicos do chinês. Por que não então buscar vídeos ou músicas no idioma e consumí-los diariamente, de modo a “acostumar o ouvido” a esses novos sons?

Busque conteúdo chinês Complementar seus estudos com material online é uma maneira eficaz de aprender.

Dessa forma, quando você chegar à aula, será muito mais fácil compreender o material de áudio utilizado pelo professor.

Você pode ainda assistir a filmes em chinês. Caso seja iniciante, opte pela legenda em português mesmo, apenas pela questão de treinar a audição. Você ainda pode frequentar lojas de nativos chineses, procurar em fóruns online por pessoas que desejem se comunicar no idioma e baixar aplicativos de estudos, que potencializam o seu aprendizado.

Se essa técnica pode ser utilizada para estudos de tantos idiomas, saiba que o mandarim não foge à regra.

Na hora de pesquisar por vídeos, entretanto, lembre-se de que os chineses não têm acesso ao Youtube. Eles utilizam um site equivalente chamado Youku. É importante lembrar também que é necessário filtrar o nível do idioma nos vídeos. Um estudante iniciante não está apto a entender a maior parte dos fonemas.

Você pode ainda buscar ferramentas da internet para aprender o idioma com um correspondente estrangeiro. Muitas pessoas realizam uma espécie de intercâmbio: ensinam o português e, em troca, aprendem uma nova língua.

Pratique o idioma de forma descontraída

A maioria das crianças não gosta de estudar. Essa característica pode não desaparecer na vida adulta: o que muda é a responsabilidade. Uma criança precisa ser “forçada” pelos pais a estudar e fazer os deveres de casa, enquanto um adulto dedica-se aos estudos porque sabe o quanto eles são importantes.

Entretanto, o rendimento em uma atividade da qual não gostamos normalmente não é satisfatório. É por isso que você deve buscar na rede por conteúdos do seu interesse, mas que incluam a língua chinesa.

Torne as lições interessantes O momento dos estudos deve ser prazeroso. Busque ferramentas que favoreçam isso.

Há pessoas que sentem-se mais confortáveis assistindo a um vídeo do que estudando livros intermináveis. Aplicativos, conforme citamos acima, também costumam trazer o aprendizado da língua da maneira mais lúdica e divertida.

O ponto principal é não fazer dos estudos do idioma chinês a parte “chata e maçante” da sua rotina. Ler e reler os conteúdos estudados em aula diariamente por pura obrigação pode fazer com que você acabe desenvolvendo uma verdadeira aversão à língua, em vez de evoluir no aprendizado.

É por isso que o melhor a fazer é associá-lo a atividades agradáveis e inteligentes. Assim ele passa a estar incluso na parte boa do seu dia. Além de evoluir mais rapidamente, esse progresso servirá como uma grande fonte de motivação, para que você queira mais e mais estar em contato com o mundo do mandarim.

É dessa forma que muitos estudantes desenvolvem verdadeira paixão pela China e fazem do país o seu destino, seja para a próxima viagem turística ou para a realização de um intercâmbio, que certamente multiplicará as suas chances e caminhos profissionais.

E por que não começar agora mesmo a trilhar esse caminho? Existem muitas empresas chinesas com filiais no Brasil que esperam pelo currículo de um profissional qualificado e com conhecimentos na língua local. Quem sabe, daqui á algum tempo, você seja o candidato favorito à vaga. Basta ter foco e motivação. Vamos nessa?

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar