Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Manter uma alimentação saudável evita riscos à saúde

De Marcia, publicado dia 12/03/2018 Blog > Esporte > Personal trainer > Elimine açúcares e gorduras e seja feliz

Fast food, frituras, doces… estamos falando de verdadeiras bombas embaladas em papéis atraentes, às quais quase sempre sucumbimos. Quantas vezes você não trocou uma refeição saudável por um hambúrguer com batatas fritas?

Não… não estamos dizendo isso para que você se sinta culpado: em um local onde as propagandas publicitárias apelam para o consumo de alimentos nada saudáveis, manter uma alimentação equilibrada realmente exige muito equilíbrio e disciplina.

Comida rápida e nociva Se você come muitos lanches, pode ser hora de começar a rever sua alimentação.

Entretanto, isso não significa que não temos outra escolha além de ser “vítimas” das agências de publicidade. Ingerir menos junk food e mais produtos naturais é uma escolha que cabe a cada um de nós. Em nome da nossa saúde e qualidade de vida.

Crie, aos poucos, uma dieta saudável

Se você é acostumado a comer muito fast food, a mudança não ocorrerá de um dia para outro. Hábitos alimentares mais saudáveis fazem parte de uma conquista, construída dia após dia.

A má alimentação representa um verdadeiro vício para muitas pessoas e, assim como qualquer outro, deve ser revertido gradativamente.

E isso também requer alguns conhecimentos. Que tal começar pesquisando o valor energético de cada alimento que você ingere? É claro que para muitos, essa questão de valores nutricionais são como mercado financeiro: não entendem quase nada. Mas lembre-se de que nunca é tarde para começar a aprender.

Lipídios, proteínas, carboidratos… entender a função de cada um desses componentes em nosso organismo e mensurar a quantidade diária ingerida pode ser o primeiro passo rumo a uma alimentação saudável.

Conheça também seu metabolismo basal

O metabolismo basal de um organismo é a quantidade de energia necessária para ele manter-se em funcionamento. Ainda que passemos o dia todo em repouso, nosso corpo precisa de uma quantidade energética para garantir o bom funcionamento dos órgãos internos.

A respiração, a circulação e a digestão são bons exemplos de mecanismos que estão praticamente em funcionamento constante.

A quantidade calórica necessária para manter essas funções não é a mesma para todos os indivíduos. Existem diferenças, devido ao nosso peso, altura, sexo e estilo de vida. Atividades do dia a dia, como trabalhar, normalmente consomem entre 300 e 400 calorias extra.

Quando você ingere mais calorias que consome, a tendência é que ocorra ganho de peso. Quando o consumo se torna maior que a ingestão, há perda de peso. É por isso que, se a sua intenção é conquistar o peso ideal e manter-se nele, você precisa ingerir exatamente a quantidade necessária para a demanda do seu organismo.

Ajuste a dieta ao seu estilo de vida

Ao mesmo tempo que iniciam um programa de alimentação mais saudável, muitas pessoas também incluem os exercícios em sua rotina. A partir de então, a dieta deve adequar-se também ao treinamento.

Antes de exercícios com peso, por exemplo, o ideal é consumir carboidratos que fornecem a força necessária, como uma espécie de combustível. Após o treino, proteínas ajudam na reconstrução dos músculos.

Esse é apenas um exemplo do quanto é importante levar em conta o programa de treinamento adotado pelo indivíduo na hora de definir a alimentação.

Para uma pessoa que pratica somente exercícios aeróbicos, por exemplo, a rotina alimentar certamente funcionaria de forma diferente.

Sinais de que a saúde não vai bem

Além do controle do peso, a boa alimentação desempenha um papel fundamental na manutenção da saúde. Quando você começar a incorporar as mudanças, certamente perceberá o quanto se sentirá também mais disposto e ativo.

Uma vida sedentária e uma alimentação rica em gorduras e sódio podem contribuir para o desenvolvimento de doenças crônicas, como diabetes, colesterol e riscos cardiovasculares. Esse quadro, normalmente apresenta alguns sinais.

Por isso, se você tem apresentado com frequência algum dos sintomas abaixo, o melhor a fazer é procurar um médico. Normalmente, essas doenças se manifestam a partir de:

  • Sede excessiva;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Fadiga;
  • Distúrbios do sono ou sensação de acordar cansado, mesmo após várias horas dormidas;
  • Visão turva;
  • Infecções frequentes;
  • Inchaço nos pés ou mãos;
  • Disfunções sexuais.

Alimentos que elevam os riscos de diabetes, colesterol e hipertensão

Como dissemos acima, existem alimentos que parecem fornecer ao organismo os verdadeiros ingredientes para construção dessas doenças. Para ajudá-lo a identificar esses “vilões”, listamos abaixo alguns dos principais.

  • Frituras: Sabe aquele desejo de assistir Netflix comendo batatas fritas ou de comer um bom bife acebolado no almoço? Então, ele até pode ser realizado, contanto que isso não ocorra semanalmente. Resumindo: só de vez em quando;
  • Refrigerantes e sucos artificiais: Muitas pessoas trocam os refrigerantes pelos sucos de caixinha, acreditando que estão fazendo uma boa escolha para sua saúde. Um conselho: não caia nessa. Esses sucos industrializados são ricos em açúcares e os danos à saúde podem ser equiparados aos causados pelos refrigerantes (se não forem ainda maiores);
  • Molhos articiais: Katchup, mostarda, maionese, barbecue e seus derivados não devem ser consumidos com frequência. Além dos riscos que já citamos, ainda podem ocasionar gastrite e outros problemas estomacais;
  • Sobremesas: Muitas pessoas sentem uma vontade incontrolável de comer doces após o salgado. Se isso acontecer, coma uma fruta. Bolos, pudins e outros tipos de sobremesas são ricos em gorduras e açúcares, ou seja, nocivos ao organismo;

Corte os açúcares Que tal substituir aquela fatia de bolo após o almoço por uma fruta?

  • Alimentos “brancos”: Na hora de consumir arroz e farinha e pães, por exemplo, dê preferência aos integrais. Eles possuem fibras benéficas ao organismo.

Se você é do tipo que consome todos esses itens que citamos acima e vive adiando o início de uma dieta, pense bem. Não estamos falando em estética: é a sua saúde cardiovascular que está em jogo.

Entenda a sua alimentação

Nosso estilo de vida acelerado e a crise financeira que se instalou em nosso país são fatores que podem nos levar a aproveitar aquela promoção de um restaurante fast food. Por isso, preste atenção se você não anda arriscando a sua saúde em nome de uma refeição rápida e barata.

Outras vezes, vamos almoçar com os colegas de trabalho, e aceitamos comer alimentos nada saudáveis apenas para não ser “o-chato-que-come-certinho” da turma.

Entretanto, nenhuma das situações acima vale o risco de desenvolver doenças sérias e silenciosas.

Portanto, se você vem sucumbindo a esses deslizes na alimentação, vá agora mesmo ao nutricionista e contrate um personal trainer para iniciar um programa de dieta saudável e exercícios. O personal você pode encontrar na plataforma Superprof.

Ajuda tecnológica

Existem alguns sites e ferramentas online que podem ajudá-lo a manter um controle da sua alimentação. O ContaCal, por exemplo, é capaz de calcular seu consumo diário de calorias.

O objetivo dessas ferramentas é controlar de perto a sua alimentação para evitar que você, sem perceber, acabe cometendo alguma loucura gastronômica.

Também existem portais que trazem dicas alimentares e plataformas onde você pode interagir com outras pessoas que estão em busca do mesmo que você.

Na tela do seu celular

Existem ainda aplicativos para celular que ajudam o indivíduo a seguir uma dieta saudável. Alguns permitem o monitoramento da perda ou ganho de peso e conseguem mensurar sua evolução.

Baixe uma ferramenta Com a tecnologia, você controla sua alimentação diretamente da tela do seu celular.

Para pessoas que costumam desanimar após a primeira semana de dieta, essas ferramentas podem ajudar a manter-se motivado. Afinal, cada pequeno avanço poderá ser percebido e comemorado.

Use o Shopwise

O Shopwise é um aplicativo capaz de ajudá-lo com a alimentação, a partir do momento que você compra os produtos no mercado.

Ele permite uma análise do código de barras, a partir da qual o valor nutricional e os aditivos do alimento chegam ao seu conhecimento.

A partir daí, você está apto a decidir com consciência o que permanece em seu carrinho.

Analise por si mesmo

Além das ferramentas que citamos acima, é importante que você esteja consciente na hora de comprar. Uma outra dica importante é evitar ir ao supermercado quando estiver com fome.

O ideal é tentar fazer um lanche, ainda que simples, antes de sair de casa. Dessa forma, você atenua os riscos de acabar enchendo o carrinho de “besteiras” que parecem apetitosas no momento em que você não tem nada no estômago.

Outra ideia é evitar levar aquelas guloseimas que você compra pensando na possibilidade de o seu sobrinho vir à sua casa no final de semana. Deixe para adquirir esses itens quando e se tiver realmente certeza que a criança virá.

Caso contrário, esses produtos correm o risco de ficar parados em sua dispensa, se tornando presa fácil naquele dia que você chegar estressado do trabalho.

Aliás, por mais que você adore mimar seus sobrinhos, é importante pensar na alimentação deles também. Não estamos dizendo que você não possa oferecer alguma guloseima de vez em quando, mas na maior parte das vezes, procure escolher opções mais saudáveis.

Cuide da alimentação dos pequenos Crianças se sentem atraídas por doces, mas devem começar a ser conscientes desde cedo.

Afinal, se rever os hábitos alimentares é algo tão difícil para você, isso se deve também ao fato dos longos anos que passou ingerindo esses alimentos. Tudo é questão de costume.

E você? Já tentou muitas vezes mudar os hábitos alimentares? Vem encontrando alguma dificuldade para isso? Já iniciou sua dieta e tem obtido sucesso? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco sua experiência. Ela pode ser inspiradora para outras pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar