Se enganam aqueles que subestimam os efeitos da pandemia para as crianças e os adolescentes. De acordo com relatório conduzido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância - a Unicef -, a quantidade de estudantes entre os 6 e 17 anos que desistiram dos estudos desde o início do confinamento já ultrapassa 1 milhão. O número, que sem dúvida é alarmante, é um chamado para os pais, responsáveis e educadores. Juntos, precisamos fazer deste sinal de alerta um incentivo para agir contra a evasão escolar. Aqui, vou compartilhar algumas dicas que podem nos ajudar a atingir este objetivo. Vamos nessa?

Os melhores professores de Reforço escolar disponíveis
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (101 avaliações)
Maria alice
R$105
/h
1a aula grátis!
Victor
5
5 (56 avaliações)
Victor
R$60
/h
1a aula grátis!
Sueli
5
5 (21 avaliações)
Sueli
R$50
/h
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (14 avaliações)
Bruna
R$70
/h
1a aula grátis!
Carlos
5
5 (7 avaliações)
Carlos
R$20
/h
1a aula grátis!
Nélida
5
5 (22 avaliações)
Nélida
R$50
/h
1a aula grátis!
Luiz mário
5
5 (9 avaliações)
Luiz mário
R$75
/h
1a aula grátis!
Ana clara
5
5 (10 avaliações)
Ana clara
R$50
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (101 avaliações)
Maria alice
R$105
/h
1a aula grátis!
Victor
5
5 (56 avaliações)
Victor
R$60
/h
1a aula grátis!
Sueli
5
5 (21 avaliações)
Sueli
R$50
/h
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (14 avaliações)
Bruna
R$70
/h
1a aula grátis!
Carlos
5
5 (7 avaliações)
Carlos
R$20
/h
1a aula grátis!
Nélida
5
5 (22 avaliações)
Nélida
R$50
/h
1a aula grátis!
Luiz mário
5
5 (9 avaliações)
Luiz mário
R$75
/h
1a aula grátis!
Ana clara
5
5 (10 avaliações)
Ana clara
R$50
/h
1ª aula gratuita>

O que afasta os alunos do ensino?

Antes de falarmos sobre as formas de evitar o abandono das escolas, é preciso entender o porquê das crianças e jovens não desejarem dar continuidade à vida acadêmica. A realidade é que são muitos os fatores que podem contribuir para isso, como a gravidez prematura, a falta de conexão entre o conteúdo visto e o cotidiano do aluno ou até mesmo os déficits de aprendizado, que podem criar barreiras que o estudante não consegue ultrapassar.

Separei aqui alguns dos motivos mais comuns que provocam a saída prematura das escolas e explico melhor cada um deles. Veja só:

 

Abandono escolar durante o Covid-19
Durante o Covid-19, mais de 1 milhão de estudantes abandonou a escola

A falta de acesso à educação

Este ainda é um empecilho que afasta muitas crianças e jovens das escolas. E, ao contrário do que muitos pensam, não é preciso ir até as áreas rurais para encontrar a parcela da população que não tem acesso à educação. As periferias das grandes cidades, por exemplo, colecionam casos de estudantes que não conseguem dar continuidade aos estudos por conta da distância das instituições, a impossibilidade de contar com o transporte público ou até a falta de segurança na escola.

A necessidade de começar a trabalhar

De acordo com o levantamento de dados promovido pelo IBGE, um dos fatores recorrentes que afasta os adolescentes do ambiente de ensino é a necessidade de buscar um emprego. Os resultados apontam, ainda, que os horários pré-estabelecidos não ajudam, uma vez que acaba sendo impossível encaixar a agenda escolar com um emprego formal.

O bullying e o assédio

Estes fatores não são novidades. Desde sempre, o assédio e o bullying são realidades nas escolas. A violência, que pode ser física ou verbal, é responsável por deixar os jovens inseguros e amedrontados. Isso certamente pesa na balança e os afasta do caminho do aprendizado.

Dificuldade de aprendizado

Quem nunca teve medo de repetir de ano, que atire a primeira pedra. Este era um dos maiores receios dos meus colegas de classe e, acredite ou não, não é injustificado. Segundo o Relatório de Monitoramento da Educação para Todos, lançado pela Unesco, o número de alunos que repetem o ano alcança quase 7 milhões. A tal chamada “bomba” não só inibe o aprendizado como desestimula o aluno, que se acha incapaz e, por isso, pode abandonar a escola.

A diferença do que é visto nas salas de aula e a realidade

Quem aí segue consultando a tabela periódica no dia a dia? Pois é, o modelo educacional não anda se aproximando da realidade que os jovens querem para si. E, quando eles não veem o que é aprendido como uma ferramenta útil para o futuro, a desistência se torna mais atraente.

A falta de modernização

O ambiente escolar pode e deve evoluir de acordo com as tecnologias. Mas, claro, sabemos que isso não é o que acontece. Seja por conta de orçamentos apertados ou pela manutenção da tradição, muitas instituições se recusam a se modernizar. Isso torna as aulas desinteressantes e provoca a evasão escolar.

Estes são apenas alguns dos motivos que vêm provocando o abandono das escolas. E, com o surgimento da pandemia, eles foram agravados, tornando o cenário ainda mais alarmante.

Felizmente, existem medidas que podem reverter cada um deles, tornando a escola mais convidativa para as crianças e os adolescentes. A seguir, vamos descobrir algumas delas e como elas podem nos ajudar a solucionar este dilema.

 

Sala de aula durante o Covid
As escolas também devem participar da luta contra a evasão escolar

Como ajudar o jovem a permanecer na escola

Já compreendemos alguns dos motivos que andam provocando a evasão estudantil. Agora, é a hora de entender como reverter este jogo. A seguir, conheça algumas práticas que podem ajudar:

Aprenda a conversar com o aluno

O primeiro passo é buscar entender o que anda provocando o desânimo da criança ou do adolescente. As aulas estão chatas? Ele anda sofrendo perseguição dos colegas? Ele desenvolveu um interesse fora da sala de aula? Tenha como foco a honestidade e esteja aberto ao que ele disser.

Depois desse bate-papo você terá mais informações para pensar em uma estratégia para reverter a situação.

Descubra como dosar as expectativas e pressão

Todos nós desejamos um futuro melhor para os pequenos. Mas, a pressão pode provocar o efeito contrário e oprimí-lo. Por isso, tente dosar as expectativas e deixe que o estudante trace metas para as próximas etapas da vida. Você deve auxiliar, incentivar e até apontar caminhos mais assertivos, mas sem dissolver a liberdade do aluno. Desenvolver a autonomia é essencial não só para a vida acadêmica, mas para a profissional e pessoal.

Incentive a modernização do aprendizado

Eu sei, os celulares e tablets podem levar qualquer um à loucura. Mas, acredite, eles também podem contribuir para potencializar o aprendizado. Integre estes itens à rotina de estudo do jovem, mostrando formas de utilizar a tecnologia a seu favor. Dessa maneira, ele não se sentirá alienado ou sufocado e ainda vai ter a chance de dosar o uso e o tempo que ele passa com cada um dos equipamentos.

Descubra os benefícios de investir em educação à distância

Como vimos, a falta de flexibilidade é um dos grandes fatores que contribuem para a evasão escolar. Com a educação à distância, podemos ajudar alunos a permanecer no caminho acadêmico. Primeiro por conta da flexibilidade de horários e, segundo, pelo acesso que exclui a necessidade de transporte ou a de percorrer longas distâncias.

 

A autonomia é importante para as crianças
A autonomia é importante para as crianças
Os melhores professores de Reforço escolar disponíveis
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (101 avaliações)
Maria alice
R$105
/h
1a aula grátis!
Victor
5
5 (56 avaliações)
Victor
R$60
/h
1a aula grátis!
Sueli
5
5 (21 avaliações)
Sueli
R$50
/h
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (14 avaliações)
Bruna
R$70
/h
1a aula grátis!
Carlos
5
5 (7 avaliações)
Carlos
R$20
/h
1a aula grátis!
Nélida
5
5 (22 avaliações)
Nélida
R$50
/h
1a aula grátis!
Luiz mário
5
5 (9 avaliações)
Luiz mário
R$75
/h
1a aula grátis!
Ana clara
5
5 (10 avaliações)
Ana clara
R$50
/h
1a aula grátis!
Maria alice
5
5 (101 avaliações)
Maria alice
R$105
/h
1a aula grátis!
Victor
5
5 (56 avaliações)
Victor
R$60
/h
1a aula grátis!
Sueli
5
5 (21 avaliações)
Sueli
R$50
/h
1a aula grátis!
Bruna
5
5 (14 avaliações)
Bruna
R$70
/h
1a aula grátis!
Carlos
5
5 (7 avaliações)
Carlos
R$20
/h
1a aula grátis!
Nélida
5
5 (22 avaliações)
Nélida
R$50
/h
1a aula grátis!
Luiz mário
5
5 (9 avaliações)
Luiz mário
R$75
/h
1a aula grátis!
Ana clara
5
5 (10 avaliações)
Ana clara
R$50
/h
1ª aula gratuita>

Saiba como falar sobre profissões e futuro com os alunos

Uma das reclamações mais comuns é a de que o conteúdo visto nas escolas não se parece em nada com as profissões de interesse no futuro. Para solucionar este problema e tornar mais palpável as ocupações que podem ser escolhidas por eles, você pode apresentar feiras vocacionais, canais de pessoas em áreas diferentes, propor uma amostrar de sua própria função ou buscar outras maneiras de conectar o que é visto em sala de aula com as tarefas do dia à dia. Assim, o aluno vai ligar o conteúdo visto com a prática e vai entender que as matérias têm um objetivo e servirão para o seu sucesso no futuro.

Tome medidas contra a violência nas escolas

É preciso estar atento quanto ao assédio e o bullying. Converse com o seu filho, saiba o que anda ocorrendo em sua classe e verifique se ele sofre ou pratica a violência. Precisamos cobrar as escolas para que elas se posicionem e promovam debates, campanhas e iniciativas que diminuam o sofrimento dos jovens em ambiente estudantil. A vigilância e o diálogo são os caminhos.

Incentive novas maneiras de buscar conhecimento

Nem sempre aprendemos de maneira convencional. Quando um jovem encontra uma forma de aprender que sai do mundo dos livros, é importante não proibir. Integre-a ao sistema de aprendizado e o ajude a buscar o equilíbrio. Assim, sua vida acadêmica será ainda mais rica.

 

Apoio durante o confinamento é importante
Apoiar o aluno durante o confinamento pode ajudá-lo a se manter na sala de aula

Saiba quando buscar o reforço escolar

Se os esforços em relação à modernização e à inclusão da realidade não surtirem efeitos, uma outra opção é a aula de reforço. Com professores diferentes, o aluno pode variar os métodos de aprendizado e conseguir um entendimento mais assertivo da matéria. Além disso, ele terá um professor dedicado à ele, que planeja o conteúdo de forma exclusiva. Isso contribui até mesmo para ultrapassar obstáculos referentes ao déficit de atenção.

Aprenda a se envolver na educação do estudante

É difícil estar a par de tudo, mas busque se envolver na vida escolar do estudante. Incentive, pergunte, ajude, tente agregar ao que vem sendo visto nas aulas. A escola não pode ser a única responsável pela manutenção do interesse do aluno nos estudos.

Forme um coletivo de pais

Para facilitar a vida de todos, um coletivo de pais pode ser criado. Dessa forma, vocês podem se dividir para organizar iniciativas, entender melhor o que se passa na escola e compartilhar boas práticas que podem ajudar no desenvolvimento acadêmico dos pequenos. Assim, o esforço é compartilhado e todos podem colher os frutos.

Qual é o meu papel na educação do aluno?

Sim, o momento que estamos vivendo traz muitas dúvidas e dificuldades. E é por isso que a divisão de tarefas é fundamental. Cabe ao aluno se dedicar e dar o seu melhor. Aos pais, a tarefa é incentivar, buscar maneiras de se integrar à agenda escolar e tornar o dia a dia da criança uma extensão da sala de aula. Já aos responsáveis pela educação, é necessário ultrapassar essa barreira do medo imposto pelas novas tecnologias e utilizá-las a favor da educação.

A luta contra o abandono escolar é longa e, para obtermos bons resultados, só há um caminho: trabalharmos em equipe.

E aí, você anda promovendo algumas dessas ações? Possui outras boas práticas? Compartilhe nos comentários e nos ajude a enriquecer este debate.

Precisando de um professor de Reforço escolar ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Lola