A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

Quais qualidades ter para dar boas aulas particulares?

Par Carolina le 11/03/2017 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > Como ser um bom professor particular?
Table des matières

Além das competências técnicas da matéria, dar aulas particulares requer outras qualidades mais ligadas a boa convivência que aos conhecimentos em si.

Claro, você não vai dar aulas particulares de matemática se você não tem nem ideia do que é um cálculo integral ou exponencial.

Porém, é injusto dizer que somente os conhecimentos, por mais que eles sejam incríveis, são suficientes para ser um bom professor particular.

Pesquisas provaram que um professor ruim pode impactar muito no sucesso do aluno!

3 competências essenciais para um professor particular

  1. Criar um bom ambiente de trabalho
  2. Saber e saber transmitir um conhecimento
  3. Analisar e ajustar sua aula de acordo com o aluno

Através deste post, nós vamos ver juntos as qualidades indispensáveis para dar boas aulas particulares. Pedagogia, compreensão e metodologia estão no centro das nossas atenções!

Seja para dar aula de inglês, aula de violino ou ainda aula de matemática, física, química, você saberá como ser o melhor professor particular!

Essas qualidades vão te ajudar a encontrar vários alunos para suas aulas particulares!

Saber organizar uma aula particular ou o reforço escolar

Não deixe seu conteúdo para última hora Prepare bem suas aulas antes e dê boas aulas!

Depois de ter escrito um bom anúncio para dar aulas particulares e encontrar alunos, vamos às lições!

Ter um método antes de dar as aulas parece ser algo bem positivo. Porém, você não deve ficar preso somente a um método e adaptá-lo de acordo com os objetivos, expectativas e necessidades de cada aluno. Eles vão precisar disso para progredir e ser bem sucedidos.

A metodologia é, mais ou menos, a mesma de acordo com a matéria que você vai ensinar.

Seja para dar aulas de contabilidade, informática, francês, português, alemão, biologia, história, geografia, canto, piano, o mais importante é saber como você vai passar seu conhecimento.

Sua organização como professor particular ou de reforço escolar na preparação das aulas é um sinal de seu investimento e sua seriedade.  Não dá para improvisar os exercícios do dia com o aluno e descobrir o que ele faz e quer nas aulas. A sua preparação é a garantia de seu rigor e influencia muito na sua reputação.

Enfim, se você acompanha um aluno em aulas particulares em domicílio e em aulas de reforço escolar num lugar diferente, tenha o mesmo tipo de comportamento com ele. Não seja menos rígido em sua preparação quando as aulas são em sua casa. Mais uma vez, a sua reputação e sua seriedade são os sinais de seu profissionalismo.

Organize-se também se você quiser dar aulas pela webcam! Ou em qualquer outro lugar em que quiser dar aulas.

Administrar os bloqueios e o estresse do aluno

Entender bem o aluno que você tem na sua frente já é uma boa parte de seu trabalho!

A primeira aula é essencial para compreender as expectativas do aluno e apresentar sua metodologia de trabalho. Isso pode ser uma ferramenta importante para se aproximar dele e de suas barreiras com o aprendizado.

A definição de um objetivo preciso com o aluno ajuda em sua missão e pode ser uma ferramenta poderosa para você e seu aluno. Os objetivos podem ser:

  • Um 8 em uma prova valendo 10
  • Conseguir passar na recuperação
  • Aprender uma matéria muito difícil para ele que cai no seu concurso

Não deixe de perguntar para o aluno quais são suas dificuldades. Isso pode ajudar a compreender porque ele não consegue avançar em uma matéria ou conteúdo.

Em outros termos, aprender o modo de funcionamento de seus alunos permite compreender em quais pontos você terá que aperfeiçoar com eles.

Seja sistematicamente positivo com seus alunos. Incentive-os quando eles acertam e valorize cada ponto onde você acha que ele progrediu.

Portanto, não deixe de lado suas conquistas. Ao contrário, chame sua atenção e mostre para eles seus progressos de forma construtiva e positiva.

Nesse sentido, apresentar eixos a serem melhorados é mais positivo que enumerar os mesmos elementos com os rótulos de « erros » ou « pontos negativos ».

O mais importante é deixar seu aluno à vontade!

Fique calmo e sorridente! Isso pode ajudar o aluno a ficar mais tranquilo durante suas aulas.

Uma pequena dose de humor também pode ajudar a passar seus conhecimentos de maneira mais fácil!

Trabalhar isso faz parte dos procedimentos para se tornar professor particular.

Dar aulas particulares é criar um programa sob medida

Os estudantes aprendem de diferentes maneiras Adapte o seu método de acordo com a necessidade de cada aluno

Seu programa para as aulas vai depender de várias coisas:

  • O nível de estudos de seus alunos: dar aulas particulares ou reforços escolares para alunos do 3º ano do ensino médio prestes a fazer vestibular e Enem não é a mesma coisa que acompanhar um aluno de um curso superior de matemática ou engenharia, por exemplo. O programa não é o mesmo e a maneira de se aproximar desses alunos não será a mesma.
  • Adaptar seu programa e seu coaching escolar à personalidade de seu aluno: como a gente falou, uma metodologia clara tem sentido somente se ela for flexível à personalidade de seus alunos. A medida que as aulas avançam, é importante evoluir em sua metodologia e propor novas coisas.
  • Adaptar o ritmo de suas aulas em função das circunstâncias: a metodologia e o trabalho devem ser diferentes para um aluno que vai fazer uma prova ou está com dificuldade em uma matéria. Por exemplo, para uma prova de vestibular ou concurso, por exemplo, estudar as provas dos anos anteriores é muito coerente e eficaz.

Simplesmente, é preciso saber gingar entre as fases de aprendizagem que vão construir o conhecimento básico do aluno e as fases de revisão, tipicamente presentes antes de uma prova.

Sua antecipação e comunicação são suas principais aliadas para encontrar o equilíbrio. Um bom professor particular sabe personalizar suas aulas.

Acompanhar o aluno a longo prazo e medir os frutos de seu trabalho

Definir objetivos também faz parte dos reforços escolares Saiba medir os frutos de seu trabalho como professor

A melhor solução é acompanhar um determinado aluno durante todo o seu trajeto escolar, com certeza.

Ainda, uma frequência maior das aulas (uma vez por semana, por exemplo) parece mais eficaz que aulas dispersas no tempo.

A regularidade permite gravar na memória os assuntos tratados nas aulas anteriores, seja na escola ou durante a aula particular. Além disso, o professor e o aluno perdem menos tempo para explicar o conteúdo das aulas anteriores.

Esse critério da regularidade, infelizmente, não depende só de você (disponibilidade do aluno ou recursos financeiros dos pais). Mas é importante tentar programar aulas regulares o máximo possível!

Como a gente já disse lá em cima, a primeira aula parece ideal para avaliar os pontos fortes e fracos do aluno e, principalmente, saber quais são suas expectativas.

É sempre melhor utilizar esse método sob medida que um acompanhamento inflexível. Você pode propor uma avaliação do progresso do aluno através de algumas provas durante o ano (depois de alguns meses de aula ou algumas aulas).

Esse tipo de iniciativa permite ao aluno ver o quanto ele progrediu, de medir concretamente seu progresso e ser mais confiante em seus estudos.

O grande desafio da independência e da autonomia

Aprender também deve ser aprendido Ensine seu aprendiz a ser livre e estudar com seus próprios métodos

A função do professor particular ou do coach escolar não é a de acompanhar o aluno durante toda a sua vida escolar. A finalidade das aulas particulares é também dar autonomia ao aluno.

Esse processo vai demorar mais ou menos em função do aluno. Mas o resultado final deve ser sempre o mesmo: a sua independência. Tenha sempre na cabeça que você é um guia que mostra para o seu aluno um caminho seguro e autônomo.

Nesse sentido, é muito importante que você tenha o conhecimento para passar para ele, mas principalmente que você o ensine a aprender!

É a diferença que podemos encontrar entre um aluno que depende do professor, que pensa que o educador é responsável de seu sucesso e o outro que é autônomo. Esse caminho é útil para o seu aluno, não somente para a teoria que você ensina para ele, mas para a vida em geral.

Então, você deve ensinar e transmitir competências, mas também métodos. Mais uma vez, eles devem ser claros para que o aluno possa se apropriar deles. É assim que ele se tornará um aluno livre.

Resumindo:

  • Um bom professor particular é sério, com metodologia, pedagogia e observador.
  • Ele deve saber encontrar as dificuldades dos alunos que ele acompanha e deve adaptar seu método de trabalho em função da personalidade de seus alunos.
  • O professor tem que ter uma vontade sincera de ajudar o aluno não só nos conteúdos que ele tem dificuldade, mas a ser autônomo. O aluno deve aprender a aprender e buscar o método ideal para si.
  • Um coach escolar de qualidade deve ser capaz de se desprender do aluno progressivamente até o momento que ele esteja preparado para seguir e entender através de seus próprios métodos.

Um educador deve ter:

  1. Uma boa capacidade de comunicação
  2. Um entusiasmo e uma paixão pelo ensino
  3. Bom humor e ser capaz de rir com o aluno
  4. Tempo de escutar os alunos

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (moyenne de 5,00 sur 5 pour 1 votes)
Loading...
Carolina
Quero aprender italiano e espanhol, mas preciso mesmo é do inglês... Leio as plaquinhas nos museus, gosto de música e de cinema dos anos 70. De agora, só o Pablo do arrocha que serve.

Commentez cet article

avatar
wpDiscuz