Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

Como tocar a música de seus artistas prediletos?

De Fernanda, publicado em 22/02/2017 Blog > Música > Violão > Técnicas para tocar uma guitarra

Não importa se você tem uma Stratocaster, ou uma Telecaster, uma Jumbo, uma Yamaha, uma Ibanez, uma Cort, uma Epiphane, uma Fender ou uma Gibson Les Paul… Aprender a tocar o instrumento não é tão simples assim, verdade?

Além disso, conhecer a história, a fabricação e as sonoridades deste instrumento mágico, é muito importante para que você possa reproduzir as mais belas canções.

Mas é claro que é preciso ser disciplinado, acompanhar o metrônomo, conhecer as técnicas básicas, frequentar suas aulas, aprender a afinar com o diapasão…

O ritmo, por vezes, pode ser um dos itens ainda mais abstrato para iniciantes. No entanto, ele é essencial no aprendizado da guitarra, como em qualquer outro instrumento musical (piano, baixo, flauta…).

Pois bem, agora pegue seu afinador, sua guitarra, seu amplificador e arregace as mangas!

Tocar guitarra ou violão (folk, acústica, semi-acústica, elétrico…) exige motivação e frequência. Depois de comprar seu instrumento, o amplificador e todos os acessórios necessários (palheta, cordas, case, correia…), é preciso começar os estudos.

Todas as técnicas existentes têm um papel importante musicalmente: variar os estilos e diferenciar as músicas. Seja no rock, no jazz, no blues, no heavy metal, no pop e na mpb, há técnicas variadas quando o assunto é instrumento de cordas.

Abra seus livros de métodos de guitarra e procure tablaturas e partições que auxiliem você a aprender essas técnicas da melhor maneira.

Não desanime!

Reserve um tempo para se dedicar a esse assunto. Vá com calma. De nada adianta se apressar. Só a prática irá trazer o automatismo necessário às técnicas de ritmo. Quando menos esperar, você nem vai mais prestar atenção nas suas mãos.

Você vai conseguir tocar como seus maiores ídolos e quem sabe até gravar em estúdio? Por que não tirar umas músicas do Bob Dylan, por exemplo? Nada mal, hein?

Sonhar faz bem à saúde!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Para começar: a técnica da palhetada alternada

Descubra as técnicas para tocar guitarra. A mão direita tem um papel crucial nesse estilo de batida.

Assim como a guitarra em si mesma evoluiu muito ao longo dos anos, as técnicas relacionadas à ela também progrediram!

Quando você começa a tocar guitarra, é fundamental conhecer a técnica da palhetada alternada. Para realizar essa técnica, bem como todas as outras, você vai precisar de alguns acessórios.

E o primeiro deles é o próprio instrumento!

Escolher a sua guitarra é uma etapa importante na vida de um músico. Você vai ter de fazer uma escolha entre os milhares de tipos de instrumentos, entre as diferentes marcas, modelos e até o material de fabricação, como a madeira: vai ser em jacarandá, mogno, cedro, ácer?

Saiba que todos esses elementos têm um papel fundamental no som que ela irá emitir. Como, por exemplo, as cordas de aço na guitarra, que têm uma sonoridade bem diferente das cordas de nylon do violão.

Se você é iniciante, certamente vai precisar de palhetas. Esses pequenos objetos de plástico, geralmente em forma de triângulo, fazem toda a diferença na hora de tirar aquele acorde. As palhetas também ajudam a “corrigir” a batida dos principiantes.

É com ela que você pode aprender uma das técnicas mais básicas da guitarra, e uma das mais empregadas: a palhetada alternada.

Mas no que ela consiste? Pegue a palheta com sua mão direita ou esquerda (se canhoto). Em seguida, você pode tocar individualmente cada corda ou várias cordas ao mesmo tempo: o importante aqui é tocar as notas uma vez para baixo e outra para cima, alternadamente. Não é uma técnica muito complexa, mas exige treino e prática. Em breve você terá o reflexo.

Um dica é procurar alguns tutoriais na Internet, no Youtube, por exemplo. Há centenas de professores e músicos profissionais que ministram pequenos cursos (de dez minutos de duração), inclusive tocando algumas músicas que podem exemplificar essa técnica. 

Atenção: o movimento deve ser promovido pelo seu punho, não pelo seu dedo ou seu cotovelo. Pode parecer um pouco cansativo no começo, mas logo seu punho se acostumará com o movimento e ficará menos tenso.

Uma dica: não precisa passar horas e horas a fio treinando essa técnica. Alguns minutos por dia, no máximo meia hora, já são suficientes. Isso vai evitar que você fique com tendinite!!

Para a palhetada alternada, em especial, procure utilizar uma palheta mais fina, com menos de um milímetro de espessura. Ela vai dar mais maleabilidade no toque, evitando movimentos e sonoridades secas.

Você também pode utilizar um metrônomo para audá-lo a manter o ritmo, caso esse não seja o seu ponto forte.

Técnicas intermediárias: o legato ou a ligadura

Depois de adquirir suas palhetas e dominar suficientemente a técnica da palhetada alternada, chegou a hora de passar para um novo movimento.

Você já ouviu falar de legato ou ligadura?

Fique tranquilo: essa técnica é ainda mais fácil de aprender que a anterior. Isso porque no começo o seu punho ainda está tenso, o que dificulta os seus movimentos. Depois de aprender a primeira técnica, você estará mais relaxado para desenvolver novas habilidades.

Desenvolva habilidades fundamentais ao tocar sua guitarra! O legato está presente em todos os estilos musicais!

Sabia que você pode tocar qualquer estilo de música com essa técnica?

A técnica de legato – ou “ligadura” – consiste em executar certo grupo de notas palhetando o mínimo possível, sem que haja interrupção do som entre elas. Na verdade, você utiliza o som da mesma palhetada para pressionar várias notas.

Você tem duas possibilidades: o hammer-on e o pull-off. O hammer consiste em tocar as cordas com a ajuda da sua mão esquerda no braço da guitarra. No pull, você irá puxar as notas com a sua mão esquerda, para cima ou para baixo.

Tenha cuidado para garantir que todas as notas soem na mesma intensidade. Para obter um som bom, você pode bloquear as notas que não irá tocar com a palma da mão que está próxima da ponte.

A técnica dos guitarristas avançados: o sweep picking

Seja no metal, no jazz ou em outros estilos, a técnica do sweep é muito útil.  No entanto, ela exige certas habilidades e desenvoltura de quem já toca há algum tempo, principalmente utilizando a palheta.

A técnica do sweep é utilizada para tocar arpejos em alta velocidade. Basicamente, a palheta toca as cordas em um só sentido com a mão direita (para cima ou para baixo) e a mão esquerda toca as notas.

Para dominar essa técnica, é preciso das habilidades de um guitarrista em estágio mais avançado. Você precisa tocar de maneira coordenada, de forma a evitar os sons e ruídos paralelos. Uma dica é utilizar a palma da sua mão para abafar as cordas depois de tocadas. Isso elimina as vibrações indesejadas.

Praticar é a melhor solução para dominar os estilos diferentes de se tocar uma guitarra. Para aprender uma técnica, é preciso treinar muito!

Cada corda deve ser tocada individualmente pela palheta. Atenção ao melhor ângulo de inclinação desta última: procure em tutoriais na Internet mais orientações sobre esse assunto.

Já que você é um guitarrista avançado, treinar um pouco por dia não será um grande problema para você. Suas mãos já estão habituadas aos movimentos e possuem os reflexos necessários. Você com certeza aprenderá essa técnica rapidamente.

Reproduzir as técnicas dos grandes guitarristas

Você quer ir além das técnicas de base? Você já é quase guitarrista profissional?

Então, depois de conhecer a fundo os elementos que compõem a guitarra, é necessário arriscar as técnicas utilizadas pelos músicos mais conhecidos.

O primeiro passo é escutar e observar. Antes de qualquer coisa, aproveite os recursos disponíveis na Internet para assistir e reprisar vídeos dos seus principais ídolos. Aumente o zoom para conseguir ver suas mãos em detalhes. Estude e faça anotações dos movimentos de seus dedos.

Depois de identificar o efeito exato que você quer reproduzir, vá correndo para o Youtube: sem dúvida não vai ser difícil encontrar tutoriais com os detalhes técnicos de cada passagem, com o passo a passo e muito mais.

Fique calmo e não se desespere se você não entender tudo de primeira.

É preciso praticar todos os dias para pegar a manha e conseguir tocar como os grandes guitarristas. Faça um planejamento e estude a mesma técnica durante alguns minutos, diariamente.

Saiba também que cada técnica pode ser muito pessoal. Ou seja, nem sempre é possível copiar e reproduzir exatamente o mesmo som que a guitarra de seu ídolo emite. Jimi Hendrix, por exemplo, tinha um jeito muito particular de tocar o vibrato. Na verdade, o músico era canhoto, mas tocava em guitarras para destros. Então ele precisava adaptar ou criar suas próprias técnicas!

Criando sua própria técnica

Tocar como os melhores guitarristas do mundo é genial. Mas inventar a sua técnica pessoal é ainda melhor!

Como explicamos anteriormente, é muito difícil copiar exatamente a técnica de outros músicos. Mesmo com muita paciência e motivação, você nunca irá reproduzir as mesmas sonoridades. Você pode, no máximo, chegar bem perto.

Então por que não criar o seu próprio estilo? Aproveite o conhecimento musical que você já tem e desenvolva ainda mais as técnicas que já conhece. Ao modificá-las do seu jeito, você com certeza vai  se diferenciar no meio de tantos outros guitarristas.

Ao criar suas próprias técnicas você será melhor guitarrista. Invente seu estilo e marque presença!

Depois de escolher um bom modelo de guitarra e uma marca que te agrada, você pode começar se inspirando nos seus grandes ídolos. Mesmo se você não conseguir imitá-los, isso irá ajudar na hora de desenvolver uma determinada técnica. Isso vai dar ideias novas para você.

Além disso, procure praticar com bastante frequência. É a única maneira de ultrapassar barreiras e acabar com as dificuldades que vão surgindo. Do mesmo modo, você precisa conhecer seus pontos fortes e fracos, conhecer seus limites e suas habilidades.

Não comece a atirar para todos os lados. Escolha e defina objetivos claros para você, que correspondem a seu estilo e às suas capacidades. Seja honesto consigo mesmo, não se subestime nem se supervalorize. Esteja, sobretudo, consciente do nível no qual você se encontra enquanto músico.

Fique livre para improvisar, experimente compor sua própria música e invente melodias com a ajuda de seu feeling. Quando você já tem as bases, tudo fica mais fácil. O amplificador e os captadores da sua guitarra farão o resto.

E, acima de tudo, se divirta!

É desse jeito que se criam e variam os melhores sons e efeitos com uma guitarra elétrica!

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz