A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

10 estratégias para melhorar seu desempenho em números e cálculos

Par Fernanda le 19/12/2016 Blog > Reforço escolar > Matemática > Como tirar boas notas em exatas?
Table des matières

Todos temos lembranças de como é estudar matemática. Seja no ensino fundamental, no ensino médio, na universidade para aqueles que optaram por um curso voltado para a área de exatas… A verdade é que as aulas de matemática deixam uma marca registrada em nossa memória!

Essa disciplina ainda é muito importante no desenvolvimento da criança, e é por isso que ela é ofertada desde cedo na escola. Algumas instituições já introduzem a noção de cálculos antes mesmo da Educação Infantil. Isso porque é essencial aprendermos desde pequenos as noções de lógica, de grandeza, de síntese, de espaço, de memorização. Só o fato de refletir diante um problema desenvolve inúmeras habilidades.

Mas é frequente encontrarmos algumas dificuldades ao longo do processo de aprendizagem. Quando nos deparamos com um problema ou uma fórmula mais complexa, ficamos completamente bloqueados! Se não tivermos a distância necessária e relembrarmos tudo o que já vimos, o estudo pode virar uma catástrofe. As notas começam a cair, a autoestima também, e um ciclo vicioso se instala. Não é fácil: pelo contrário, a matemática pode ser uma matéria traumatizante.

Estatísticas oficiais do desempenho dos alunos em avaliações nacionais, como o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e até mesmo o vestibular, comprovam que as dificuldades em relação a essa disciplina estão longe de ser superadas. 

Mas é justamente por esses motivos que o Superprof chega com essas dicas. Não desanime: a solução para ir bem nos estudos dos números não está tão longe assim. Você é perfeitamente capaz de evoluir em matemática e se tornar um excelente aluno ou um especialista nos cálculos. Veja como!

Domine um tópico antes de passar para o próximo

Caso você tenha dúvidas em relação a algum assunto, tente se concentrar nele e resolver todas as dificuldades antes de passar para o próximo capítulo. Pode parecer até um pouco óbvio, mas em matemática é uma técnica essencial.

Por exemplo: digamos que você precise resolver algumas equações do segundo grau, além de aprender a efetuar operações como adição e multiplicação com números positivos e números negativos. Normalmente, a primeira reação dos alunos é ficar travado diante de tanta novidade e do assunto complexo. Outros vão preferir pular esse tópico, acreditando que jamais vão conseguir dominá-lo suficientemente, buscando encontrar soluções, talvez, na próxima lição. Mas isso é um erro!

Aprender matemática é como aprender a ler: se você nunca viu o alfabeto, dificilmente vai conseguir decifrar as palavras, as frases, e assim compreender um texto.

Com a matemática é a mesma coisa: as lições são elaboradas de um jeito que elas sempre são a sequência lógica das lições anteriores. Ou seja, ao dominar um tópico, você terá elementos suficientes para resolver o próximo problema. Pouco a pouco, você começa a entrar nesse ritmo.

Caso você encontre algum exercício que considere bem difícil, não desista: volte nas explicações, refaça exercícios mais simples, leia de novo o capítulo inteiro, até que você vislumbre uma luz no fim do túnel. Vale até navegar na Internet, fazer cursos online, conversar com os colegas, perguntar aos seus pais, ao professor. Se você tiver um professor particular, melhor ainda: ele estará ainda mais disponível para tirar suas dúvidas.

Conheça agora os problemas mais recorrentes em matemática para os vestibulandos:

  • Conseguir resolver equações (sobretudo as equações diferenciais)
  • Entender os problemas de geometria (usar teoremas como: teorema de Pitágoras, paralelogramo…)
  • Usar as probabilidades em problemas científicos
  • Fazer fichas de estudo de matemática sem precisar pedir ajuda ao professor
  • E, finalmente, o esquecimento de algumas noções de base (como os números decimais, cálculos básicos, operações…) Você sabe como calcular de cabeça? Aprenda aqui!

Treine sua memória

Toda vez que você tiver de aprender uma nova fórmula, um novo teorema que ensine a calcular quantidades, calcular superfícies ou volumes, anote em algum lugar. Em seguida, peça a algum amigo para lhe perguntar sobre uma fórmula que você já aprendeu anteriormente e tente descrevê-la apenas de cabeça.

Aprenda a calcular de cabeça Utilize todos os recursos que você dispuser para memorizar as fórmulas de matemática

Tente sempre entender como você alcança determinado resultado. Em seguida, faça um teste: experimente resolver um problema utilizando as técnicas do cálculo mental, usando também as fórmulas que você assimilou.

Todas as vezes que você treina esses exercícios de compreensão, você estimula a sua mente e sua memória. Pouco a pouco, novas fórmulas ficarão muito mais fáceis de ser lembradas.

Sempre escreva no papel

A tentação é grande. Tirar fotos, salvar em aplicativos, digitar lembretes no seu telefone celular. Mas faça um esforço. O fato de escrever de próprio punho é mais uma etapa do processo de memorização.

Quando você estiver diante um problema de matemática, sempre utilize papel e caneta, mesmo se tiver já dominado as técnicas de cálculo mental. Ao utilizar apenas a mente, você corre o risco de perder algum conteúdo no meio do processo. É frequente nos perdermos no meio de um cálculo grande e complexo. Por isso, não pense duas vezes!

Reserve tempo para escrever o que você estiver raciocinando, do seu jeito. Dessa maneira, você consegue visualizar melhor seu raciocínio e assim poderá se questionar : « será realmente a melhor solução? »

Se você quer ter sucesso em matemática, saiba que a escrita ajuda muito na hora de estruturar o raciocínio. Você pode até começar reformulando o problema por escrito num papel, e a partir daí resolver etapa por etapa, com tranquilidade.

Estude em um lugar calmo

Procure sempre estudar ou revisar seus conteúdos em um ambiente tranquilo, longe do barulho e da algazarra. Esse é o primeiro passo para evitar os famosos « brancos » que apavoram os estudantes.

Reduza o som da música, apague a televisão, coloque seu telefone celular no silencioso. Sabemos que hoje em dia as notificações, chamadas e distrações são constantes.

Um ambiente tranquilo para trabalhar com números. Encontre paz na hora de estudar!

Para alcançar as melhores notas em matemática, você precisa estar extremamente concentrado nos estudos. Caso você não consiga se isolar de outras pessoas, tente abstrair os menores barulhos e focalize nos exercícios.

Uma boa dica é criar um cantinho de estudos só para você em casa: coloque um aviso na porta do quarto, para que todos da família saibam que aquele é o seu momento de concentração nos exercícios de matemática. Todos vão compreender e vão respeitar essa decisão.

Caso não consiga criar esse ambiente, procure a biblioteca mais próxima: lá você certamente encontrará calma e, sobretudo, pessoas estudando como você. Você vai alcançar a concentração e seus estudos vão fluir muito mais depressa. Experimente!

Fale com seus colegas

De que adianta se isolar completamente? Ajude e peça ajuda. Se um de seus colegas de classe pedir algum conselho sobre determinado conteúdo, aproveite a ocasião para testar seus conhecimentos: explique de maneira clara e didática, aproveite para revisar o que você já sabe.

Se por acaso você perceber que está explicando com clareza e facilidade, saiba que você já domina perfeitamente o conteúdo. É uma boa maneira de descobrir o quanto entendeu do que estudou. Ao ajudar um colega a avançar nos estudos, você estará ajudando a si mesmo.

Conversar para aprender cálculos e números. Teste seu conhecimento com seus colegas e com seu professor!

Parafrasear um ensinamento, reformular uma determinada informação e oralizar o que leu são ações que permitem uma melhor compreensão de matemática.

O inverso também é válido: peça sempre ajuda a seus colegas quando sentir alguma dificuldade. Pergunte para seu professor, seus pais, enfim: não guarde a dúvida com você!

Anote cada etapa da resolução do problema

Você quer uma boa dica para resolver problemas de matemática? Aí vai: resolva cada operação de maneira vertical num papel. Anote linha por linha, dando destaque aos resultados. Ao registrar a operação de um jeito vertical e destacar a resolução, você estrutura o seu raciocínio. Fica muito mais fácil de seguir e entender a linha de raciocínio que adotou.

Será mais fácil não só para você, mas também para o professor que irá corrigir o exercício. Ele poderá acompanhar o processo de reflexão e terá as condições necessárias para avaliar seu desempenho.

Ao registrar seu pensamento de maneira clara, mostrando como você articula suas resoluções e as diferentes etapas do problema, o professor terá elementos suficientes para saber como você encarou aquele exercício (mesmo que não acerte o resultado).

Escreva à lápis e passe a limpo

Por que nunca escrever diretamente de caneta, mesmo se for apenas no rascunho? Porque é natural cometer erros. E é natural que seu pensamento tome diversos caminhos antes de chegar a algum lugar. Ora, não é nada agradável, de repente, ver rasuras e riscos que atrapalham a leitura, seja sua, seja do professor.

Visualmente, será prejudicial para sua linha de raciocínio. Isso porque o cérebro, ao ver aquela « sujeira » no papel, irá se distrair com facilidade, e muitas vezes se confundir. Você perde tempo e eficácia.

Faça tudo à lápis. Quando você tiver certeza do caminho que irá seguir, e chegar ao seu resultado, passe a limpo apenas o necessário, de maneira clara e legível.

Saiba fazer um bom rascunho

Ao utilizar lápis e borracha na hora de calcular, você pode escrever o que pensa, apagar o que é desnecessário, corrigir quantas vezes você quiser para, ao final da operação, conseguir um material limpo, legível e bem estruturado.

Para que sua mente consiga prosseguir e pensar de um jeito claro, você precisa manter um rascunho limpo e organizado. Muito melhor do que aqueles rabiscos e continhas flutuando por todos os lados!

Claro que tudo isso deve ser feito à sua maneira. É muito importante que o rascunho seja coerente com o seu jeito de raciocinar. Não adianta reproduzir modelos de rascunhos dos colegas. Mas invista, capriche, tente deixar do melhor jeito possível para uma boa leitura e compreensão.

Não espere a madrugada para estudar

Sabemos que muitos estudantes têm mais facilidade em estudar à noite. Mesmo assim, não deixe para a última hora da madrugada. Mesmo que você seja mais notívago, o corpo certamente estará mais cansado, e isso poderá afetar sua saúde. Dormir pouco, tomar muito café, estudar com a televisão ligada… São hábitos que devem ser evitados.

não deixe os estudos para tarde da noite. Não madrugue fazendo matemática!

Por um lado, você vai enfrentar algumas dificuldades para acordar no outro dia, não é mesmo? Há fortes chances de você passar a manhã sonolento.

Por outro lado, é comprovado que concentração e vigília ficam mais abaladas à noite. Você pode fazer erros e resolver problemas de um jeito diferente do que faria em outras condições.

Se você ficar bloqueado por muito tempo em algum exercício ou problema, espere um pouco. Deixe para resolver daqui a duas horas ou no dia seguinte.

Muitas vezes os problemas parecem incompreensíveis de madrugada e, depois de algumas boas horas de sono, a solução aparece de uma hora para outra.

Ilustre o problema

Essa é uma técnica um pouco alternativa e nem sempre está disponível para todos. Mas por que não tentar? Quando você perceber um problema complexo, tente ilustrá-lo.

Ao realizar uma representação visual, seja com desenhos ou com símbolos, você pode ter uma ideia diferente daquele enunciado.

Que tal desenhar para resolver um problema? Uma imagem pode valer mais do que mil palavras

Isso é principalmente válido para tudo o que se refere a geometria e a trigonometria. O importante aqui é simplificar ao máximo as informações na forma de imagens coerentes e concisas.

Crie gráficos, tabelas, diagramas, mapas mentais… Experimente criar recursos visuais que auxiliam na resolução do problema.

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (Soyez le premier à voter)
Loading...
Fernanda
Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.

Commentez cet article

avatar
wpDiscuz