A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

Como ser o mestre dos números e dos cálculos?

Par Carolina le 19/12/2016 Blog > Reforço escolar > Matemática > O que fazer para se tornar professor de matemática
Table des matières

Você não vai demorar para perceber que a concorrência no pequeno mundo (nem tanto…) das aulas particulares, dos reforços escolares e da ajuda com o dever de casa é grande.

Em matemática principalmente! Muitos professores da matéria preferem a independência que as salas de aula tradicionais.

Aliás, alguns fazem os dois para complementar o salário das escolas (que na maioria das vezes é baixo).

Para os professores que começam agora, o principal é se preparar direitinho!

A gente não pode chegar com as mãos abanando para dar aulas particulares, né?

É preciso passar por várias etapas para dar aulas de matemática. Preparação das aulas, o uso da pedagogia, achar os alunos. Você também tem que definir uma remuneração.

Quanto você cobrará pelas aulas de matemática?

Quais diplomas ter para se tornar um professor da disciplina?

Como se tornar professor de matemática?

Não há nenhuma contraindicação para ser professor de matemática. Claro, você tem que ser muito bom na matéria e ter muito conhecimento.

Não é fácil dar aulas de geometria É preciso muita garra para ensinar álgebra

Normalmente, os professores mais jovens de matemática fazem pré-vestibular ou já estão em algum curso de exatas. O leque de possibilidades é grande para dar aulas da disciplina:

  • Aulas particulares de matemática
  • Reforço escolar em domicílio
  • Ajuda para o dever de casa

Caso queira se tornar professor de matemática, você pode fazê-lo em seu tempo livre, parcial, integral ou mesmo durante as férias. As aulas particulares podem ser uma opção para complementar sua renda ou pagar seus estudos superiores, por exemplo.

Ser professor de matemática também requer várias qualidades como: saber escutar, ter paciência, conhecimento, pedagogia e respeito. O professor particular também deve se investir pessoalmente. Além disso, as aulas devem ser muito bem preparadas e adaptadas para cada tipo de aluno.

É importante pensar também nos estudantes que se preparam para o vestibular, ENEM, concursos. Consulte as provas dos anos anteriores e peça a seus alunos para fazerem as questões. Isso lhes dará mais confiança na hora dos exames.

Pode ser óbvio, mas o professor tem que saber de cor todos estes conceitos:

  • Fração
  • Números inteiros
  • Números decimais
  • Multiplicação
  • Produto escalar
  • Função exponencial
  • Triângulos (retângulo, isósceles…)
  • Equação (segundo grau, derivada, diferencial, números complexos)
  • Raiz quadrada
  • Simetria: axial, central, perpendicular
  • Cálculo integral…

Todos esses conceitos na ponta da língua! Além disso, devemos achar os alunos e definir um preço para as aulas particulares.

Como achar alunos para dar aulas de matemática?

Vamos para a próxima etapa de seu objetivo, ser professor de matemática. Agora, teremos que achar os alunos para dar aulas particulares de matemática. Por onde começar? Quais são os caminhos mais eficazes para conquistar sua clientela?

Ela não vai cair do céu e aparecer da noite para o dia, não é? Então, você vai ter que criar uma estratégia com várias etapas para achar seus alunos.

Nunca menospreze o boca a boca. Ele será provavelmente seu principal método para arrumar clientes. Se suas aulas de matemática forem boas, seus alunos, pais e amigos vão fazer propaganda para você.

O principal a fazer é ser bom. A próxima etapa será expandir seu rede de relações começando com seus vizinhos. Bata a campainha no seu prédio, condomínio, rua, bairro. Deixe anúncios em suas caixas de correio ou veja-os pessoalmente.

E depois? Continue anunciando. Não se esqueça de deixar seus anúncios no comércio de sua cidade (padaria, supermercado, mercearia…). Vale também divulgar nas escolas: ensino fundamental, médio, superior. Claro, os sites especializados são ótimos para encontrar clientes. Sites como o Superprof não cobram para você deixar seu anúncio e é muito eficaz.

Quais diplomas ter para ser professor de matemática?

Ensinar para o ensino fundamental, médio e superior exige naturalmente uma formação, às vezes longa.

Geometria se aprende na escola, então estude! Encontre a melhor formação de álgebra de acordo com seus objetivos

Mas e as aulas particulares? Existe uma legislação específica para esse tipo de ensino?

Quais diplomas devo ter para dar aulas de matemática?

Saiba que você não é obrigado a ter um diploma para ser professor independente, ou seja, em domicílio.

Os estudantes e profissionais de exatas podem, dentro da lei, propor aulas de matemática em todo o Brasil.

Mas para ser bem pago, é melhor ter uma formação. Magistério, licenciatura, diploma superior de matemática, mestrado, pós-graduação no ramo da educação etc.

No final, com diploma ou não, o objetivo é saber explicar as matérias para seus alunos:

  • Aritmética
  • Números inteiros
  • Divisão euclidiana
  • Sistemas de equações e resoluções (sistemas lineares)
  • Gráficos (derivados, tangente, abscissa, variação…)
  • Probabilidade
  • Funções afins
  • Números complexos
  • Polígonos
  • Fatoração…

Saiba que os clientes e pais de aluno valorizam o diploma e a experiência dos professores particulares na hora de escolhê-los.

Quanto ganha um professor de matemática?

No Brasil, é muito difícil determinar exatamente quanto ganha um professor de matemática no ensino público ou particular.

Primeiro, porque o salário de um professor depende de vários fatores: diploma, para o qual nível de estudos vai lecionar, experiência, instituição pública (municipal, estadual), privada, tamanho da instituição, estado, cidade, bairro…

Demos uma olhada em várias pesquisas e matérias na internet e nenhuma delas chegou a um resultado parecido entre elas.

Para começar, os professores da rede pública têm um piso salarial determinado pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura). Para o ano de 2016, o piso é de R$ 2.135,64 por no máximo 40 horas de aulas semanais. Ele é válido para qualquer professor iniciante com no mínimo o magistrado (nível de formação equivalente ao ensino médio).

Porém, o MEC quer que todos os professores tenham ensino superior para a educação básica até o ano de 202o. Então, daqui a 4 anos a formação de magistrado não será mais aceita.

Uma matéria do G1 do ano passado revelou que um professor da rede estadual com licenciatura (ensino superior) ganha R$16,95 por hora de trabalho. Ou seja, R$ 2.712 reais independente da categoria, anos de experiência etc.

Porém, essa média corresponde a 57% da média do salário de profissionais com um diploma superior. Ou seja, a profissão de professor é menos valorizada que várias outras que exigem nível superior de estudos.

Triste realidade…

Se cruzarmos os dados de uma pesquisa feita pelo Sine (Site Nacional de Empregos) e os da matéria do G1, um professor tem que ter aproximadamente 6 anos de experiência para ter o mesmo salário de um profissional de outra área com uma formação superior.

Mas não desanime! Se seu objetivo é ser professor, não pense que um bom salário é tudo na vida.

Há muita diferença entre a remuneração no ensino público, privado, escolas, faculdades etc.

Então, pode ser que você consiga ter um salário interessante em uma instituição que pague bem.

Outra opção é seguir carreira acadêmica, fazer pesquisas e ser professor em universidade. Esse meio tem muitas vantagens, principalmente com relação ao trabalho.

E você sempre pode optar por ser independente e dar aulas particulares. Você pode ganhar muito mais que um professor nas instituições públicas e privadas se tiver uma boa quantidade de alunos.

É importante lembrar que a profissão tem outras gratificações! Não há nada que pague o aprendizado do aluno e ver sua evolução ao longo do tempo.

Como fixar o preço da aula particular de matemática?

O aprendizado é muito importante e tem um preço! É na sorte? Como definir o preço das aulas particulares de álgebra?

Quanto ganha um professor particular de matemática? A remuneração dos professores particulares da disciplina é totalmente diferente se for reforço escolar ou ajuda para o dever de casa.

O preço depende também da localização onde for as aulas. É bem provável que elas sejam mais caras em capitais como São Paulo, Rio de Janeiro que no interior desses estados. O custo de vida local, a riqueza das cidades e a concorrência são fatores indispensáveis para definir o preço das aulas.

Porém, vários métodos permitem que você chegue em um preço justo para suas aulas em domicílio ou reforço escolar. Para começar, você deve fazer uma autoavaliação. É importante definir um preço por hora que te estimule a fazê-lo.

Saiba que sua polivalência vai te ajudar a ganhar mais dinheiro. Não deixe de dizer aos pais quais são suas qualidades e vantagens com relação a um outro professor particular.

Além disso, é sempre melhor dar aulas de mais disciplinas, por exemplo: matemática, física e química. Assim, você poderá facilmente aumentar seu número de horas com determinado aluno.

Não deixe de fazer um pacote e definir com seus clientes qual será a frequência das aulas: 2 vezes por semana, 1 vez por semana, 2 vezes por mês, pacotes de 10 a 15 horas/aula.

Outra dica para ter seu pagamento em dia: faço os pais ou clientes pagarem com antecedência. Por exemplo, faça um pacote de 10 aulas com desconto se eles pagarem adiantado. Assim, você não corre o risco do calote.

Outro conselho: preparar boletos. Há sites que geram o boleto das aulas particulares como os demais boletos. Assim, os pais pagam todas as suas contas de uma vez e não esquecem de te pagar também.

Essas são apenas alguns conselhos para você se sair bem como professor de matemática.

Claro, nada neste mundo é fácil e cai do céu, por isso, a matemática tem suas vantagens e desvantagens.

Por exemplo, o salário não é bom na maioria das escolas, mas sempre há vagas para professores de matemática.

Você também não é obrigado a dar aulas em escolas públicas e privadas. Você pode dar aulas particulares ou estudar muito e seguir carreira acadêmica.

Mas mesmo nas escolas, é muito gratificante ser professor. Não desanime! Apesar da falta de reconhecimento, ser professor é um dos ofícios mais bonitos.

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (Soyez le premier à voter)
Loading...
Carolina
Quero aprender italiano e espanhol, mas preciso mesmo é do inglês... Leio as plaquinhas nos museus, gosto de música e de cinema dos anos 70. De agora, só o Pablo do arrocha que serve.

Commentez cet article

avatar
wpDiscuz