Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

As qualidades indispensáveis de um educador em domicílio

De Carolina, publicado em 08/03/2017 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > O que é ser um professor particular?

Você quer dar aulas particulares para complementar sua renda?

Então, você gostaria de se tornar um professor particular?

Não importa o nível de seu aluno, se ele é iniciante, intermediário, avançado, se ele sabe as bases ou não. Seu papel é antes de tudo guiá-lo para que ele melhore seus conhecimentos e progrida na matéria em questão.

Seu aluno quer evitar a recuperação? Ele vai ter que estudar em dobro para conseguir!

Ele talvez vai precisar de um trabalho intensivo ou de revisar todas as aulas anteriores.

Mas, finalmente, o que é um professor particular?

No final deste post, você saberá o que é realmente um professor particular, quais competências ele precisa ter, quais diplomas são necessários ou não…

Então, pronto para se lançar no mundo mágico dos professores particulares?

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Aulas sob medida para os alunos

Aprender nunca é demais! Então, ensine Os alunos sempre precisam de um esclarecimento sobre um conteúdo

A principal qualidade de um professor particular é sua capacidade de adaptação.

Ele deve saber se adequar a todos os tipos de alunos e se avaliar para evoluir cada vez mais no seu ofício.

Claro, a preparação das aulas é muito importante, mas não basta ficar preso a uma metodologia se ela não servir para o seu aluno.

É preciso ser pedagógico: mais uma vez, isso é uma questão de adaptação. A pedagogia é a arte da educação.

Cada aluno será diferente e vai precisar de uma atenção particular e, talvez, de um método particular. Cabe a você encontrar a melhor maneira de transmitir sua sabedoria e seus conhecimentos para ele.

Seu aluno não entende o que deve fazer em determinado exercício?

Você terá que explicar o exercício de outro jeito, talvez reescrever o enunciado para que seu aluno entenda.

Seu aluno não consegue aprender um conteúdo específico? Tente descobrir qual é o seu bloqueio e proponha um método melhor (marcos cronológicos, dicas, técnicas mnemônicas…).

É assim que os professores particulares vão achar alunos para suas aulas.

A importância da aula em domicílio

Apoie a aprendizagem e faça esquecer os problemas Os alunos precisam perder os maus hábitos

Não se esqueça, você presta um serviço para a pessoa. Você dá aulas particulares e deve ter uma relação frente a frente com seu aluno.

Essa relação é muito importante, ou primordial!

O aluno deve confiar em você. Vocês não precisam ser amigos um do outro, mas você precisa simplesmente aprender a conhecê-lo para saber o porquê de suas dificuldades: pergunte para ele como foi o seu dia, se ele fez novos amigos…

Você vai ver que uma criança é capaz de expressar muitos elementos necessários para ser ajudada e avançar sem perceber. Assim, a relação de confiança vai se estabelecer mais facilmente.

Mas pode esperar que ele te pergunte coisas estranhas. Afinal, nós estamos falando de crianças, não é?

Saiba que os professores particulares podem dar aulas através de uma webcam.

Coaching comportamental e aulas particulares

O coaching comportamental pode ser definido como a prática de “desaprender” alguns comportamentos que o indivíduo faz automaticamente. O coaching comportamental ajuda a substituir essa aprendizagem inicial por outra mais fácil.

Como isso acontece durante as aulas particulares?

Quando a gente dá aulas particulares, a gente pode encontrar alunos com grandes dificuldades na escola. Esses alunos, normalmente, não são confiantes e pensam que são incapazes de fazer qualquer coisa.

O coaching comportamental pode ajudar a desconstruir esses pensamentos negativos: o aluno pensa: “eu não vou conseguir”. Seu comportamento vai refletir isso e ele fará seus exercícios de qualquer jeito, se deixando levar por esses pensamentos negativos.

Então, seu trabalho vai ser o de mostrar para ele que ele é capaz e ajudá-lo a desconstruir aos poucos essa ideia de que ele é ruim e que o inibe de seguir em frente.

Aliás, você pode destacar essa qualidade de coaching em seu anúncio de professor particular.

Para isso, veja aqui algumas dicas:

  • Não deixe de dar conselhos e dicas para o seu aluno para que ele consiga avançar. Escute-o bem, tente descobrir porque ele não entende tal questão, seja presente, cuide da apresentação de suas aulas e de seus exercícios, faça quadros, sublinhe em cores diferentes de acordo com a importância do conteúdo etc.
  • Coloque-se no lugar de seu aluno: por que ele não consegue resolver esse exercício?
  • Guie seu aluno sem lhe dar a resposta: mude o enunciado, por exemplo.
  • Explique ao aluno o seu raciocínio, indique técnicas mnemônicas que ele possa fazer sozinho.
  • Apoie seu aluno, dê parabéns para incentivá-lo a continuar e prove para ele mesmo é capaz de conseguir sozinho.

É preciso ter diploma para dar aulas particulares?

Não deixe de acompanhar e tirar as dúvidas de seus clientes O aluno às vezes precisa só de um empurrão para seguir em frente

Não, um professor particular não é obrigado a ter um diploma para dar aulas em domicílio. Ele pode ser estudante, assalariado em tempo integral, parcial, profissional liberal…

A única regra é ter mais de 14 anos, idade mínima permitida para se trabalhar no Brasil. Um estudante do ensino médio pode dar aulas particulares para colegiais, por exemplo.

Mas em geral, um professor particular tem um diploma da matéria que ele pretende ensinar ou se não de uma matéria relacionada. Se ele não tem o diploma, ele tem competências e experiências suficientes para poder ensinar o conteúdo em questão.

As diferentes experiências do professor enriquecem as aulas particulares

Se os diplomas são importantes para sua credibilidade e sua remuneração, a experiência profissional e pessoal também conta muito para suas aulas.

Tudo que você faz ou viveu pode servir de experiência para dar aulas particulares.

Você praticou um esporte durante muito tempo?

Utilize as qualidades adquiridas em sua prática e tente transmiti-las para seus alunos: ultrapassar seus limites, perseverança, alegria do dever cumprido…

Você é trabalhador independente?

Destaque o rigor e a autonomia necessária para atingir seu objetivo, seja o de conquistar um cliente ou passar no vestibular de medicina.

Que tipo de aula posso dar?

Os professores particulares de instrumentos ganham bem Ensinar violão pode ser uma boa fonte de renda

Veja aqui alguns exemplos de aulas particulares que você pode dar em domicílio partindo do zero com o aluno ou para um aperfeiçoamento:

  • aulas científicas: matemática, física, química, história, geografia, biologia.
  • aulas de português, literatura, filosofia…
  • idiomas: aulas de inglês, espanhol, alemão, italiano, francês, mandarim (por que não?).
  • aulas de música: piano, violão, violino, guitarra, bateria, canto.
  • Aulas de informática
  •  Aulas de esporte: coach, musculação, personal trainer, tênis, surf.

Qual é a origem do professor particular?

Vamos tentar primeiro definir o que é um professor particular.

O preceptor

Se a gente for procurar a origem do professor particular, talvez ela esteja na profissão de preceptor das monarquias europeias.

O preceptor tinha como função a educação e instrução das crianças das famílias nobres. Sua origem é bem antiga porque podemos encontrar a presença do Mentor, o preceptor de Telemaco, filho de Ulisses na mitologia grega.

No Brasil, a palavra preceptor é ainda utilizada em medicina. Ela se refere ao médico que acompanha outro médico em sua residência, especialização.

Mas um professor particular hoje é um preceptor?

Essa definição serviria somente se o professor tivesse um aluno e fosse expert em todas as matérias. Então, hoje esse não é mais o caso…

O repetidor

Um outro termo poderia explicar a função do professor particular: o repetidor.

Um repetidor é, como seu nome indica, uma pessoa que repete a lição aprendida em sala de aula pela criança. Assim, ele repete para o aluno compreender e assimilar melhor o conteúdo.

Essa definição reduz um pouco a função do professor particular. Mesmo se ele presta esse serviço, seu papel não é somente esse.

Preceptor, repetidor, mas o que é um professor particular?

Um professor particular é especializado em uma matéria (português, história, geografia…) ou em um campo específico (ciências, línguas…).

Ele pode ser estudante, profissional da educação, de empresas… Todo mundo pode achar seu lugar!

Seu trabalho é muito mais que a simples repetição de lições para explicar o que não ficou claro para o aluno em sala de aula. Ele deve incentivá-lo a ir cada vez mais longe, se aprofundar e aprender ainda mais.

O professor particular pode dar diferentes tipos de aulas, de acordo com a demanda da criança e de seus pais:

  • Aulas de reforço escolar: o professor particular ajuda o aluno em uma ou várias matérias e assegura um acompanhamento escolar.
  • Ajuda no dever de casa: o professor particular verifica se o aluno fez corretamente seus deveres e o ajuda se ele precisar.
  • Aulas particulares: o professor particular pode ajudar o aluno com dificuldades em uma determinada matéria (matemática, português etc), ou ensinar um novo aprendizado (violão, piano, informática, italiano etc).

Quanto devo cobrar por uma aula particular?

O preço da hora/aula particular depende de vários fatores:

  • Seu nível: você já foi ou é professor da rede pública ou privada? Um graduando, um mestrando, estudante de pré-vestibular? Você quer ensinar inglês, você é bilíngue?
  • O nível de seu aluno: é um aluno do primário, colégio, ensino médio, vestibulando? Ele tem uma prova importante no fim de ano, recuperação, vestibular, concurso? Ele quer aprender matemática quântica para um curso superior?
  • A duração das aulas: 30 minutos, uma hora, duas horas, uma tarde?
  • Sua experiência: você já deu aulas particulares? Se sim, qual é o seu nível? Durante quanto tempo? Você tem recomendações?
  • A matéria dada: uma aula de matemática pode ser mais barata que uma aula de violão ou de um coaching.
  • Sua cidade: o preço das aulas particulares em São Paulo capital é mais caro que em uma cidade no interior do estado.
  • Meio de contato: por agência, os preços são fixos e eles pegam uma parte da remuneração. Por anúncio ou site especializado, você pode fixar seu preço.

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz