A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

Curso intensivo em casa: um passo para o sucesso escolar

Par Fernanda le 30/12/2016 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > Dar aulas particulares intensivas
Table des matières

Uma aula particular pode ter vários objetivos e seguir diferentes metodologias. Conheça algumas delas:

  • reforço escolar;
  • aulas de recuperação;
  • cursos preparatórios (concursos, Enem, vestibular);
  • aulas de assuntos específicos (música, pintura, violão…).

Em todos os casos, esses encontros podem acontecer à noite, nos finais de semana e até mesmo durante as férias ou recesso escolares.

Mas uma alternativa eficaz e que permite a rápida progressão dos alunos nos estudos são os cursos intensivos, com possibilidade de duração variada em função do objetivo que se quer alcançar.

Para alguns estudantes, inclusive, o intensivo pode se estender por todo o ano letivo. É o caso daqueles que se preparam para o vestibular ou o Enem – Exame Nacional do Ensino Médio.

Mas o que é um curso intensivo? Como ele funciona? É compatível com o calendário escolar? Posso dar aulas de intensivo se desejar?

Conheça as respostas para todas essas perguntas agora!

Como é um curso intensivo?

Aulas de contraturno para estudantes do fundamental. Cursos intensivos permitem aos estudantes descobrir conceitos novos em diversas matérias.

Existem diversas modalidades de intensivo. O princípio do intensivo é envolver o aluno durante 4 a 5 horas a mais que o período escolar, seja em atividades complementarias às disciplinas, seja com objetivos de reforço escolar ou preparatório. Para as crianças menores, em Ensino Fundamental, esse período também pode ser chamado de contraturno. Já no Ensino Médio, pode existir a possibilidade de contraturno mas também do cursinho pré-vestibular. Além da opção de aulas particulares em casa, claro.

Por exemplo: há a possibilidade de oferecer ao seu filho um curso intensivo aos sábados, para que ele aprenda alguma língua estrangeira, como espanhol, alemão, chinês, ou para que ele faça o cursinho. Há também a opção de estudos em disciplinas específicas, como Química, Matemática, Língua Portuguesa….

No entanto, para aqueles estudantes que possuem dificuldades de aprendizagem, pode ser recomendável um reforço escolar intensivo ao longo de todo o ano letivo. Isso pode acontecer na própria escola, ou por meio de aulas particulares em casa. Para o professor que leciona em domicílio, o objetivo é que essas aulas funcionem com metodologia, didática e organização.

Mas na prática, como é a dinâmica desses cursos intensivos?

Em grupo ou individualmente, as aulas em geral seguem a mesma configuração que as aulas regulares. Mas as melhores opções de intensivo têm as seguintes vantagens:

  • o número de alunos é mais reduzido (entre 5 e 10 pessoas), o que contribui para uma melhor aprendizagem e um acompanhamento mais personalizado. Nesse modelo, os alunos têm o tempo para tirar suas dúvidas e colocar suas perguntas. Você também, como professor particular, terá mais tempo para respondê-las e ilustrá-las. Você ainda pode detalhar mais os exercícios, se prolongar em um determinado ponto, aprofundar conceitos…
  • os estudantes vão se dedicar ao mesmo assunto durante duas ou três horas seguidas: isso é sinônimo de concentração em sua mais alta potência. Há espaço para o desenvolvimento de uma linha de raciocínio completa. Há margem para compreensão total dos conceitos, sem interferências externas. Você também pode distribuir um pequeno teste sobre os conhecimentos vistos naquele dia. Dessa maneira, poderá avaliar o quanto avançou.
  • o professor também pode lançar um debate ou uma discussão mais aprofundada sobre determinado assunto. Os debates são geralmente muito ricos para a assimilação dos conteúdos, e permitem o desenvolvimento da análise crítica e da reflexão.

O intensivo é compatível com o calendário escolar?

aulas intensivas para ajudar no desempenho do aluno O contraturno complementa os conhecimentos do ensino regular

É preciso ser realista: pensar em um curso intensivo, que dure de 4 a 5 horas por dia, pode assustar um pouco os estudantes e até mesmo seus pais. O medo é de que o aluno não dê conta do recado e se desmotive, ainda mais se ele estiver enfrentando dificuldades de aprendizagem, por exemplo. Como e quando fazer a tarefa de casa? Os dias ficarão cheios…

Pura verdade! Esse medo é totalmente legítimo. Mas saiba também que, no fundo, tudo vai depender de apenas uma coisa: OR-GA-NI-ZA-ÇÃO!

Veja algumas dicas de como conciliar as duas modalidades de estudo durante a semana:

  1. O estudante precisa identificar em qual ou quais disciplinas ele encontra mais dificuldade. A partir daí, você como professor particular dará todo o suporte voltado para os conteúdos específicos, que exigem mais atenção.
  2. O estudante também precisa saber otimizar seu tempo: se, durante o dia, ele tem uma hora de intervalo entre as atividades, ele pode muito bem aproveitar parte dele para adiantar alguns deveres de casa. Dessa maneira, ele ficará mais aliviado e tranquilo durante a aula particular.

Essa modalidade de aula particular, o intensivo, é voltada para estudantes mais autônomos e organizados. Sem essas características, dificilmente conseguirá dar continuidade aos estudos. Portanto, seu papel como professor também é o de orientar o aluno nesse sentido, auxiliando-o a administrar seu tempo.

Os cursos de contraturno e intensivos são totalmente compatíveis com o ensino regular a partir do momento em que o professor particular seja compreensível e que o aluno se dedique o suficiente para atingir seus objetivos.

Qual o perfil do aluno que se adapta melhor a essa modalidade?

Intensivos preparatórios. Como professor particular, você pode ter crianças e adultos como alunos!

As diversas modalidades de cursos intensivos foram concebidas pensando em três grandes públicos:

  • Alunos com dificuldades de aprendizagem
  • Alunos que necessitam passar em algum concurso, prova ou exame
  • Alunos que desejam complementar seus estudos com conhecimentos de outras áreas

Você sabia que, em 2015, 27% dos alunos do Ensino Médio estavam com atraso de 2 anos ou mais? As informações são do Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Os problemas de aprendizagem identificados no Ensino Médio geralmente têm origem em dificuldades não resolvidas ao longo do Ensino Fundamental.

Existem também estudantes que estão buscando adquirir habilidades e competências para provas e exames importantes. Nesses casos, o intensivo é uma excelente alternativa. Eles terão um professor exclusivo para atender suas principais dúvidas, além de dar conselhos, dicas e truques sobre as avaliações.

Para que sua aula seja realmente eficaz, não se esqueça de colocar para seu aluno algumas questões ao longo do seu encontro:

  • Você entendeu?
  • Pode me dar a definição de tal ou tal palavra?
  • Você pode me dar a resolução para o problema do exercício?

Há ainda uma última categoria de alunos que podem precisar de suas aulas particulares intensivas: os adultos que buscar mudar de profissão. Muitas pessoas hoje em dia decidem mudar sua carreira completamente. Abandonam sua vida profissional para seguir uma paixão antiga, ou preferem finalmente trabalhar com uma melhor qualidade  de vida. Para essas pessoas, uma aula particular pode oferecer muitas vantagens, como a flexibilidade de horário e o foco em um determinado assunto. Economia, contabilidade, gestão de empresas, consultoria, matemática, línguas… São muitas as possibilidades!

Nesse caso, o curso intensivo contribui para que o aluno se dedique exclusivamente a determinado assunto, com regularidade e disciplina. Geralmente, os adultos preferem fazer aulas durante a noite, após seu emprego principal.

Para chegar em tal público, você pode distribuir seus anúncios em lugares públicos, no seu próprio bairro, como supermercados, farmácias, padarias, escolas, colégios e universidades.

Não se esqueça de bombar nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn… Cada rede tem seu público e todas têm um potencial enorme quando o objetivo é publicidade. Melhor canal de comunicação impossível!

Curso intensivo: preparação para provas, coaching ou reforço escolar

Enem e provas nacionais: as aulas particulares para estudantes em preparação. Dar aulas de reforço intensivo ajuda os estudantes a passarem no vestibular

O vestibular se aproxima. Três meses antes, os estudantes já estão angustiados e estressados. Nem falemos em seus pais. Por isso, muitos buscam a solução das aulas particulares.

Mas para que os estudos sejam ainda mais efetivos, um intensivo pode ser ainda mais interessante.

Uma sugestão é agrupar todos seus alunos em função da disciplina de interesse ou do nível de estudos, e formar um grupo de preparação, trabalhando e estudando juntos.  O trabalho coletivo ajuda muito nessas horas.

Quando um estudante observa que existem outros estudantes nas mesmas condições que ele, ou seja, angustiado e com dificuldades, ele se sente muito menos inseguro. É o princípio da solidariedade que entra em jogo.

Longe da pressão habitual da escola, o aluno ganha tranquilidade e ritmo para aprofundar os conteúdos das matérias nas quais ele encontra mais dificuldade. Dessa maneira, pode até reconquistar as bases e os conceitos necessários para garantir o próximo ano letivo.

Você também pode passar dicas e conselhos importantes sobre as técnicas de revisão. Muitos estudantes não têm a menor ideia de como estruturar e organizar seus pensamentos. Elaborar fichas de estudo, memorizar certos conceitos, utilizar recursos alternativos… Essas dicas são importantes pois tranquilizam e podem ser úteis ao longo de toda a vida acadêmica.

As aulas particulares não podem significar dificuldade, tédio, recuperação. Pelo contrário. As aulas particulares devem evocar a diversão, o prazer pelo conhecimento, a contextualização dos conteúdos, o descobrir com autonomia e liberdade, o saber do dia a dia. 

Por que não realizar estudos interdisciplinares? E que tal formar pequenos grupos em formato de oficinas? Ou então criar grupos de pesquisa de um assunto particular? Ou então utilizar os meios de comunicação, como jornal, televisão e rádio, para abordar conteúdos escolares específicos?

Use e abuse de sua criatividade!

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (Soyez le premier à voter)
Loading...
Fernanda
Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.

Commentez cet article

avatar
wpDiscuz