Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar

Professores da rede pública: como complementar seu rendimento dando aulas particulares?

De Fernanda, publicado em 16/05/2017 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > Como um professor da rede pública pode ganhar renda extra?

Os professores brasileiros estão entre os educadores mais mal pagos do mundo – isso é o que aponta o ranking internacional divulgado pela OCDE a partir de dados dos 34 países membros da organização e dez parceiros, incluindo o Brasil.

O valor do piso salarial dos professores brasileiros em 2017 é de R$ 2.298,80. Já no resto do mundo, países como a Finlândia, a Suíça, a Holanda e a Alemanha não só oferecem salários mais altos mas também uma carreira bem mais atrativa e valorizada.

E você, por acaso é professor da rede pública de ensino mas nunca consegue fechar as contas no final do mês?

Ou está cansado de fazer jornadas de 60 horas para conseguir pagar as contas do supermercado, farmácia e transporte? Chega de se matar para conseguir ganhar aquele dinheirinho suado?

Saiba que você está lendo o artigo certo!

Se você tem o desejo de completar seu salário sem sair da sua área de conhecimento ou profissional, você pode muito bem dar aulas particulares!

Conheça agora todas as razões para se lançar nessa aventura e finalmente conseguir aquela renda extra no final do mês!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Qual a diferença entre a sala de aula e a aula em casa?

Como ganhar dinheiro a mais no final do mês. Está em dúvida sobre como complementar a sua renda? Dê aulas particulares!

Sabemos hoje em dia que não é fácil seguir a profissão de professor, e que ela está cada vez mais desvalorizada. É uma realidade brasileira: cada vez menos estudantes procuram seguir sua carreira no setor de educação, com medo de enfrentar as péssimas condições das salas de aula. Além de tudo isso, sabe-se que o salário do professor não faz jus à profissão.

Por isso, dar aulas particulares em casa pode ser uma solução para aqueles que precisam de uma grana extra e ter uma vida sem dívidas!

Além disso, dar aulas particulares permite que você desenvolva outras metodologias de ensino: chega daquelas salas com mais de 30 alunos! Como professor particular, você pode dar aulas especializadas, com atendimento individual ou em pequenos grupos.

Dessa forma, você consegue criar um programa de ensino adaptado às necessidades de cada aluno.

Se você está lendo este artigo até aqui, é porque em algum momento já pensou em dar aulas particulares. Mas na prática, como isso funciona?

Como exercer suas atividades na escola e conseguir dar aulas em casa ao mesmo tempo?

É permitido dar aulas particulares e em instituições públicas? O que a lei diz à respeito?

Neste artigo você encontra todas as informações sobre as condições para dar aulas particulares e na escola pública.

É permitido acumular um cargo público e privado?

Esqueça as leis da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Como professor em uma escola municipal ou estadual, você tem o estatuto de funcionário público concursado. Sendo assim, você deve seguir as regras para essa condição.

Saiba que, além de ter de seguir as leis estaduais, municipais ou federais, toda escola pública também tem suas regras específicas. Mas em termos gerais não há problemas em acumular as atividades de professor particular e de professor no ensino público. É claro que sempre é importante respeitar as regras estabelecidas pelo seu local de trabalho, além dos princípios éticos de base, para não prejudicar seu trabalho na escola e com seus alunos particulares.

No caso de universidades federais, por exemplo, existem regras que incentivam à condição de exclusividade – apesar de não ser uma obrigatoriedade. E como isso funciona?

Para estimular que os docentes se dediquem exclusivamente à formação de seus alunos, as universidades públicas brasileiras pagam um extra de até 50% sobre o salário-base. É a chamada dedicação exclusiva (DE). O artigo 14 do decreto presidencial 94.664 de 1987 estabelece, por exemplo, que o professor de carreira do Magistério Superior submetido à dedicação exclusiva tem como obrigação “prestar quarenta horas semanais de trabalho em dois turnos diários completos e impedimento do exercício de outra atividade remunerada, pública ou privada”. Já a lei federal 12.863 de 2013 permite atividade extraclasse ao detentor de DE “apenas quando eventual (máximo de 120 horas anuais).

Como gerenciar escola e aulas particulares

Quais os passos para exercer duas profissões de educação. E agora? Será que devo falar na escola que quero dar aulas particulares?

Como em qualquer outra profissão, ao decidir exercer duas atividades distintas simultaneamente, é fundamental seguir noções éticas e princípios que respeitem ambas as atividades.

Um exemplo de desrespeito a essa ordem seria, por exemplo, dar aulas particulares para seus próprios alunos da rede pública.

Essa situação gera um comprometimento ético, pois o professor não pode criar situações e oportunidades desiguais de desenvolvimento para seus alunos. Toda a turma deve ser tratada de maneira igualitária.

Outro problema que você pode enfrentar é, por exemplo, se você for acusado de prejudicar suas aulas na escola pela dedicação intensa que atribui aos seus alunos particulares. Conclusão: nunca dê aulas particulares para seus alunos da escola.

Mais uma dica fundamental: não exerça sua atividade de professor particular nas dependências da escola. Separe fisicamente suas duas atividades: primeiro, isso pode ser visto como concorrência; além disso, você vai utilizar um espaço público para exercer uma atividade privada/particular (dar suas aulas). Você ainda corre o risco de ser acusado de aproveitar da escola para conseguir mais alunos, mesmo se estes não forem os mesmos das turmas para as quais você leciona.

Então, nosso conselho é dar aulas na residência dos alunos, em sua casa ou em um local voltado especialmente para isso.

Confira abaixo algumas dicas do que fazer para que sua atividade como professor particular não comprometa as atividades da escola pública:

  • Os horários não podem ser os mesmos
  • Os alunos não podem ser os mesmos
  • E a escola não pode ser o local das aulas particulares

Para tal, lembre-se sempre de respeitar os valores da sua profissão:

  • Seja neutro (neutralidade)
  • Respeite as relações hierárquicas
  • Zele pelo serviço público de educação

Dar aulas particulares quando se é professor de escola pública: primeiros passos

A verdade é que grande parte dos professores ou funcionários públicos começa a exercer suas atividades de professor particular sem prevenir seus superiores ou a instituição na qual trabalha.

No entanto, nossa sugestão é a da transparência: para não passar a ideia de estar fazendo uma atividade proibida ou estar escondendo algo, fale sobre as suas novas atividades na escola.

Um dica é perguntar para seus colegas se eles conhecem alguém na escola que esteja na mesma situação, ou seja, dando aulas particulares paralelamente.

Se por acaso você tiver a liberdade pode até mesmo conversar com seu superior ou com a diretora da escola. Sua transparência vai ser levada como um ponto de confiança, e você pode até conseguir dicas sobre como proceder.

Na teoria, você precisa realizar um pedido formal antecipadamente, para evitar qualquer problema ou situação constrangedora. Veja algumas etapas para isso:

  1. Faça uma solicitação de autorização prévia para seu superior – o melhor é fazer por escrito.
  2. Nesta carta, mencione: a natureza da atividade, a duração, a periodicidade e as condições de remuneração.
  3. Geralmente os superiores autorizam a solicitação para exercer a atividade como professor particular.
  4. Após obter a resposta positiva, você já pode começar a procurar seus alunos.

O que fazer para ser um bom professor particular. Dê aulas particulares, ganhe dinheiro e seja feliz!

Agora que você já disse para o seu responsável, o que fazer para tornar legal sua atividade como professor particular?

Nesse caso, a melhor solução é se aderir ao estatuto do Microempreendedor Individual, mais conhecido como MEI. É simples e rápido. Conheça os alguns benefícios em se tornar MEI:

  • Ter direito à aposentadoria. Quando você ficar mais velho, poderá contar com uma renda adicional.
  • Auxílio-doença. Quando você estiver doente sem poder trabalhar, continuará recebendo.
  • Auxílio maternidade, no caso da mulher.
  • Mais clientes e mais vendas. O professor particular poderá emitir nota fiscal e vender para empresas públicas e privadas.
  • Vai deixar de ser recusado por empresas preocupadas em gerar vínculo empregatício.
  • Descontos e prazos melhores junto a fornecedores pelo fato de ter um CNPJ.
  • Vai conseguir empréstimos bancários mais facilmente porque poderá comprovar sua renda.
  • Contratar um funcionário com taxas baixas para ajudar seu negócio a crescer.
  • Pensão aos filhos menores em caso de morte ou reclusão.

Dê aulas particulares e aumente sua renda

Sabemos que ensinar é uma das mais belas profissões de todos os tempos. Todo professor tem a consciência disso. Trabalhar com educação é contribuir para transformar vidas, para mudar o mundo e as pessoas para melhor.

Ao começar a dar aulas particulares, você desfruta de muitos benefícios.

Conheça alguns deles:

  • você dispõe de uma flexibilidade nos horários e pode planejar suas aulas em função da sua disponibilidade;
  • você tem a possibilidade de rever conteúdos da sua própria especialidade ao ensinar para seu aluno;
  • você terá condições de trabalho ideais, em um ambiente tranquilo, e que não é nada cansativo;
  • você terá o prazer de transmitir seu conhecimento a alguém e ter um papel importante no seu processo de ensino-aprendizagem.

Bom, agora que você já está inspirado, basta se lançar de cabeça nessa nova aventura!  Veja algumas dicas finais para dar aquela turbinada na sua atividade como professor particular:

  • Especialize-se em uma área de conhecimento: mesmo que sua disciplina de formação seja matemática, por exemplo, que tal dar foco em conteúdos específicos ? Isso valoriza ainda mais sua hora / aula e vai ao encontro da sua metodologia de ensino.
  • Tenha uma metodologia excelente: pesquise, estude, dedique-se. Avalie seus alunos individualmente e adapte seu programa em função das necessidades individuais. Como professor particular você é livre para aplicar sua própria metodologia; inove, crie e ouse.
  • Divulgue seu serviço: aqui a dica é séria – como prestador de serviços autônomo, você precisa investir em comunicação e marketing. Não tem como fugir! O método boca a boca costuma funcionar bem. Com a Internet, use e abuse das redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter.
  • Organize sua agenda: principalmente se você ainda tem de cumprir a sua carga horária na escola pública. Anote tudo em um caderno, em uma agenda; baixe um aplicativo de tarefas. Seja organizado. Você vai precisar!
  • Defina onde irá ministrar as aulas: ponto importante. Não aceite atravessar a cidade se você não tem transporte nem disponibilidade. Faça o cálculo do que vale a pena para você e defina claramente até onde você aceita se deslocar. E sobretudo, não dê aulas na sua escola!
  • Monte um bom material didático: aproveite que você não possui apostilas obrigatórias. Seja criativo, use recursos audiovisuais, digitais, crie seu próprio material. Isso, no futuro, poderá ter um grande valor pedagógico.
  • Trabalhe com a cobranças automáticas: afinal de contas, é preciso falar sobre pagamentos. Não se esqueça de gerenciar com cuidado a parte financeira. Você aceita pagamento em dinheiro, cheque, transferência bancária? Tem data limite para receber? Defina tudo isso antecipadamente para não enfrentar situações constrangedoras.
Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *