Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

A língua inglesa de 1ª a 9ª série nas escolas

De Carolina, publicado em 23/05/2017 Blog > Idiomas > Inglês > O inglês no ensino fundamental

O inglês ocupa um lugar crescente nos programas escolares. A gente tem todo o interesse de amar essa língua.

Por isso, tantos professores querem dar aulas de inglês!

1,29 bilhões de seres humanos utilizam a língua de Shakespeare todos os dias. Para 360 milhões, o inglês é sua língua materna. Para outros 950 milhões, o idioma é a sua segunda língua.

E depois restam todos aqueles como nós, que fizemos inglês na escola, alguns anos de escola de idiomas e sabemos mais ou menos a língua.

A tendência continua e não parece querer diminuir… bem ao contrário.

Vamos dar uma volta para ver como anda o inglês nas escolas e essa importância dele que não para de crescer.

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

O que deveria ser teoria nas escolas sobre o inglês

O fundamental deveria garantir os conhecimentos de base de todos os brasileiros. Ele serve como critério para avaliar o sistema educativo de um país.

Por que não aprendemos o idioma nas salas de aula? A língua inglesa começa a ser ensinada na escola a partir do 6º ano do primário

Somente para dar um exemplo, a expressão escrita, o estudo de literatura e a leitura representam 37% do tempo passado em sala de aula na França. Essa porcentagem é bem mais alta que em certos países. Na Islândia e na Indonésia, essa porcentagem representa 17%. Isso porque eles preferiram colocar na grade escolar aprendizagens essenciais como o inglês.

E o Brasil? Não achamos dados equivalentes na internet para o nosso país. Mas todos nós sabemos que a educação vai mal em todos os sentidos…

Mas, voltando ao assunto do inglês, por que tantos países têm resistência de dar um espaço muito grande (ou o necessário) para o inglês nos currículos escolares?

O inglês tem uma importância enorme nos nossos dias. Parece que hoje é quase impossível ter um emprego sem ter o domínio do inglês. A língua se tornou essencial até para empregos que exigem pouca formação no mercado.

A língua ganhou esse peso depois da globalização e seus devidos fatores como o desenvolvimento das tecnologias, as intensas trocas comerciais entre os países além da indústria cultural. Mas o que é isso? Música, filmes, séries, moda, tudo que a gente consome como entretenimento e que tenha a ver com a cultura.

Entendeu agora porque o inglês tem tanto peso nas relações de trabalho?

Apesar da resistência de alguns países, inclusive o Brasil, o inglês se tornou essencial para os jovens. Sem ele, nós estamos condenados a ficar fechados entre nós e pouco a pouco a desaparecer do campo das relações internacionais (exageramos? Nem tanto…).

Inglês no colégio

A maioria dos alunos do sistema de ensino fundamental no Brasil aprende o inglês a partir da 6ª série. A língua continua incluída no currículo deles até a 9ª série e o ensino médio.

Ou seja, no total, os alunos têm 6 anos de aulas de inglês inclusos no ensino obrigatório brasileiro (de 4 a 17 anos).

Porém, o resultado todos nós conhecemos! Muitos dizem que estudam o “verb to be” em todos os anos na escola. Ou seja, o aprendizado de inglês parece não ser levado a sério pelas instituições nem pelos alunos. Então, se alguém aprendeu inglês fluente, com certeza não foi graças a escola (com 98% de certeza…).

Então, por que a língua inglesa ou mais conhecida como língua estrangeira (LE) está no currículo escolar se as pessoas não aprendem o idioma na escola (ou pelo menos em um nível satisfatório)?

Boa pergunta! É claro que a gestão da língua inglesa e sua importância nas salas de aula se tornou mais que urgente! Principalmente no mundo em que vivemos, onde a maioria dos bens culturais e empregos de hoje tem o idioma como base.

O ensino médio e o mundo universitário

Parece que no ensino médio, a língua ganha um pouco mais de importância, visto que os vestibulares e o Enem têm prova de inglês. Então, pelo menos o aluno aprende o mínimo de inglês para tirar nota boa na prova.

Por que o estudo do idioma é tão fraco nas salas de aula? A gente não aprende a língua inglesa nem no ensino médio na escola?

Mas, infelizmente, ele é importante para o vestibular mas muito mais no mercado de trabalho. E isso a gente aprende mais tarde, quando estamos velhos e achamos que não podemos estudar mais o idioma.

Em alguns cursos universitários, o inglês se torna obrigatório como nas áreas de novas tecnologias, comércio exterior, administração, comunicação. A gente nem precisa falar em Letras, não é? E a exigência da língua no curso não é só para os alunos que optarem inglês e literatura inglesa.

Para quem quiser seguir carreira acadêmica então, nem se fala! A maioria das provas para entrar no mestrado cobra o inglês e outra língua estrangeira. Isso porque as pessoas têm que consultar frequentemente matérias na língua inglesa e outra como o espanhol, francês, alemão (vai depender em qual país há mais pesquisas na área).

Mas uma coisa é unânime! Independente do país, todos escrevem também em inglês para seus artigos científicos terem mais alcance. Afinal, qual é o sentido da pesquisa se não for a troca? Ninguém vai inventar a roda, não é mesmo? Toda pesquisa precisa de material e de bases, nem que seja de alguém do outro lado do mundo que estuda o mesmo assunto que você!

Emprego (quase) certo

A gente não cansa em dizer, mas vamos falar mais uma vez: a exigência “falar inglês” pega mesmo depois da escola!

Hoje, é necessário falar inglês em qualquer start-up ou novos formatos de empresa. Não estamos exagerando! Como o mercado está muito voltado para as novas tecnologias e internet, os limites territoriais viraram meros detalhes para as grandes empresas.

Qualquer estabelecimento que queira ganhar um pouquinho mais tenta entrar no mercado de outros países. E quando dizemos outros países, dizemos inglês!

Isso mesmo. Para se ter uma ideia, às vezes o fato de falar bem a língua local (digamos, o português) é menos valorizado que o fato de falar inglês!

Não é exagero! Muitas vezes, a língua corrente do trabalho é o inglês! Independente de você estar no Brasil, na Espanha ou na Cochinchina! Ou seja, eles vão preocupar mesmo se você fala bem inglês e não português.

Então, se quiser ter uma carreira bem-sucedida e um bom salário, é melhor ficar fluente no inglês.

Escolha o idioma como para completar o currículo A língua inglesa é fundamental no mercado de trabalho

A fluência no idioma é uma excelente porta de entrada no mercado de trabalho! Pode crer!

Correr atrás do tempo perdido na escola com o inglês

É triste, mas é verdade! Se você não aprendeu ou não tem fluência na língua depois da adolescência, é melhor correr atrás do tempo perdido o mais rápido possível.

Não basta colocar na lista das 10 coisas que você quer fazer em 2018. O inglês deve estar em suas prioridades, ou seja, melhor colocá-lo na lista de coisas para fazer para ontem!

Você pode até dizer que não tem um trabalho onde precisa falar inglês, que é concursado e que nunca vai trocar de emprego. Mas e para viajar?

É bem melhor falar inglês em suas viagens por dois motivos:

1) Você vai saber se virar independente da furada que entrar. Para pedir comida, perguntar onde está o banheiro, saber as regras de local turístico, saber pedir informação. Para tudo precisa-se do inglês.

2) Conversar com os moradores do local. Isso mesmo, para fazer amizade, pegar as melhores dicas de locais para passear, etc. Isso pode fazer toda a diferença em sua viagem. Com certeza, as lembranças não serão as mesmas se você souber falar inglês ou não.

Convencido? Então, como fazer para chegar a um bom nível de inglês rápido?

Morar em um país anglófono

Com certeza a melhor maneira de aprender, mas a mais onerosa e complicada. Com certeza, não é barato morar fora, principalmente com o real desvalorizado com está. Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e outros países estão mais longe que imaginamos…

As outras moedas dos países anglófonos valem muito mais que a nossa. Então, muitas pessoas optam em trabalhar durante esse período.

Mas para trabalhar, muitas vezes é exigido o visto para tal e nem todos os países concedem o visto de trabalho tão facilmente.

Além disso, e o tempo necessário para tal? Para as pessoas que trabalham, mas não querem perder seus empregos, poucas conseguem pedir seus 30 dias de férias de uma vez. E olhe que 30 dias já não é muita coisa para se aprender uma língua in loco. O ideal é ficar um ano, mas 6 meses já dá para ter um nível bom.

Então, poucas semanas ou alguns dias não valem muito a pena quando o assunto é aprender línguas no exterior.

O idioma é importante para se comunicar em países estrangeiros A língua inglesa é a garantia de uma boa viagem em qualquer lugar

Muitas pessoas que gostam de estudar também optam por fazer parte de seus estudos superiores fora. Isso também é muito legal porque você aprende a falar a língua, conhece novas pessoas e culturas, além de ter no currículo uma instituição internacional.

Aula particular de inglês

Essa é uma opção que nunca falha! Se não puder ir para outro país por questões financeiras ou por falta de tempo, o professor particular pode te ensinar a língua em sua casa, sem problemas!

Você pode escolher um professor nativo de um país anglófono ou um brasileiro que já teve uma experiência no exterior. Assim, será fácil conhecer todas as nuances da língua e seus fatores culturais.

Pronto para ficar craque no inglês?

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz