Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar

Como aprender espanhol?

De Camila, publicado em 13/07/2017 Blog > Aulas particulares > Apoio Escolar > Como assimilar a língua da Espanha?

Esta é, com certeza, uma pergunta que possui um zilhão de respostas!

Se você chegou até aqui é porque está à procura de um bom método para aprender a língua falada na Espanha.

Superprof.com.br te dá, então, algumas sugestões e dicas para o início deste vôo livre. Seja através da internet, do tablet, de livros, com o auxílio de um professor particular ou se aventurando de maneira autodidata, acreditamos que aqui você encontrará algumas saídas para se lançar no aprendizado do espanhol.

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Dicas de como aprender do zero

Aprender uma língua estrangeira pode representar um verdadeiro desafio para algumas pessoas. Felizmente, este não é o caso para nós que falamos português, pois o idioma da Espanha tem várias semelhanças com o nosso. Algumas delas são:

  • Vocabulário;
  • Gramática;
  • Conjugação;
  • Pronúncia de certos sons;
  • Alfabeto.

Sendo assim, por que não começar o aprendizado com cursos à domicílio?

Este é, sem dúvida, um dos métodos mais eficientes para um rápido desenvolvimento.

Estudar a língua hispânica é mais fácil quem fala português Aprenda espanhol e viaje para a Espanha!

A imersão proporcionada por um intercâmbio cultural permitirá ao estudante adquirir uma desenvoltura oral inigualável. Ela se apresenta, assim, como uma ótima opção de assimilação. No entanto, aprender as bases da língua de antemão é fundamental para que esta seja uma experiência bem sucedida.

Sendo assim, as aulas de espanhol são muito importantes quando o assunto é o aprendizado da gramática, da fonética, da sintaxe e do idioma escrito.

Saber contar e assimilar algumas expressões básicas é primordial para uma comunicação básica no dia-a-dia regado a conversações hispanofônicas.

Sem mencionar a capacidade de fazer perguntas e de identificar palavras no masculino e no feminino.

Ficou interessado(a) em saber mais sobre como aprender espanhol do zero? Então confira algumas orientações para estudar o idioma da Espanha. 

Assimilar o idioma gratuitamente

A opção de aprendizado da língua espanhola online é muito procurada.

Para tal, basta colocar no Google algo do tipo “espanhol online” ou “curso de línguas online” ou ainda “aulas de espanhol pela internet”.

No entanto, isso não significa que você será direcionado(a) para resultados de ofertas gratuitas. Muitos métodos são pagos e por isso é bom ficar de olho naqueles que vão te permitir fazer uma boa economia!

Algumas sugestões são:

  • VocBox
  • Loecsen
  • Lengalia

Existe ainda a opção de se fazer aulas através de vídeos didáticos. Eles podem ser encontrados aos montes no YouTube ou ainda no site Videoele.

Graças a todas estas opções de aprendizado gratuito, o céu é o limite para a evolução fácil e rápida do seu novo idioma estrangeiro.

Elas te proporcionam lições de gramática, exercícios orais para aperfeiçoar a fala e uma multitude de  vocabulário à sua inteira disposição. Tudo isso te possibilitará uma intensa imersão em um universo hispanofônico essencial para a assimilação e o aperfeiçoamento da língua.

Lembre-se que o dicionário português-espanhol está pronto para virar seu melhor amigo e estará sempre ao seu lado para corrigir seus erros de ortografia.

Nas aulas pela internet você terá a oportunidade de trabalhar, além de tudo, sua compreensão do idioma, atuando como o personagem principal do seu próprio aprendizado.

Conselhos de leitura na língua

Os métodos gratuitos disponíveis na rede podem ser um achado! Mas por que não se munir igualmente de um método à moda antiga? Conselhos de leitura na língua espanhola são sempre bem-vindos. É exatamente por isso que Superprof.com.br também te dá um apoio neste campo de estudo.

A leitura em língua estrangeira permite o desenvolvimento de uma associação mais rápida e eficiente do que foi aprendido através das aulas.

Confira algumas sugestões de obras em espanhol que podem te agradar:

  • Gabriel García Márquez El relato de un náufrago;
  • Joseph JoffoUn saco de canicas;
  • Armando Palacio ValdesLa hermana San Sulpicio;
  • Carmen Martín GaiteCaperucita en Manhattan;
  • Carlos Ruiz ZafonLa sombra del viento;
  • Isabel AllendeCuentos de Eva Luna;
  • Carlos CuauhtémocLos ojos de mi princesa;
  • Pedro Páramo, El llano en llamas.

Lista de filmes para praticar o idioma

Os países de língua hispânica possuem uma grande história cinematográfica. Principalmente quando se trata da Espanha e da Argentina.

Para a felicidade dos aprendizes do idioma espanhol, um grande número de filmes – para telonas e telinhas – está disponível em versão original. Ao se deleitar com produções encabeçadas por Pedro Almodóvar ou Guillermo del Toro, além de se divertir, os estudantes ainda aproveitam para aperfeiçoar os conhecimentos na língua. Sem contar com o aprendizado sobre a cultura daqueles que a falam nativamente.

Filmes em versão original são ótimos para afiarmos nossa compreensão oral do espanhol. Ir ao cinema ver um filme espanhol ajuda muito no aprendizado da língua.

Sendo assim, se seu intuito é “hablar español“, fique de olho nos seguintes títulos:

  • “Diários de motocicleta”;
  • “O labirinto do fauno”;
  • “Rec”;
  • “Fale com ela”;
  • “Mulheres à beira de um ataque de nervos”;
  • “A comunidade”;
  • “Cela 211”;
  • “O segredo do seus olhos”;
  • Inside”;
  • “Crime perfeito”.

Estes são 10 filmes que misturam e dão uma amostra dos mestres do cinema de língua espanhola, sejam eles diretores (Almodóvar, del Toro, Alex de la Iglesia, etc.) ou atores (Gael García Bernal, Antonio Banderas, Rodrigo de la Cerna, Carmen Maura, Guillermo Toledo, etc.). Um método de aprendizagem e prática que vale o investimento!

Aplicativos úteis para tablet

Voltamos novamente ao mundo digital neste caminho rumo ao aprendizado fluente do idioma espanhol.

Quando temos a possibilidade de fazer um intercâmbio cultural para imersão na língua e na cultura hispânica, mais simples é a escolha do método de ensino. Uma viagem para Espanha, Chile, México, Argentina, Bolívia, Paraguai ou Cuba, com certeza facilitará a fluência no idioma.

Sendo assim, já que muito dinheiro é gasto nestas estadias, ferramentas de aprendizagem mais baratas podem cair no gosto do freguês. Quando o objetivo é esse, os aplicativos para tablet abrem um leque de opções.

Mas quais os programas mais recomendados para serem baixados no iPad ou iPhone? Claro que já fizemos esta pesquisa para você e chegamos aos seguintes resultados:

  • Duolingo: eleito o melhor aplicativo de aprendizado de língua estrangeira pela Apple em 2013. Nele encontramos vários exercícios lúdicos que nos permitem trabalhar pontos da gramática, do vocabulário, da conjugação e das expressões oral e escrita brincando. Sem contar que o download e a utilização são completamente gratuitos!
  • Babbel: diferentemente do seu concorrente, este aplicativo que, além do espanhol, também ensina várias outras línguas, é pago. Mas calma, porque o preço não é exorbitante e se você tem a disciplina para se dedicar à ferramenta, então o valor com certeza vale a pena: 24,00 reais por mês. Se você estiver obstinado(a) a utilizar o programa, então pode optar por uma assinatura anual. Desta forma, o mês passará a custar apenas 12,00 reais.

iPad é uma alternativa para o aprendizado da língua espanhola. Aplicativos para tablet oferecem lições de espanhol interessantes.

Como estudar sozinho(a)

Mesmo sendo de fácil assimilação para nós que falamos português, o aprendizado da língua espanhola não pode ser negligenciado. Isso se você quiser realmente nos estudos do idioma estrangeiro.

Algumas pedras aparecem no caminho de quem deseja se dedicar sozinho(a) a esta aquisição de conhecimento. Então, será que é mesmo possível ser um autodidata em espanhol?

Claro que sim, mas algumas etapas precisam ser respeitadas para que o trajeto seja percorrido sem maiores incidentes. Começando pela descoberta do nível do idioma em que você se encontra. Tal informação é essencial para saber como e onde começar o aprendizado, assim como quais ferramentas utilizar.

Em seguida, é importante se equipar com o material adequado ao ensino da língua. Para uma assimilação completa, é fundamental que o estudante encontre com quem praticar seus conhecimentos orais com frequência.

O avanço que a utilização de outras fontes de ensino não ortodoxas em paralelo ao aprendizado dito “clássico” proporciona é de saltar aos olhos. Sendo assim, enquanto um(a) autodidata, dedique-se também a visitas constantes a sites de internet especializados, sejam eles gratuitos ou pagos. Não deixe de dar uma espiadinha nos vídeos disponíveis no YouTube, pois eles podem te ajudar mais do que você imagina.

Depois de concluída a aprendizagem básica, nada melhor do que se lançar em uma verdadeira aventura, fazer suas malas e viajar para algum país hispanofônico. Você verá como seu nível vai melhorar consideravelmente depois de uma imersão dessas.

Ensinar espanhol para quem tem dislexia

Elementos como falta de motivação, dificuldade de concentração para estudar sozinho(a) ou pouco recurso financeiro podem ser empecilhos na hora de se dedicar à aprendizagem do espanhol.

Como seria possível o aprendizado da língua espanhola por uma pessoa com dislexia? 

Antes de mais nada, é preciso entender que o distúrbio no aprendizado se apresenta sob três formas distintas: dislexia auditiva, visual e mista. A primeira está ligada à dificuldade do aluno em associar os sons às suas respectivas letras ou palavras. A segunda se refere à confusão do indivíduo a reter a ortografia correta das palavras. A terceira, como seu próprio nome indica, é uma mistura dos dois primeiros tipos de dislexia.

Identificada a natureza da dificuldade de aprendizado, é importante que tanto os pais quanto os filhos saibam que é sim possível ensinar espanhol para crianças com o distúrbio. O esforço empregado será um pouco maior, pois uma adaptação dos métodos disponíveis deverá ser colocada em prática. Alguns exemplos disso são:

A adaptação dos métodos de ensino é necessária no ensino do espanhol aos disléxicos. Crianças com dislexia podem sim aprender a língua da Espanha.

  • Decodificação da leitura;
  • Utilização de um método multisensorial;
  • Trabalho intenso de memorização;
  • Boa adaptação de cada exercício (adição de suporte escrito, exageração nas entonações durante a fala, fichas relativas ao vocabulário, etc.);
  • Dar atenção à concentração e a estrutura das lições durante as aulas;
  • Valorizar constantemente o aluno disléxico para que seu aprendizado não sofra por causa de uma queda em sua autoestima.
Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *