Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

Quais são as capacidades de seus filhos para os números?

De Fernanda, publicado em 29/11/2016 Blog > Reforço escolar > Matemática > Todas as crianças podem aprender matemática

Para os mais novos, começar a estudar matemática pode ser como escalar o Evereste! Tudo parece praticamente impossível de se fazer, não é mesmo?

No entanto, se a criança começar cedo os estudos e estiver acompanhada de um professor motivado, não há nenhuma razão para se preocupar.

Se você não sabe muito bem quais os conteúdos que seu filho domina em matemática, não se preocupe, pois na escola o programa dessa disciplina segue uma evolução gradual em função de seu ano e de sua idade: tabuada de multiplicação, adições, subtrações e até mesmo noção de espaço.

Aprender todos esses tópicos trazem ao seu filho certas qualidades e capacidades que ele vai guardar por toda sua vida, e que certamente lhe serão úteis nas mais variadas situações. Veja algumas qualidades:

  • A confiança em suas próprias habilidades.
  • A oportunidade de seguir carreiras de sucesso e assumir cargos variados.
  • Saber lidar e resolver um problema e entender por que alguma decisão foi tomada.
  • Ter habilidades com as novas tecnologias e sobretudo com informática.
  • Aprender a gerenciar seu tempo e seu dinheiro em situações cotidianas.

Graças a exercícios práticos, concretos, com exemplos do dia a dia, aos poucos, as crianças vão aprender a distinguir os números, a contar, a entender a geometria, a álgebra, as probabilidades… e muito mais!

Se por acaso você teve dificuldade com a matemática na infância, não leve isso para seu filho. Saiba que ele é diferente de você e tem outras condições de aprendizagem.

Quer receber mais dicas sobre esse assunto? Depois de ler este artigo, você vai entender como ensinar matemática às crianças!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Por que aprender matemática tão cedo

Segundo um estudo conduzido pela professora Michele Mazzocco, do Center of Early Education and Development, na Universidade de Minnesota em Minneapolis (EUA), as crianças que estão em idade de ingressar na escola (por volta dos seis anos), já têm extrema facilidade para desenvolver habilidades básicas em matemática.

Por exemplo: elas podem aprender noções de geometria e de simetria quando estiverem brincando com blocos de madeira, ou então podem descobrir conceitos de divisão com jogando com as peças do Lego ou até compartilhando seu lanche com os colegas de turma.

Pesquisas feitas com crianças com menos de 6 anos já comprovaram que elas são capazes de diferenciar duas imagens com poucas diferenças: a primeira com 10 pontos luminosos e a segunda com 20 pontos luminosos. O que prova a compreensão da comparação entre números. Verdadeiros futuros campeões de matemática, não é mesmo?

estudar cálculos na infância Seu filho vai se tornar um campeão dos números!

A verdade é que as crianças pequenas (cinco ou seis anos) são bem receptivas aos ensinamentos matemáticos, ainda mais se estiverem acompanhadas por um professor que lhes forneça os princípios básicos da disciplina.

Com essas informações, é comum colocarmos a seguinte pergunta: por que tantas crianças têm dificuldades de aprender matemática nos anos iniciais do fundamental? E por que há tantas barreiras quando o assunto são os números?

Se a curiosidade e as habilidades são inatas, é possível que a resposta para essas perguntas esteja no ambiente educacional ou até mesmo nas barreiras existentes nos próprios pais, que às vezes se sentem traumatizados por alguma dificuldade de infância.

Por que os professores de matemática devem ter uma formação muito boa?

Para ensinar matemática, é preciso ter feito uma formação de qualidade. O educador dessa disciplina precisa ser muito bem informado, atualizado e antenado. A verdade é que quanto mais o profissional for bem capacitado e motivado pela disciplina que leciona, mais seus alunos ficarão interessados, entusiasmados e abertos ao ensino.

É nesses momentos que observamos como as crianças são verdadeiras “esponjas emocionais”: um professor excepcional pode inspirar os alunos de maneira surpreendente, acabando com qualquer trauma que poderia existir da matéria e trazendo resultados incríveis para a turma.

Que tal usar jogos educativos, jogos de cálculo mental ou até realizar alguns exercícios lúdicos de matemática na Educação Infantil?

aprender a calcular pode ser divertido Ensine os números com jogos e brincadeiras!

Outros estudos também comprovaram que um ensino individualizado é mais eficaz; isso porque cada aluno tem seu próprio sistema de assimilação, portanto, cada ideia, teorema ou equação deve integrar uma educação contextualizada à sua realidade. Muito mais rico do que aprender tudo de cor.

Você sabia que algumas crianças conseguem inclusive dominar e lidar com os algoritmos de formas variadas?

Isso só pode acontecer se o professor deixar de lado também as suas próprias barreiras em relação à matemática. Muitos profissionais já iniciam suas aulas com medo ou receio do comportamento ou da reação de determinada turma ou aluno. Isso vai com certeza influenciar fortemente ao longo das aulas.

A importância da mente aberta

Em todos os campos da educação infantil e fundamental (aliás, isso também vale para adolescentes e adultos), o bom humor e o estado de espírito é crucial e influencia diretamente nos resultados escolares.

Procure estar sempre bem disposto, passar mensagens positivas, ter segurança em seus atos e manter uma certa leveza de espírito. Esses comportamentos contaminam positivamente sua turma e ajudam muito no desenvolvimento escolar.

Estimule seus alunos a terem uma mente aberta. Essa característica é muito importante para que o estudante desenvolva o espírito crítico e a flexibilidade face às mais diversas situações. Em matemática, essas são habilidades de peso, e que futuramente serão vantagem garantida na hora de enfrentar os problemas reais da vida.

os cálculos durante a infância Motivação: habilidade necessária aos estudos de matemática!

Hoje em dia, aprender matemática por meio da famosa “decoreba” é algo do passado. O mundo mudou, as pessoas convivem de forma diferente, e para que seus alunos consigam lidar com situações e problemas complexos, é preciso ir além nos estudos. É preciso enriquecer o processo ensino-aprendizagem com reflexão e leitura crítica de mundo.

Aprenda a ter um bom estado de espírito

Em 2003, especialistas franceses realizaram uma pesquisa para avaliar a capacidade de aprendizagem e de desenvolvimento de competências de uma turma de 9º ano, apenas com base na motivação.

Em um primeiro momento, revelaram aos estudantes que seu cérebro era um músculo e que, como consequência, toda vez que eles aprendessem um novo conteúdo, o cérebro iria ficar mais forte, fazendo com que todo conhecimento adicional fosse cada vez mais facilmente aprendido.

Depois dessa experiência, os adolescentes demonstraram que tinham cada vez mais desejo de aprender, se sentindo capazes e ganhando confiança no aprendizado. Ao final, todos afirmaram que estavam prontos para aprender novos conteúdos de matemática e acreditavam que seriam capazes de melhorar suas notas.

Isso comprova que o estado de espírito influencia nos estudos e pode ser transmitido tanto por professores como pelos próprios pais, em casa. Sim, é possível mudar o jeito que uma criança encara determinada matéria!

Estude matemática de um jeito diferente na infância Que tal aprender os números com jogos de cálculo mental?

Um programa que desenvolva habilidades em matemática e que estimule a confiança dos alunos neles mesmos é fundamental.

Essa é uma combinação que foi descoberta por um programa de matemática chamado JUMP. Esse recurso é voltado para professores de matemática mas também para todos professores que desejam testar suas habilidades matemáticas, dando suporte assim para suas aulas.

O programa tem como princípio oferecer uma aprendizagem em pequenas etapas, oferecendo aos alunos um retorno positivo, de forma que eles procurem sempre melhorar e não se desanimem com erros ou dificuldades encontradas na aprendizagem.

Toda criança é capaz de aprender bem a matemática?

A resposta a essa questão é muito mais complexa do que um simples “sim” ou “não”.

No entanto, com um ambiente adequado, com muita motivação e um método de ensino de qualidade, as crianças despertam suas capacidades naturais de aprendizagem, e desenvolvem habilidades reais para aprender a matemática. Dominar essa disciplina irá abrir possibilidades e trazer resultados efetivos mais para frente em sua vida.

De que maneira um professor particular pode ajudar os alunos?

Uma das formas de desenvolver e aprimorar esse método positivo e motivador de ensino da matemática é por meio das aulas particulares.

Ao contrário da aula tradicional dessa disciplina, seja no ensino fundamental ou no ensino médio, essa modalidade traz uma personalização, um ensino sob medida.

Você será o único aluno e o tempo do seu professor será só seu.

Aprendendo ciências exatas na infância É possível fazer aulas de matemática desde pequeno.

Nessa modalidade de ensino, o professor identifica quais são as suas necessidades e prioridades em matemática: seriam as frações? As probabilidades? A geometria? As equações ou a álgebra?

Em seguida, o educador vai elaborar um programa com exercícios específicos para você, 100% adaptados àquilo que você precisa mais trabalhar.

Sob o aspecto psicológico, o professor particular tem muito a contribuir para o aluno: ele pode contar diretamente sua experiência, motivadora e explicar os conceitos matemáticos de um ponto de vista mais pessoal. Você terá a impressão de que a disciplina vai se tornar mais fácil desse jeito.

Pense em um coach personalizado: ele vai dar conselhos, motivação, orientações, dicas de novas técnicas, truques de memorização… Tudo de maneira pessoal e direta.

Aqui, a relação entre professor e aluno se estabelece de forma intensa, e há uma verdadeira troca de conhecimentos e de vivências. O aluno terá mais tempo e disponibilidade, inclusive para colocar suas dúvidas, questões e outras observações que surgirem ao longo da aprendizagem. Tudo isso fará da matemática uma matéria mais viva e presente no dia a dia do aluno.

Na verdade, aprender os números não é algo tão difícil assim. Claro, exige muito tempo, trabalho e dedicação, mas todos somos capazes de dominar essa disciplina, dos mais jovens aos mais velhos.

Também é uma questão de estado de espírito: você precisa ter motivação, acreditar que pode avançar nos estudos, estar disposto a enfrentar os mais complexos problemas. Afinal, essas questões sempre estarão presentes em nossas vidas!

Por acaso seu filho possui dislexia e você está procurando conselhos sobre como fazê-lo estudar matemática? Encontre dicas aqui!

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz