A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

As melhores escolas, conservatórios e centros culturais para aprender música no Rio de Janeiro

Par Fernanda le 27/10/2016 Blog > Música > Violão > Violão na cidade maravilhosa: onde estudar?
Table des matières

Sabemos que Rio de Janeiro é a capital do samba. Mas não só desse ritmo musical. Como grande metrópole cultural e histórica, o Rio é cidade de muitos ritmos e melodias. Por isso, não importa qual o instrumento que você tenha escolhido para tocar, e em qual nível de estudos você esteja, certamente há uma opção adequada aos seus objetivos.

Para descobrir onde aprender a tocar violão ou guitarra no Rio de Janeiro, a fórmula é simples: avalie o quando pode pagar, sua disponibilidade e sua localização. Seja em conservatório, centro cultural, faculdade, escolas particulares ou então com professores autônomos que dão aulas de guitarra e violão em casa.

Por que fazer aulas de violão ou guitarra no Rio de Janeiro?

Essa é a primeira pergunta que você deve se colocar antes de dar qualquer passo em direção aos estudos de violão ou guitarra: quero me tornar um profissional a médio ou longo prazo? Uma universidade ou um conservatório tradicional é o mais indicado.

É para aprender as noções de base do instrumento e depois tocar com outros músicos experientes? Escolas de música são locais ideais para a troca de experiência e de ideias que todos futuros guitarristas desejam estabelecer.

Você pode simplesmente decidir de ter aulas de violão ou guitarra para se divertir entre amigos, tocar em um bar e quem sabe fazer alguns shows. Nesse caso, uma boa alternativa é contratar um professor particular para seguir aulas em casa, ou então os centros culturais, que propõem oficinas e cursos temáticos em função do que você está procurando.

Depois de responder a essa primeira pergunta, as questões de tempo e de dinheiro serão mais simples de se resolver. As opções já serão mais reduzidas e você poderá escolher com mais clareza, de acordo com suas restrições.

O Rio de Janeiro é uma cidade grande, com mais de 6,32 milhões de habitantes. Se contarmos a região metropolitana, são mais de 12 milhões de pessoas. Sabe-se que a história da cidade se mistura com a histórica da música brasileira. Por trás de seus diferentes bairros, Lapa, Leblon, Copacabana, Ipanema, quantas canções não foram criadas e tocadas num violão ou numa guitarra? Quantos intérpretes e compositores cariocas já enriqueceram o patrimônio cultural brasileiro e internacional? Seja no samba, chorinho, bossa, mpb, rock, pop…

Por isso, não desanime: você está no lugar certo e vai encontrar o local ideal para seguir suas aulas de violão e guitarra e dar vida à sua paixão!

Escola de Música Villa-Lobos: estudar violão e guitarra no Rio

Criada em 1952, a princípio era um centro popular de ensino de arte. Hoje faz parte da Secretaria de Estado de Cultura. A Escola possui quatro tipos de cursos, todos com duração de 3 anos (menos os livres): Formação Musical, gratuito, para alunos de 8 a 15 anos, com inscrições anuais via edital; Básico em Música, pago e semestral, sem processo seletivo e voltado para alunos a partir de 13 anos; Técnico, voltado para alunos com Ensino Médio completo ou em curso, é gratuito e proporciona habilitação profissional; e finalmente os cursos livres, que são pagos e possuem temática diversificada (ukulelê, rabeca, set up de guitarra, arranjo em mbp, harmonia e improvisação).

A Escola é mais adequada para aqueles que buscam formação teórica consistente, e sua vantagem está sobretudo no preço, pois alguns cursos são de graça. Além dos cursos, a Escola de Música Villa Lobos incentiva à participação em grupos artísticos, como o Coro de Câmara Adulto, Grupo de Choro Corando Baixinho, Grupo de Jazz, Orquestra Sinfônica e Orquestra Popular. Alguns nomes que passaram pela escola e deixaram suas marcas no mundo musical são Maximiniano Cobra, Tim Rescala, Tato Taborda, Jorge Versilo, Biafra, Téo Lima e Marcus Vinicius Nogueira (Rua Ramalho Ortigão, 9, Centro. Tel.: 21 2232-6405).

estude violão e guitarra no Rio de Janeiro Banda de Choro da Escola de Música Villa-Lobos: a escola oferece cursos gratuitos e pagos em função do tipo de aprendizagem que você escolher.

Projetos sociais com guitarra e violão no Rio de Janeiro

Muitas associações desenvolvem programas sociais para crianças e jovens ingressarem no mundo da música pela prática de instrumentos como violão e guitarra. O objetivo de todas elas é dar acesso à cultura musical mas também contribuir para a transformação por meio da educação e da sociabilização possibilitadas pela música. Confira dois projetos que têm resultados significantes:

  • Escola de Música da Rocinha: funcionando há mais de 20 anos, a Escola se localiza no coração da maior favela do Brasil, e dá acesso a crianças e jovens de 6 a 17 anos ao universo musical, em todas as suas formas. O projeto possui chancela da UNESCO e os resultados são comprovados e surpreendentes tanto no rendimento escolar dos alunos quanto no reconhecimento nacional de suas diversas manifestações. Suas linhas de ação são: musicalização, teoria e técnica, prática de conjunto e apoio à formação para o trabalho na área da música. Há estudos de diversos instrumentos: violão, cavaquinho, percussão, piano/teclado, flauta doce, flauta transversa, clarinete, saxofone e canto coral. Além dos cursos, promove eventos e encontros musicais, além de manter três grupos estáveis: Coro Infantojuvenil, Grupo Chorando à Toa e Orquestra de Câmara (Av. Niemeyer, 776/17º, São Conrado. Tel.: 21 3322-6358).
  • Projeto Villa-Lobos e as Crianças: criado em 2008, o projeto tem como objetivo formar jovens talentos de comunidade carentes por meio da música. O Projeto, dirigido por Turíbio Santos, conta com o apoio do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e dos Museus do Rio de Janeiro. Anualmente são selecionados 10 novos alunos, integrando um corpo de 60 alunos. No No projeto da Escola de Música Villa Lobos, todos seguem aulas regulares de música, totalizando uma duração de 3 anos, além de participar de três orquestras: a filarmônica, a de cordas e a popular.

Estudos avançados de guitarra e violão: Instituições de Ensino Superior

Se você quiser aprofundar seus conhecimentos de guitarra ou violão para, quem sabe, futuramente virar um professor de violão ou guitarra particular ou um profissional da música, além de diversas escolas de música, o Rio de Janeiro oferece ótimas opções em Instituições de Ensino Superior. As faculdades e universidades oferecem cursos de níveis de graduação (licenciatura ou bacharelado), pós-graduação, especialização e extensão, do erudito ao popular, do canto à composição, da interpretação à produção musical.

Além disso, muitas Instituições oferecem cursos livres de violão e guitarra, portanto vale a pena investigar!

Confira as principais formações no Rio para quem quer estudar violão e guitarra:

Conservatório Brasileiro de Música – Centro Universitário

Criado em 1936, certamente uma das escolas mais conhecidas na cidade. Em graduação, há bacharelado e licenciatura em Música e bacharelado em Música e Tecnologia. Já na pós-graduação, Musicoterapia, Regência Coral, Educação Musical. Além da formação universitária, o Conservatório Brasileiro de Música traz programas para iniciantes ou experientes em todos esses instrumentos musicais: bateria, bandolim, clarineta, flauta doce, flauta transversa, guitarra, percussão, piano, regência, saxofone, teclado, trombone, trompete, violão, violino, violoncelo. Essas aulas são individuais, com 1 hora de duração uma vez por semana. Cada professor determina o valor por mês, cerca de 350 reais. O Conservatório ainda mantém a Camerata de Violões, a Clínica Social de Musicoterapia, Núcleo de Pesquisa, TV CBM, além de organizar eventos, seminários, palestras e outras atividades relacionadas à música (Av. Graça Aranha, 57. Centro. Tel.: 21 3478-7600).

Onde estudar música no Rio de Janeiro Conservatório Brasileiro de Música: são muitas opções de estudo de instrumentos como a guitarra e o violão.

O erudito na Escola de Música – Universidade Federal do Rio de Janeiro

A Escola de Música tem história. Sua origem remonta ao Conservatório de Música, fundado em 1848, posteriormente Escola de Belas-Artes (1855), Instituto Nacional de Música (1889) e finalmente Escola Nacional de Música (1937). A estrutura atual da Escola de Música foi estabelecida em 1965, quando, por força do Decreto nº. 4.759, do Governo Militar, a Universidade do Brasil transformou-se em Universidade Federal do Rio de Janeiro. Voltada para a formação de músicos na área erudita e clássica, oferece graduação em Música (bacharelado e licenciatura) com 26 habilitações e Pós-graduação stricto sensu. A Universidade ainda oferece cursos de extensão: musicalização infantil, curso básico e curso intermediário. Esses cursos são pagos, no valor de 300 reais para o semestre. Além de aulas de violão e outros instrumentos, a Escola possui uma excelente infraestrutura com Biblioteca, Museu Delgado de Carvalho, Museu Virtual de Instrumentos, Salas de apresentação, Laboratórios de música e tecnologia diversos, centros de estudos e pesquisas, além de promover concertos, semanas temáticas, festivais, encontros e projetos especiais. Por fim, mantém diversos conjuntos estáveis, com destaque para o UFR Jazz Ensemble, Violões da UFRJ e Orquestras (Rua do Passeio, 98. Lapa. 21 2222-1029).

Música Popular no Instituto Villa-Lobos – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Uni-Rio)

O instituto tem sua origem no antigo Conservatório Nacional de Canto Orfeônico (CNCO), idealizado pelo músico Heitor Villa-Lobos em 1942. A escola oferece graduação em Música (bacharelado e licenciatura). O diferencial está na oferta de um fluxograma específico em bacharelado para mpb e arranjo, e outro para aulas de violão, ou seja, é o lugar para você que tem interesse na formação de música popular. A pós-graduação ofertada é em stricto sensu (mestrado e doutorado). Há ainda seminários, encontros, concertos e festivais temáticos (Av. Pasteur, 296. Urca. Tel.: 21 2542-3311).

Escolas de música e conservatórios para aprender guitarra e violão no Rio de Janeiro

De acordo com seu orçamento disponível e seu tempo, as escolas de música particulares e os conservatórios são ótima opção para quem quer aprender a tocar violão e guitarra no Rio de Janeiro. Popular, erudito, mpb, samba, jazz, rock, sertanejo, chorinho… Não importa seu estilo, com certeza você vai encontrar a sua escola ideal.

Violão e guitarra, como aprender no Rio de Janeiro? Aula coletiva na Escola Portátil: cursos acessíveis e especialização em música popular brasileira.

Confira as escolas de maior destaque:

  • Escola Portátil de Música: criada em 2000 por um grupo músicos de choro, a escola começou com cerca de 50 alunos na Sala Funarte. Em pouco tempo, já na UFRJ, agregava 100 estudantes e, em seguida, os alunos triplicaram no casarão da Glória. Hoje em dia, suas aulas acontecem no campus da Uni-Rio, na Urca. A EPM possui 35 professores e mais de 1.100 alunos de flauta, clarinete, saxofone, trompete, trombone, contrabaixo, violão, cavaquinho, bandolim, pandeiro, percussão, piano, canto e canto coral – além das turmas de apreciação musical, teoria musical, harmonia, prática de conjunto etc. O foco da EPM é o ensino do choro e da música popular brasileira em geral, e é preciso ter alguma familiaridade com o instrumento que se quer tocar, com limite mínimo de 12 anos de idade. Cada aluno paga uma taxa semestral de 400 reais, com direito a uma aula de instrumento; uma aula de apreciação musical; uma hora de ensaio do bandão; e uma hora de roda de choro. Uma opção excelente e acessível para amantes de choro e música brasileira em geral.
  • Escola de Música Guitar Club: localizada em Ipanema, possui filial em Teresópolis. As aulas de guitarra são ministradas em salas equipadas e o diferencial é a interatividade: internet, youtube, softwares, gravação de vídeos dão suporte à metodologia. Há aulas para diversos instrumentos, com destaque para guitarra. Na Escola de Música Guitar Club também é possível optar por aulas em casa. (Rua Visconde de Pirajá 303. Ipanema. Tel.: 21 2247-9321)
  • Escola In Concert: em Ipanema desde 1992, a escola oferece aulas de violão, piano, bateria, baixo, canto, guitarra, teclado, cavaquinho e percussão. Os encontros na Escola In Concert são individuais ou em dupla, um vez por semana, com 1 hora de duração. Certos instrumentos, como bateria ou piano, exigem aulas particulares (Rua Visconde de Pirajá, 303. Ipanema. Tel.: 21 2287-5136).
  • BSB Musical: a rede conta com dezesseis unidades no Brasil e oferece o ensino de variados estilos musicais. Na BSB Musical há aulas de violão, bateria e guitarra até acordeom, viola caipira e flauta doce (Rua São Clemente, 411. Botafogo. Tel.: 21 3176-3684).
  • Cigam: a escola funciona desde 2008 na Rua Santa Luzia. Os cursos livres da Cigam incluem bandolim, baixo, bateria, canto, cavaquinho, flauta, guitarra, percussão, piano, sax, trompete, violão ou violão de 7 cordas. (Rua Santa Luzia 799/701, Cinelândia. Tel.: 21 2524-2170).
  • Intermúsica: com sede em Ipanema, Leblon e Copacabana, oferece aulas de baixo, guitarra, violão, bateria, flauta, gaita, percussão, saxofone, violino, piano/teclado e cavaquinho. Também há aulas de musicalização infantil, baby class, violino. Na Intermúsica os cursos são abertos para todas as idades (Rua Visconde de Pirajá, 444. Ipanema. Tel.: 2287-5471).
  • Elite Musical: possui nove unidades no Grande Rio (Botafogo, Barra, Centro, Méier, Recreio e Campo Grande, além de Caxias, Nova Iguaçu e Niterói), oferece aulas de violão, guitarra, piano, teclado e bateria. A Elite Musical oferece duas horas semanais de aula, uma prática e a outra teórica.

A música nas ruas

O Rio de Janeiro, como já mencionamos, é capital da música. Isso porque fizeram parte de sua história muitos artistas e músicos que contribuíram para a formação de canções, ritmos, gêneros e estilos exclusivamente brasileiros.

O bairro da Lapa e os encontros tradicionais de rodas de samba também fazem parte dessa história.

Apesar de esses locais não serem considerados escolas de violão, certamente são reduto e ponto de encontro de músicos que querem compartilhar suas composições e seus conhecimentos. Passagem obrigatória para estudantes de música no Rio de Janeiro!

Lapa, bairro boêmio e musical

A Lapa é um dos bairros mais tradicionais do Rio, conhecida por abrigar na década de 20 grandes artistas e músicos como o talentoso Noel Rosa. Com a revitalização do projeto Corredor Cultural em 1984, muitos bares e casas noturnas ali se instalaram. A música ao vivo, em suas mais diversas manifestações, é a marca registrada do bairro: ali convivem choro, rodas de samba, forró, pagode, funk e rock, entre outros gêneros.

As tradicionais rodas de samba

Impossível listar todos os redutos no Rio de Janeiro que levam o samba às ruas. No entanto, aqui você encontra algumas rodas que já se tornaram tradição e outras que representam fielmente a cultura do seu bairro. Aproveita e faça o circuito!

onde tocar violão no Rio de Janeiro? Roda de samba em 1936: tradição na cidade.

  • Samba dos Trabalhadores: o sambista Moacyr Luz conduz uma das melhores rodas da cidade no Clube Renascença, antigo reduto do movimento negro, em ambiente familiar. Quando: Toda segunda, de 16h às 21h. Onde: Clube Renascença. Rua Barão de São Francisco, 54. Andaraí.
  • Roda de Samba da Pedra do Sal: o local marca a história dos negros no Brasil. Lá, há mais de 200 anos, surgiam os primeiros sons que originaram samba. Quando: Segunda, às 19h30. Onde: próximo ao Largo de São Francisco da Prainha. Praça Mauá.
  • Bar Beco do Rato: palco de artistas como Beth Carvalho, Wilson Moreira e Moacyr Luz, o Beco do Rato oferece programação intensa de música ao vivo durante toda a semana. Quando: Terça e sexta. Onde: Rua Joaquim Silva, 11. Centro.
  • Samba de Lei: também na Pedra do Sal, a roda toca clássicos de Cartola, Candeia, Noel Rosa, Herivelto Martins e outros, além de sambas de enredo. Quando: Quinta, 18h às 23h. Onde: próximo ao Arco do Teles. Praça 15.
  • Roda de Samba do Cacique de Ramos: há mais de 50 anos é referência de samba de raiz e partido alto. Quando: Domingo,17h às 23h. Onde: Rua Uranos, 1326. Olaria.
  • Samba do Prata Preta: a roda conta participantes especiais em algumas edições, como o grupo Multibloco. Quando: Sábado, 16h às 23h30. Onde: Praça da Harmonia, próxima ao final da Rua Sacadura Cabral. Saúde.
  • Roda de Samba do Bip Bip: o bar tornou-se um clássico no Rio, reduto de intelectuais e artistas. Quando: quintas, sextas e domingos. Onde: Rua Almirante Gonçalves, 50. Copacabana.

Aulas particulares de guitarra e violão no Rio de Janeiro

Enfim, para ter aulas de violão e desenvolver um estilo em particular (samba, choro, rock, blues, funk…) ou aprofundar técnicas como a palhetada ou a pestana, as aulas particulares são a melhor opção. As aulas particulares de guitarra e violão são acessíveis para todos os níveis de estudo, seja você um guitarrista iniciante ou um profissional que quer aperfeiçoamento. É uma maneira perfeita para aprender a improvisar na guitarra, por exemplo.

Há professores independentes no Rio de Janeiro que possuem formação e experiência de altíssima qualidade.

Escola de música e conservatório: onde tocar um instrumento? Aprender violão com um professor particular pode ser a opção mais adequada para você.

Mas nem sempre é fácil encontrar um professor que se desloque até a sua casa e que atenda todas as suas necessidades. Não se pode improvisar quando o assunto é um professor de música particular. Existe uma grande diferença entre tocar bem e ensinar bem. Se o professor não for um bom educador e não entender de pedagogia, os conteúdos nunca serão transmitidos para o aluno de maneira certa.

Mais do que simplesmente praticar, com um professor você vai pode realizar trocas de conhecimento sobre a música, descobrir segredos do seu instrumento e conseguir finalmente tocar aqueles acordes de sua música preferida à perfeição.

Professor de guitarra ou violão: motivação e diversão

Por que nem sempre treino é sinônimo de prazer, não é mesmo? É por isso que o bom professor particular vai dar o foco da aprendizagem no aluno. Ele está lá para guiar, orientar e conduzir, mas o centro da prática deve permanecer o aluno.

O verdadeiro professor de guitarra e violão precisa ser um vetor de transmissão, compartilhando seus conhecimentos e incentivando o aluno a seguir em frente.

Os melhores locais para estudar música na cidade maravilhosa

Você sempre sonhou em tocar guitarra?

Você mora no Rio e tem vontade de aprender o violão? Ou então aperfeiçoar ainda mais sua técnica musical e ao mesmo tempo se divertir?

Os cursos online e os tutoriais já não dão mais conta do recado?

Ainda bem que você está na cidade maravilhosa! Há inúmeras opções de estudos e de formação que podem atendê-lo.

Aprenda um instrumento na cidade maravilhosa Você sabe onde estudar violão no Rio de Janeiro?

Não importa qual seu nível de estudos, o Rio de Janeiro comporta uma gama diversificada de estudos que certamente atendem suas necessidades e objetivos.

Ao estudar numa escola de música, num conservatório, numa universidade ou numa associação, sua paixão pela música vai ser aflorada, você vai enriquecer seu repertório musical e desenvolver suas habilidades enquanto músico, seja tocando violão ou guitarra.

É a ocasião perfeita para encontrar pessoas também apaixonadas pela música, profissionais experientes e outros músicos. Local ideal para trocar conhecimentos e vivências, receber conselhos e dicas para praticar e tocar.

Cursos de violão e guitarra no Rio de Janeiro: rico universo musical

Para saber onde estudar no Rio, pense no quando pode pagar, no seu tempos e na sua localização. Conservatório, centro cultural, faculdade, escolas particulares ou então com professores particulares que dão aulas de guitarra e violão em casa: as escolhas são ecléticas e múltiplas.

Se você quiser se tornar um músico profissional ou um professor, a universidade ou um conservatório tradicional é o mais indicado.

Se quiser aprender noções de base do instrumento e tocar com outros músicos experientes, as escolas de música são ótima opção para a troca de experiências e de ideias.

Agora, se você só quer tocar guitarra ou violão entre amigos, fazer um show em um bar e ou na balada, uma boa saída é fazer aulas particulares com um professor em casa. Os centros culturais também oferecem oficinas e ateliês temáticos interessantes.

Seu gosto musical, seu tempo e seus objetivos com a música serão decisivos nessa escolha importante para seus estudos de guitarra ou violão. Não tem idade para aprender música.

Escola de Música Villa-Lobos: tradição e teoria de violão e guitarra no Rio

Criada em 1952, a Escola de Música Villa-Lobos hoje integra a Secretaria de Estado de Cultura. Oferece quatro formações com 3 anos de duração cada (com exceção dos cursos livres): a Formação Musical é gratuita para estudantes de 8 a 15 anos; o Básico em Música é pago e direcionado para alunos a partir de 13 anos; o Curso Técnico para alunos com Ensino Médio (completo ou em curso) proporciona habilitação profissional e é de graça; e os cursos livres (ukulelê, rabeca, set up de guitarra, arranjo em mbp, harmonia e improvisação) – todos pagos. Voltada para quem deseja sólida formação teórica, a Escola também possui grupos artísticos, como o Coro de Câmara Adulto, Grupo de Choro Corando Baixinho, Grupo de Jazz, Orquestra Sinfônica e Orquestra Popular (Rua Ramalho Ortigão, 9, Centro. Tel.: 21 2232-6405).

A música transforma vidas no Rio de Janeiro

Crianças e jovens de comunidades carentes podem participar de programas sociais que promovem formação musical e prática de instrumentos com professores de violão e guitarra entre outros. Conheça dois projetos de destaque:

  • Escola de Música da Rocinha: localizada em uma grande favela do Brasil, oferece formação  para crianças e jovens de 6 a 17 anos. Possui diversas linhas de ação: musicalização, teoria e técnica, prática de conjunto e apoio à formação para o trabalho na área da música. Todos os instrumentos são disponíveis para aprofundamento: violão, cavaquinho, percussão, piano/teclado, flauta doce, flauta transversa, clarinete, saxofone e canto coral. Também organiza eventos e encontros musicais e três grupos estáveis: Coro Infantojuvenil, Grupo Chorando à Toa e Orquestra de Câmara (Av. Niemeyer, 776/17º, São Conrado. Tel.: 21 3322-6358).
  • Projeto Villa-Lobos e as Crianças: forma talentos jovens por meio da música. Com o apoio do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e dos Museus do Rio de Janeiro, o Projeto Villa-Lobos seleciona 10 alunos anualmente que participam de aulas de música e de três orquestras: a filarmônica, a de cordas e a popular.

Programas sociais para aprender violão no rio de janeiro A Escola de Música da Rocinha é um projeto com muitos resultados na escola e na vida dos alunos.

Instituições de Ensino Superior: estudos avançados de música

Que tal se tornar um professor de violão ou guitarra particular ou um profissional da música? As Instituições de Ensino Superior são excelente opção. Há cursos de níveis de graduação (licenciatura ou bacharelado), pós-graduação, especialização e extensão, do erudito ao popular, do canto à composição, da interpretação à produção musical.

Verifique se a instituição também oferta cursos livres de violão e guitarra.

Confira as principais instituições do Rio de Janeiro:

Conservatório Brasileiro de Música – Centro Universitário

Uma das escolas mais conceituadas na cidade. Há bacharelado e licenciatura em Música e bacharelado em Música e Tecnologia. Na pós-graduação, o Conservatório Brasileiro propõe Musicoterapia, Regência Coral, Educação Musical. Habilitação para diversos instrumentos: bateria, bandolim, clarineta, flauta doce, flauta transversa, guitarra, percussão, piano, regência, saxofone, teclado, trombone, trompete, violão, violino, violoncelo. O conservatório ainda mantém a Camerata de Violões, a Clínica Social de Musicoterapia, Núcleo de Pesquisa, TV CBM, além de organizar eventos, seminários, palestras e outras atividades (Av. Graça Aranha, 57. Centro. Tel.: 21 3478-7600).

O erudito na Escola de Música – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Com muita história para contar, a Escola da UFRJ forma músicos eruditos e clássicos. Há graduação em Música (bacharelado e licenciatura) e Pós-graduação stricto sensu. Os cursos de extensão (musicalização infantil, curso básico e curso intermediário) custam 300 reais por semestre. Sua infraestrutura conta com Biblioteca, Museu Delgado de Carvalho, Museu Virtual de Instrumentos, Salas de apresentação, Laboratórios de música e tecnologia diversos, centros de estudos e pesquisas. Destaque para seus conjuntos estáveis, entre eles: UFR Jazz Ensemble, Violões da UFRJ e Orquestras (Rua do Passeio, 98. Lapa. 21 2222-1029).

Música Popular no Instituto Villa-Lobos – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Uni-Rio)

Antigo Conservatório Nacional de Canto Orfeônico (CNCO), fundado por Villa-Lobos em 1942, o Instituto Villa-Lobos possui graduação em Música (bacharelado e licenciatura). Destaque para a oferta de habilitações específicas em mpb e arranjo, e violão. Músicos populares vão se sentir em casa! A pós-graduação é stricto sensu (mestrado e doutorado). Há ainda seminários, encontros, concertos e festivais temáticos (Av. Pasteur, 296. Urca. Tel.: 21 2542-3311).

Aprenda um instrumento no Rio de Janeiro. O Instituto Villa-Lobos é uma boa opção para aprofundar seus estudos em música popular.

As Escolas de música e conservatórios do Rio de Janeiro para estudar guitarra e violão

As escolas de música particulares e os conservatórios são excelente opção para quem quer ter aulas de violão ou aprender a tocar um outro instrumento no Rio de Janeiro. Popular, erudito, mpb, samba, jazz, rock, sertanejo, chorinho… Não importa seu estilo, com certeza você vai encontrar a sua escola ideal.

  • Escola Portátil de Música: As aulas são ministradas na Uni-Rio. A EPM possui mais de 1.100 alunos de flauta, clarinete, saxofone, trompete, trombone, contrabaixo, violão, cavaquinho, bandolim, pandeiro, percussão, piano, canto e canto coral – sem contar os cursos de apreciação musical, teoria musical, harmonia, prática de conjunto. Com preços acessíveis, admite alunos a partir de 12 anos de idade e é uma alternativa muito boa para fãs de choro e música brasileira. Mais informações no site da escola.
  • Escola de Música Guitar Club: em Ipanema e Teresópolis. As salas da Guitar Club são bem equipadas e as aulas interativas: internet, youtube, softwares, gravação de vídeos complementam a metodologia.Também oferece aulas em domicílio. (Rua Visconde de Pirajá 303. Ipanema. Tel.: 21 2247-9321)
  • Escola In Concert: criada em 1992, a Escola In Concert traz cursos de violão, piano, bateria, baixo, canto, guitarra, teclado, cavaquinho e percussão. As aulas são individuais ou em dupla, 1 vez por semana. (Rua Visconde de Pirajá, 303. Ipanema. Tel.: 21 2287-5136).
  • Cigam: a Cigam oferece aulas de bandolim, baixo, bateria, canto, cavaquinho, flauta, guitarra, percussão, piano, sax, trompete, violão e violão de 7 cordas. (Rua Santa Luzia 799/701, Cinelândia. Tel.: 21 2524-2170)
  • Intermúsica: tem cursos de baixo, guitarra, violão, bateria, flauta, gaita, percussão, saxofone, violino, piano/teclado e cavaquinho, além de musicalização infantil, baby class. A Intermúsica propõe aulas para todas as idades (Rua Visconde de Pirajá, 444. Ipanema. Tel.: 2287-5471).

Ritmo nas ruas

Rio de Janeiro é sinônimo de música. Não só pelo Carnaval, mas por sua história, que contou com inúmeros artistas e músicos que criaram canções, ritmos, gêneros e estilos genuinamente brasileiros.

O bairro da Lapa e as tradicionais rodas de samba são visita obrigatória para futuros violinistas e músicos. Locais que reúnem história, cultura, ritmos e pessoas de todos os estilos!

A Lapa e sua musicalidade

Um dos bairros mais tradicionais do Rio de Janeiro, a Lapa acolheu na década de 20 artistas e músicos como o famosos sambista Noel Rosa. Depois de ser revitalizada em 1984, bares e casas noturnas ganharam suas ruas: nos concertos ao vivo, convivem choro, rodas de samba, forró, pagode, funk e rock, entre outros estilos.

Locais onde aprender música popular no Rio de Janeiro. O bairro da Lapa é conhecido pela boemia e musicalidade nas ruas.

As rodas de samba

Tradição, musicalidade, alegria e músicos de qualidade: esses locais de encontro semanais representam toda a cultura musical carioca. Experimente fazer um tour pelas rodas de samba e inspire-se!

  • Samba dos Trabalhadores: uma das mais conhecidas rodas do Rio, fica no Clube Renascença, antigo ponto de encontro do movimento negro. Quando: Toda segunda, de 16h às 21h. Onde: Clube Renascença. Rua Barão de São Francisco, 54. Andaraí.
  • Roda de Samba da Pedra do Sal: o lugar resgata a história dos negros. Há dois séculos, ali apareciam os sons que criaram o samba. Quando: Segunda, às 19h30. Onde: próximo ao Largo de São Francisco da Prainha. Praça Mauá.
  • Bar Beco do Rato: músicos como Beth Carvalho, Wilson Moreira e Moacyr Luz, o Beco do Rato frequentaram esse bar. Quando: Terça e sexta. Onde: Rua Joaquim Silva, 11. Centro.
  • Samba de Lei: ouça clássicos de Cartola, Candeia, Noel Rosa, Herivelto Martins e sambas de enredo. Quando: Quinta, 18h às 23h. Onde: próximo ao Arco do Teles. Praça 15.
  • Roda de Samba do Cacique de Ramos: voltada para o samba de raiz e partido alto. Quando: Domingo,17h às 23h. Onde: Rua Uranos, 1326. Olaria.
  • Roda de Samba do Bip Bip: o bar é ponto de encontro de intelectuais e músicos. Quando: quintas, sextas e domingos. Onde: Rua Almirante Gonçalves, 50. Copacabana.

Professores particulares no Rio de Janeiro

Para estudar guitarra ou violão e aprofundar seu conhecimento de um gênero em particular (samba, choro, rock, blues, funk…) ou de uma técnica específica, ter aulas com um professor em casa pode ser a melhor opção. Isso porque essa modalidade é acessível para qualquer nível de estudo, para iniciantes ou profissionais.

Existem excelentes professores particulares no Rio de Janeiro com formação acadêmica e experiência diversificada.

Aprenda violão em casa no Rio de Janeiro Qual o melhor professor de guitarra para você?

Mas dedique-se seriamente à essa escolha: pesquise bem e informe-se na hora de escolher o professor mais adequado ao seu estilo. Isso porque o profissional que acompanhará seus estudos certamente terá influência na sua maneira de tocar e na sua carreira musical.

Um bom professor sabe mesclar diversão, técnica e prática com perfeição. Ele dá conselhos sábios, dicas e truques para que você avance na sua prática e supere os eventuais desafios.

Atenção: cada profissional tem uma metodologia própria, portanto informe-se bem sobre ela antes de iniciar as aulas de guitarra ou violão.

Entre em contato com um número razoável de professores, converse com eles, compare os estilos. Procure informação em lojas especializadas de música – os vendedores geralmente possuem bastante conhecimento e podem orientá-lo sobre esse assunto.

Não importa qual o bairro da sua residência: existem professores em todos os locais do Rio de Janeiro, você vai achar o seu, seja com aulas em casa ou em uma escola de música ou centro cultural.

Aproveite a diversidade dos ritmos cariocas e mergulhe fundo nos estudos, seja do violão clássico, do cavaquinho, da guitarra, violão de cordas de aço ou qualquer outro instrumento de cordas!

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (moyenne de 5,00 sur 5 pour 1 votes)
Loading...
Fernanda
Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.

Commentez cet article

avatar
wpDiscuz