Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar

Escolhendo o dever de casa das lições de português

De Camila, publicado em 13/07/2017 Blog > Reforço escolar > Português > Quais trabalhos de casa para os alunos?

Absorvidos por nossa vida de adulto, muitas vezes não nos damos conta de como os jovens se deparam com dificuldades diante seus deveres de casa.

Se você é um professor particular, então conhece bem este desafio enfrentado por vários alunos após um dia de aula. Mas tal percepção não é evidente, pois o que parece simples para o tutor pode ser um bicho de de sete cabeças para determinados pupilos.

Todo especialista no ensino da língua portuguesa sabe que o aprendizado do idioma exige paciência e dedicação. E isso não quer dizer que o aprendiz precise ser bem aplicado somente na aula: ele precisa se aplicar igualmente durante uma parte do tempo que passa fora da escola.

Interessados no desenvolvimento e no avanço do jovem, mas igualmente em seu bem-estar diante o crescimento educacional, os professores precisam saber dosar corretamente a quantidade de deveres de casa passados aos alunos. É muito importante tomar cuidado para não sobrecarregar o aprendiz, pois ele pode acabar detestando nossa bela língua portuguesa.

Qual é o bom volume de para-casa de língua portuguesa? O dever de casa deve ser dado na medida certa.

Como em um treino esportivo, é importante que seu pupilo tenha sempre alguns exercícios em mãos para não perder a prática. No entanto, não queremos que ele fique exausto a ponto de não conseguir ou não querer mais fazê-los.

Superprof.com.br te dá algumas sugestões de como propor atividades para os alunos fazerem entre uma aula particular de português e outra.

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

A indispensável revisão da aula anterior

Ser educador é um pouco como ser um guia ou um maestro de orquestra. O investimento pessoal e profissional do professor reverbera na vida do aluno, mesmo fora dos horários de aula. Isso acontece quando os trabalhos extra-classe são levados para dentro de casa.

O funcionamento do nosso cérebro é parecido com o de um músculo do nosso corpo: quanto mais o utilizamos, mais forte ele fica.

Na academia, durante sessões de  musculação, repetimos o mesmo exercício várias vezes a fim de ganharmos mais vigor. Com a aquisição de conhecimento acontece o mesmo: precisamos exercitar nosso cérebro constantemente para que ele aumente sua capacidade de reter informações, ou seja, de aprender.

Este conselho também vale, obviamente, para o aprendizado da língua portuguesa.

Conseguir manter o aluno concentrado durante todo o período do curso é um dos desafios enfrentados pelos pedagogos. E quando se trata de explicar as exceções gramaticais e os verbos irregulares, a tarefa se torna ainda mais difícil.

É tanto detalhe que os aprendizes, muitas vezes, se perdem em meio às explanações e não conseguem memorizar todas as informações necessárias. Tal dificuldade pode acarretar em uma baixa na confiança de si mesmos, pois eles podem pensar que nunca serão capazes de aprender.

Para evitar transtornos com a utilização da memória de seus alunos e conseguir acompanhá-los durante todo o trajeto de aprendizagem até a época dos exames finais, é importante a constante repetição dos ensinamentos já transmitidos. Desta maneira, o cérebro estará em constante exercícios e, uma hora ou outra, apreenderá as informações repassadas.

Rever para memorizar a língua portuguesa. A revisão dos assuntos da aula anterior é importante.

O sucesso da assimilação da língua portuguesa está ligado a uma prática simples: a revisão.

Estimular seus alunos a adotarem uma rotina na qual a revisão das lições passadas está presente os permitirá de:

  • consolidar o que já foi aprendido, lapidando os conhecimentos na expressão escrita e oral;
  • estar em dia com a matéria dada, sempre seguindo a metodologia das aulas particulares;
  • evitar desespero e notas baixas caso um teste surpresa seja dado na escola.

Adotando este procedimento, seus alunos com certeza assimilarão a prática com rapidez e sem sofrimento. Tal estratégia de estudos é também uma ótima maneira de evitar que os aprendizes se percam em meio a tantos advérbios, concordâncias e regras gramaticais que não param de surgir durante as aulas de português.

É praticando que se aprende, não é mesmo?

Ser exigente te permitirá, além de ter bons resultados com os alunos, de cair nas graças dos pais. Isso, com certeza, contribuirá para que eles falem bem do seu trabalho como professor particular de língua portuguesa. E não existe nada melhor para atrair ainda mais pupilos do que uma boa divulgação boca-a-boca.

Leitura e resumo de reportagens

Os estudantes passam boa parte do tempo de aprendizagem dentro das salas de aula.

Você pode usar esta informação a seu favor para tornar seu programa de aulas particulares de português um sucesso entre os jovens.

Usando locais e materiais alternativos para lecionar, os estudantes ficarão muito mais interessados no assunto apresentado e se dedicarão muito mais às atividades, pois, no fim das contas, estarão se divertindo.

Existem vários tipos de materiais à sua disposição possíveis de serem usados com esta finalidade. No entanto, a seleção daqueles que são realmente de qualidade pode ser mais complicada do que parece.

Para que seus alunos progressem de maneira rápida e eficiente, é essencial que os exercícios ligados à ortografia, conjugação e estruturação de frases estejam em sintonia com o desenrolar das aulas de português da escola.

Estes exercícios têm a finalidade de reforçar e completar o desenvolvimento linguístico global que os jovens adquirem cotidianamente.

Materiais alternativos de ensino geram bons resultados. Os alunos passam muito tempo dentro das escolas.

Sejam os estudantes crianças, jovens ou adultos, nada melhor do que uma boa rotina de leitura para o domínio do nosso idioma.

A leitura de veículos de comunicação escritos é um ótimo exercício. Não importa se a revista ou o jornal é impresso ou digital.

Vale a pena a indicação de fontes fiáveis, como as grandes e tradicionais publicações, pois desta maneira você terá certeza que, além de encontrar notícias verídicas, o português dos textos será correto.

Fato interessante encontrado na era da comunicação digital é o fácil acesso à língua. Além desses veículos serem de acesso gratuito (contrariamente aos jornais e revistas impressos, que precisam ser comprados), eles ainda são redigidos em uma linguagem comum, muito mais próxima àquela do nosso dia-a-dia.

Mais fácil de ser entendida e assimilada, ela continua tão correta quanto a linguagem formal encontrada em outras mídias.

O acesso à leitura dos periódicos disponibilizados na internet pode então, além de instigar a curiosidade do aprendiz, facilitar a leitura e, consequentemente, melhorar suas habilidades na língua por tuguesa.

Propor ditados online

A ortografia pode ser um calvário para muitos estudantes do português. Especialmente para aqueles que têm dificuldade no tópico de expressão escrita. Quando confrontados com palavras homófonas então, é um Deus nos acuda!

Escrever, escrever e escrever: esta é a única maneira de melhorar as habilidades desses pupilos.

Uma boa opção de exercício para tal prática são os ditados.

Amado por uns e odiado por outros, este é um método que está presente desde os primórdios do ensinamento escrito da língua. E se os ditados sobrevivem, é porque são realmente eficientes.

Essencial para a melhora da escrita da língua, o registro escrito do que é falado pelo professor trabalha intensamente a concentração do aluno, que fica muito mais suscetível a memorizar os acertos e aprender com seus erros.

Graças ao desenvolvimento tecnológico, hoje o professor não precisa ficar repetindo textos durante horas e horas a fio para dezenas de alunos diferentes. Ele pode utilizar, mais uma vez, ferramentas disponíveis na web a seu favor: os ditados online.

Eles estão disponíveis para todos os níveis de aprendizado. Basta dar um Google em “ditado online” e escolher o site que você achar mais adequado para seus aprendizes.

Existem opções para quem está sendo alfabetizado – inclusive alfabetização de adultos – assim como para quem já está em nível avançado.

Uma boa dica é disponibilizar alguns endereços aos seus alunos, propondo que eles façam os ditados sozinhos em casa. Mas isso só é aconselhável depois que você fizer uma pesquisa e selecionar as atividades que mais se adequam à sua metodologia.

Os deveres de casa merecem atenção e dedicação. O trabalho em casa favorece o aprendizado.

Leitura de blogs dedicados à língua portuguesa

O intervalo entre uma aula e outra é o pior inimigo do professor particular.

Durante este período de ócio, pode acontecer de grande parte do que foi aprendido no curso anterior se perder no vazio do tempo passado sem estudar.

Sendo assim, quanto mais estímulo o aprendiz tiver para continuar em contato com a prática correta do português, melhor.

Como dissemos antes, a leitura é sempre uma boa opção. O que não mencionamos é que, online, não existem somente os grandes veículos de comunicação que são confiáveis.

Muitos blogs dedicados ao ensino e ao uso correto do idioma português estão ao alcance de todos na internet. Alguns deles são verdadeiras pérolas do aprendizado da língua; verdadeiras minas de ouro.

Existem muitas opções espalhadas pela rede: sobre o idioma em geral, sobre gramática, dedicados a cada ano do currículo escolar de base, etc.

Como bom professor e pedagogo, cabe mais uma vez à você fazer uma busca, pesquisar e selecionar aqueles que se adequam às suas necessidades e características de ensino.

Para facilitar o seu trabalho já que você leu esta matéria até aqui, confira algumas seleções que fizemos de bons blogs sobre a gramática do português:

  • professorjuscelino.com.br
  • dilsoncatarinho.blogspot.com
  • blogdogramaticando.blogspot.com
  • aescritanasentelinhas.d3estudio.com.br
  • wp.clicrbs.com.br/sualingua
  • g1.globo.com/platb/portugues

Ao indicar um endereço de blog a seus alunos, vale a pena convidá-los a participar dos fóruns de discussão das páginas. As perguntas e conversas presentes podem corresponder a dúvidas recorrentes e, caso eles desejem se manifestar, receberão respostas de pessoas que provavelmente entendam do assunto.

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *