Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar
13

Guia para ser educador da língua espanhola

De Carolina, publicado em 20/06/2017 Blog > Idiomas > Espanhol > Como se tornar professor de espanhol no Brasil?

Não há receita de bolo para se tornar um professor de espanhol. Isso é a coisa mais importante a se ter em mente antes de entrar em pânico!

Claro que o caminho mais certeiro é a universidade. Porém, para ter um diploma em espanhol, você não tem muitas opções de graduações, a não ser Letras.

Com certeza, o curso é bem legal e bem abrangente! Além do espanhol ou de outra língua estrangeira, os estudantes tem que aprender o português. Nada mal para quem gosta de estudos da língua!

Você vê as duas línguas em todas as suas vertentes: gramáticas, léxica, semântica, literatura, origem, história…

Se você não quer fazer estudos de Letras, mas quer ser professor de espanhol, há outros caminhos! Inclusive ser autodidata!

Sim, você pode ser professor particular de espanhol fazendo sua própria formação e tendo seus próprios métodos. Só será mais difícil de entrar em uma escola pública através de concurso.

Mas você pode ser professor substituto, dar aulas em instituições privadas e dar aulas particulares! Viu que não há segredo para ensinar o idioma?

Há somente dois critérios importantes: conhecer muito bem a língua e gostar de transmitir o seu conhecimento!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Quais são as qualidades de um professor de espanhol?

O melhor, para ser professor de espanhol, é conhecer a língua como a palma de sua mão! Ou seja, ser bilíngue.

A importância do conhecimento aprofundado para o espanhol É essencial conhecer as palavras de uma língua e os hábitos de seus falantes

Quando dizemos bilíngue, queremos dizer que a pessoa tem o total domínio da língua em suas formas oral e escrita. Além de conhecer o vocabulário, os hábitos e a cultura dos países hispânicos.

Sim, a língua é importante, mas não é tudo. Você tem que ser literalmente apaixonado pelos países hispânicos. Claro, você não precisa ser uma enciclopédia de todos os países da América Latina (exceto Brasil, Guiana, Suriname e Guiana Francesa). Você pode escolher alguns países hispânicos e conhecer bastante sobre sua cultura.

Assim, você terá mais propriedade em suas aulas para falar sobre determinados temas. As artes, literatura, cinema desses países devem te interessar também. Afinal, você terá sempre que estar em contato com livros, filmes sem legenda para treinar seu idioma e aprender cada vez mais.

Você vai perceber que uma coisa vai puxando a outra: se você gosta de espanhol, vai com certeza se interessar pela história e a cultura dos países que falam a língua. Ainda, vai praticar o idioma lendo livros, vendo filmes e conhecendo artistas!

Torne-se fluente em espanhol fora do país!

A melhor maneira de se aproximar do castelhano é indo para um país onde se fala a língua, claro!

Então, por que não ficar uma temporada em um país da América Latina (exceto no Brasil, Guiana, Suriname, Guiana Francesa) ou Espanha?

A vantagem de um dos países da América Latina é que eles são nossos vizinhos: Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Peru, Chile, Colômbia, Venezuela, Equador na América do Sul. México, Cuba, República Dominicana, Porto Rico, Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá na América Central.

Nossa moeda também é bem valorizada na maioria desses países. Para isso, é melhor verificar em qual deles é mais vantajoso. A única desvantagem é que, como nós, nossos vizinhos não são países muito seguros… Isso varia para mais ou para menos de acordo com cada um, mas é melhor ficar em alerta.

A melhor coisa a se fazer nessas horas é encontrar alguém que já teve a experiência de morar em um deles e perguntar quais são os riscos em cada país. Não se esqueça, independente de onde for, é sempre bom perguntar para alguém que já morou para conhecer a lista de “o que se deve e não deve fazer”.

Já a Espanha é mais longe, mas mais segura e mais cara que nossos países vizinhos. Mas tudo depende de onde for morar e em quais condições. Então, fica a critério de cada um.

Ser professor de espanhol sem diploma é possível?

Você sempre teve vontade de ser professor de espanhol, mas não quer fazer cursos de Letras? Infelizmente, não há muitas opções de cursos superiores para quem quer se tornar professor de línguas estrangeiras desde a graduação.

Mas isso acontece em quase todas as profissões, não é mesmo? Não há como ser engenheiro mecânico se você não fez engenharia mecânica na faculdade… Mas calma! É possível sim ser professor de espanhol sem ter um diploma de letras português/espanhol!

Pode ser que você tenha mais dificuldade na hora de se candidatar a um concurso para dar aulas no ensino público. Porém, nem isso é completamente fechado. Basta ter um diploma superior relacionado às línguas e humanas.

Mas há como ser professor de espanhol sem diploma algum?

Leia o idioma para aprender cada vez mais palavras Há sempre outros recursos para praticar a língua espanhola como livros

Sim, mas você provavelmente vai conseguir dar somente aulas particulares, o que não é nada mal! Isso porque as aulas particulares, para darem certo, dependem da qualidade do professor. Se ele for bom no que faz, ele vai conseguir alunos independente de ter um diploma ou não.

Você pode ser autodidata e amar muito a língua espanhola e conhecer muita coisa que muitos professores formados não conhecem. Claro que uma experiência no exterior em um país hispanófono conta muito nessas horas para dar mais credibilidade a sua experiência.

Quais estudos fazer para ser professor de espanhol?

Como já falamos acima, o mais comum é fazer o curso de graduação de Letras. A vantagem é que você encontra esse curso em quase todas as universidades do país.

Ele é muito versátil porque pode preparar o aluno para ser professor, tradutor, revisor, editor, escritor, etc… Além disso, você vai conhecer tudo sobre a língua portuguesa e outra língua estrangeira, no caso o espanhol.

Para definir se você será um professor ou tradutor, especialista em concursos, você vai precisar optar pela licenciatura ou o bacharelado.

A licenciatura inclui matérias na grade curricular para auxiliar o futuro professor no planejamento e execução das aulas. Normalmente, eles têm matérias de pedagogia, psicologia, estrutura do ensino no Brasil, etc.

O aprendizado da língua espanhola se faz como de outra língua, mesmo o português.

Já o bacharelado é indicado para aqueles que querem trabalhar com tradução, revisão ou querem prestar concurso público para preparar as provas de português para outros concursos.

A mais comum é a licenciatura e a maioria dos alunos escolhe o inglês ou o espanhol como língua estrangeira para estudar na Letras.

Além da graduação, você pode continuar ou direcionar seus estudos para as línguas através de uma pós-graduação, mestrado, doutorado, pós-doutorado.

O que estudar para ser professor de espanhol?

Aqui, você deve com certeza estudar a língua castelhana através de um curso superior de Letras ou uma especialização mais tarde.

Caso queira começar desde cedo o estudo da língua, você tem a opção de fazer um curso de línguas o mais rápido possível. Algumas escolas dão aulas específicas de espanhol para crianças, adolescentes e adultos.

Na escola, depende se ela tem o espanhol incluso. Se tiver, melhor ainda!

E claro, não se esqueça do querido e amado professor particular de espanhol! Há para todos os gostos, níveis e objetivos.

Para encontrar o mais adequado para você, é só procurar no Superprof! Lá você encontra vários professores particulares da língua. Com sorte, você vai encontrar um pertinho da sua casa, nem vai precisar andar quilômetros para ter aulas de espanhol.

Há a opção também de ser autodidata. Para isso, a pessoa precisa ter muita disciplina e ser muito determinada, porque ela mesma vai procurar o conteúdo e dar o ritmo de suas aulas.

A internet pode ajudar muito nesse processo de aprender sozinho o idioma. Nela você encontra vários materiais didáticos de todos os tipos: textos, áudios, vídeos, exercícios, etc. Basta separar o joio do trigo para ter acesso a um bom conteúdo (vamos tratar sobre o assunto logo aqui embaixo).

Encontre materiais online para ensinar espanhol

A internet é um mar de conteúdo! Mesmo tendo o Google e outros motores de pesquisa, às vezes é difícil encontrar o conteúdo adequado de tanto que existe!

Para os professores hoje, é quase impossível não procurar um suporte para suas aulas na internet. Além de ter muitos conteúdos bons, é importante ter recursos digitais até para chamar a atenção do aluno que está completamente inserido nesse contexto da internet.

Algo excelente para melhorar o seu próprio nível de espanhol é os MOOCs (Massive Open Online Courses). As universidades americanas começaram a disponibilizar os conteúdos de seus cursos online e gratuito. Alguns têm data certa para começar e terminar. Outros ficam disponíveis permanentemente no sites para serem consultados quando quiserem.

Não se esqueça de consultar o conteúdo do idioma na net A internet pode auxiliar muito nos estudos da língua espanhola

Alguns sites disponibilizam materiais somente de espanhol com o EspanholGrátis. Aqui você encontra textos, exercícios, brincadeiras e áudios para aprender a pronúncia das palavras.

Não podemos esquecer dos aplicativos como Babbel, Duolingo e Mosalingua onde os alunos podem aprender espanhol brincando, a qualquer hora e lugar através de seus smartphones e tablets.

Você pode encontrar vários outros recursos, basta fazer uma pesquisa completa e saber o que é bom e ruim entre toda essa mistura!

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 2 votos)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *