Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

O guia completo para quem quer se tornar professor particular

De Fernanda, publicado em 22/02/2017 Blog > Aulas particulares > Dar aulas particulares > Quem pode dar aulas particulares?

Hoje em dia, cada vez mais profissionais estão abandonando seu emprego fixo (ou, com a crise, sendo demitidos) e optando por um trabalho como autônomo ou freelancer. E uma das carreiras em ascenção é a do professor particular.

Com o cenário da educação brasileira atual, muitos pais e estudantes decidem contratar professores que deem um suporte ao ano letivo. Seja como reforço escolar, aulas de recuperação, cursos intensivos ou preparatórios, o fato é que este mercado cresce muito, bem como a demanda por aulas em casa.

Por outro lado, observamos um aumento considerável do número de profissionais que passam a transmitir seu conhecimento específico em formato de aulas particulares.

A concorrência é grande e, por isso, se você tem interesse em ingressar nessa aventura, precisa se preparar. Por exemplo: você sabe quem pode ministrar aulas em casa? Qual a formação necessária?

Quis as condições para começar a dar aulas em casa? A ideia de se tornar professor particular é muito tentadora. Mas quem pode realmente exercer essa atividade?

Seja para aqueles que desejam complementar a renda do final do mês, ou mesmo para aqueles que querem resgatar aquele sonho antigo de se tornar educador, o fato é que essa profissão atrai milhares por diversas razões:

  • a remuneração é atraente (o preço médio de uma hora aula no Superprof é 53 reais)
  • você tem a liberdade de escolher seus alunos e seus horários
  • você ainda tem a recompensa de assistir à evolução do seu aluno ao longo dos estudos.

Você é especialista em algum assunto e quer transmitir seus conhecimentos? Você é pedagogo mas está cansado do ambiente escolar?

Descubra nessa matéria tudo o que você precisa saber para mudar de profissão e entrar para esse universo educacional livre e apaixonante!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Posso dar aulas se não possuo formação nenhuma?

Temos a impressão de que aprender uma disciplina enquanto autodidata é uma tarefa amadora. No entanto, nos dias de hoje, é cada vez mais fácil encontrar opções de autoformação.

Graças aos tutorias, vídeos no Youtube, cursos online, artigos, blogs e fóruns, hoje em dia é completamente possível se especializar em áreas como história, violão, grego, piano ou qualquer outro assunto, tudo isso sem a ajuda de nenhum professor.

Para o francês Phillippe Meirieu, especialista em ciências da educação e pedagogia, « a única verdadeira forma de aprendizagem é a autoformação ». Para os autores que defendem essa linha de pensamento, a formação é o ato de um sujeito que se forma com, contra ou sem instituições educativas.

A sede pelo conhecimento e a capacidade de se reinventar são características que facilitam o crescimento pessoal. Aqueles que estão prontos para abrir sua mente são os mais preparados para o futuro.

Portanto, sim, o autodidata tem todos os direitos de dar aulas em casa!

É possível dar aulas particulares sem um diploma oficial. Ter estudado sozinho não impede você de se tornar professor!

Veja o exemplo de professores que ministram aulas de sua língua nativa. Se você é estrangeiro e mora no Brasil, pode perfeitamente começar a dar aulas particulares como professor de línguas. Com um perfil menos acadêmico, o professor de língua nativa é capaz de cativar a atenção do estudante com o auxílio de recursos consistentes. Isso porque você está falando de seu país de origem, nada mais apropriado, não?

Será que essa paixão e essa motivação são suficientes para que eu me torne um bom professor particular? Atualmente, o conceito de professor mudou muito. Isso porque a educação está sofrendo transformações decisivas no século 21: linhas pedagógicas tradicionais estão entrando em crise e dando espaço para os recursos pedagógicos contemporâneos. Também estamos falando de tecnologias de educação, de redes sociais, cursos online, Educação a Distância… O professor autodidata se insere nesse novo modelo de mentalidade. Sabemos que, muitas vezes, um diploma oficial, por mais reconhecida a universidade, não garante aulas de qualidade.

Bom, depois de tomar a sua decisão, será preciso ir para a ação! Siga as seguintes etapas:

  • elabore seu anúncio e divulgue-o no bairro e na Internet (redes sociais)
  • responda rapidamente aos interessados
  • facilite o seu deslocamento até a casa do aluno
  • aplique um teste de nível já no primeiro curso
  • determine juntamente com seu aluno objetivos a serem alcançados

Saiba tudo sobre como se tornar professor particular com uma microempresa

A vida do microempreendedor melhorou bastante nos últimos anos com a criação do MEI (Microempreendedor Individual). Desde 2009, já são mais de 5 milhões de pessoas que aderiram à formalização, e cerca de 95% não se arrependem.

O profissional que possui o estatuto de MEI é considerado um trabalhador independente, ou seja, ele não é assalariado.

Essa modalidade tem muitas vantagens para você professor particular. Que tal descobrir como abrir a sua microempresa? É fácil e rápido!

Antes de qualquer coisa, saiba que sua remuneração anual precisa atingir, no máximo, 60 mil reais.

MEI - o microempreendedor individual pode dar aulas em casa! A independência do professor particular que possui a sua microempresa.

Conheça alguns dos principais benefícios em se tornar Microempreendedor individual (MEI):

  • Ter direito à aposentadoria. Quando você ficar mais velho, poderá contar com uma renda adicional.
  • Auxílio-doença. Quando você estiver doente sem poder trabalhar, continuará recebendo.
  • Auxílio maternidade, no caso da mulher.
  • Mais clientes e mais vendas. O professor particular poderá emitir nota fiscal e vender para empresas públicas e privadas.
  • Vai deixar de ser recusado por empresas preocupadas em gerar vínculo empregatício.
  • Descontos e prazos melhores junto a fornecedores pelo fato de ter um CNPJ.
  • Vai conseguir empréstimos bancários mais facilmente porque poderá comprovar sua renda.
  • Poderá ter um local fixo de trabalho e aumentar as chances de conquistar uma clientela fiel. (Quiosque, barraca, banca ou a própria casa)
  • Contratar um funcionário com taxas baixas para ajudar seu negócio a crescer.
  • Pensão aos filhos menores em caso de morte ou reclusão.

Ok, depois de tudo isso, você vai se perguntar: como são muitos benefícios, certamente as obrigações são chatas e os impostos altos! E nós respondemos… Não!

Primeiramente, conheça os custos que você terá para se formalizar:

  • Custo de abertura da empresa (MEI): zero.
  • Custos de contabilidade: zero. Não há necessidade de contador.
  • Impostos federais (IR, PIS, COFINS, IPI, CSLL): isento.
  • Outros Impostos: apenas uma taxa fixa mensal de R$45,00 para Comércio ou Indústria, R$49,00 para Prestação de Serviços ou R$50,00 para Prestação de Serviços e Comércio conjuntamente.

Ao final do ano, basta realizar a sua declaração de rendimentos.

Outras opções de formalização pode ser como assalariado em uma escola de idiomas ou de reforço escolar ou então você pode seguir seu sonho antigo e criar a sua própria escola, com o estatuto do Simples Nacional.

Guia para estudantes: dar aulas particulares

Hoje em dia, cerca de 70% dos jovens brasileiros, segundo pesquisa desenvolvida pelo Instituto DataPopular, trabalham durante seus estudos.

Esteja você no Ensino Médio, num curso universitário ou se preparando para o vestibular: não é nada fácil estudar e trabalhar ao mesmo tempo. Por isso, ser professor particular pode ser a alternativa mais promissora!

Seja com aulas de língua portuguesa, matemática, física ou inglês (se você for bilingue ou tiver morado um tempo no exterior, por exemplo), a profissão de professor particular é totalmente adequada aos seus horários como estudante.

Conheça algumas das muitas vantagens dessa modalidade de emprego:

  • você dispõe de uma flexibilidade nos horários e pode planejar suas aulas em função da sua disponibilidade;
  • você tem a possibilidade de rever conteúdos da sua própria especialidade ao ensinar para seu aluno;
  • você terá condições de trabalho ideais, em um ambiente tranquilo, e que não é nada cansativo;
  • você terá o prazer de transmitir seu conhecimento a alguém e ter um papel importante no seu processo de ensino-aprendizagem.

Universitários: é possível conciliar vida estudantil e vida profissional. Saiba como! Está precisando de um reforço financeiro no fim do mês? Dar aulas em casa pode ser a solução para os seus problemas!

A profissão de professor particular também pode ser bem sedutora para os jovens pois traz bastante retorno financeiro. No Superprof, por exemplo, a média da hora/aula praticada pelos professores nas mais diversas disciplinas é de 53 reais. Nada mal, hein?

Não se esqueça de formalizar seu trabalho, seja como MEI (Microempreendedor Individual), como RPA (Recibo de Pagamento a Autônomo), ou pelo Simples Nacional, se você contar ganhar mais de 60 mil por ano.

Qual o perfil do profissional que dá aulas em casa

Você deseja aumentar seus rendimentos mensais ou até mesmo trabalhar unicamente com isso, e ainda permanecem algumas dúvidas? Como: será que eu tenho o perfil de um professor? Tenho o direito de dar aulas em casa? Tenho a formação necessária? Conheça os perfis de professores mais frequentes no mercado de aulas particulares.

  • O professor particular de línguas: pode ser o professor nativo, um estudante bilingue ou um profissional formado em Letras;
  • O professor de exatas: pode ser alguém com formação acadêmica, um estudante universitário ou um profissional como engenheiro ou administrador.
  • O professor de música: músicos formados em escolas especializadas, músicos em exercício, profissionais autodidatas e professores formados em universidade.
  • O professor de informática: professores com conhecimentos avançados na área, desenvolvedores e programadores, publicitários, profissionais de marketing ou jornalistas, designers, diagramadores e artistas gráficos, amantes da informática em geral e estudantes de ciências da computação ou engenharia.
  • O coach esportivo: formados em Educação Física, esportistas aposentados ou em exercício, formados em curso técnico de esportes e atividades físicas.
  • Especialistas em reforço escolar: profissionais da educação pública ou privada, estudantes universitários e pesquisadores e acadêmicos.

Gostar de ensinar é suficiente para dar aulas particulares?

Muitos são os motivos e razões que levam alguém a começar a dar aulas particulares.

Um estudo recente sobre aspectos da educação mostra que quem estuda mais tende a ser mais feliz e ter uma expectativa de vida maior. O levantamento What are the social benefits of education? (Quais são os benefícios sociais da educação?, em tradução livre) foi produzido pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e realizado em 15 países membros da organização – do qual o Brasil não faz parte. “A educação ajuda as pessoas a desenvolver habilidades, melhorar a sua condição social e ter acesso a redes que podem ajudá-las a terem mais conquistas sociais”, dizem os autores da pesquisa.

Segundo o estudo, as pessoas que estudam mais são mais felizes porque têm maior satisfação em diferentes esferas de sua vida. Esse nível de satisfação pessoal é de, em média, 18% a mais para que têm nível superior em relação àquelas que pararam no ensino médio.

Por isso, dar aulas particulares pode ser algo muito motivador!

Fazer coaching escolar, dar aulas de italiano, aulas de recuperação, ajudar na preparação do vestibular, ensinar um instrumento como a guitarra… São tantas as opções! Nada como seguir aquele sonho antigo e redescobrir prazer no que se faz, não é mesmo?

Ser professor é uma das profissões mais importantes na sociedade, pelo seu papel na formação do cidadão.

Ele é um parceiro de visão e experiência na construção do conhecimento, assumindo o seu papel de promotor, orientador, mediador, motivador e gestor da aprendizagem. Ele facilita o acesso aos dados e informações, ao conhecimento acumulado pela sociedade, orientando, executando e avaliando eventos, experiências e projetos, para que ocorra a construção do conhecimento.

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz