Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

Dicas para o Graduate Management Admission Test

De Carolina, publicado em 22/11/2016 Blog > Reforço escolar > Matemática > Como se preparar para o GMAT?

O Graduate Management Admission Test (GMAT) é um teste padrão de origem americana que se passa inteiramente em inglês.

Ele é destinado principalmente para alunos anglófonos e possui duas partes: uma parte verbal e uma de conhecimentos matemáticos.

Mas como se preparar para o GMAT? Existe um método? Algumas dicas para começar a estudar para ele?

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Apresentação do GMAT

Antes de se preparar para o GMAT, o que é isso? É preciso saber do que se trata o teste, não é?

Ele serve para saber se você tem aptidão para estudar administração.  Se você tem dúvidas sobre qual profissão escolher depois dos seus estudos em matemática, o GMAT pode ser uma oportunidade para você completar ainda mais o seu currículo.

Ele tem muita validade nas universidades internacionais Não é um teste de matemática, mas de administração de empresas

O teste dura 3h30 e se passa da seguinte maneira:

  • 75 minutos para responder 37 questões quantitativas
  • 75 minutos para responder 41 questões de vocabulário
  • 30 minutos para cada uma das 2 provas de redação analítica (em matemática)

O teste do GMAT é uma avaliação de suas capacidades superiores de conhecimento consideradas importantes para várias universidades de administração e no mundo dos negócios.

A parte quantitativa mede sua capacidade de raciocinar e resolver problemas de maneira… quantitativa! É preciso ter noções em aritmética, álgebra, geometria. Você não precisa ser um especialista em matemática para conseguir fazê-lo.

Claro, você vai precisar de conhecimentos acima do nível do ensino médio…

A parte verbal serve para medir sua capacidade de ler e compreender um texto, mas também de argumentar, corrigir e transmitir o texto escrito na língua de Shakespeare.

Enfim, e a parte analítica mede sua capacidade de interpretar e analisar os dados vindos de diversas fontes para resolver um problema.

Muitos candidatos ao vestibular se perguntam o que fazer quando se ama a matemática. Eles podem se preparar para fazer esse teste! Eles são mais preparados que os outros estudantes por gostarem e serem bons na matéria dos números. Porém, não podemos esquecer da parte verbal!

A pontuação máxima que se pode atingir é de 800 pontos e a mínima de 200 pontos.

A gente considera que a média é de 650 a 700 pontos, mas isso depende de cada aluno.

Diferenciais do GMAT

O diferencial do GMAT é que a dificuldade das questões se adapta a seu nível.

A gente diz que o GMAT é “computer adaptive”.

Como isso funciona?

Em cada uma das duas maiores partes do teste, a 1ª questão é normalmente de dificuldade média. Se você responder de maneira correta, a próxima que segue será mais difícil.

Mas se a sua resposta estiver incorreta, pode ser que a próxima questão será mais fácil.

O teste funcionará dessa maneira ao longo de todo o questionário: é assim que o programa poderá determinar o seu nível de dificuldade e vai te dar uma nota em função de seu nível.

A nota de seu GMAT é uma peça crucial para formar seu dossiê de MBA (Master of Bussiness Administration = domínio em administração de negócios). Portanto, quanto maior for a sua nota no GMAT, mais chances terá de entrar em um MBA (internacional).

4 bases para uma boa preparação para o GMAT

O teste do GMAT não é algo que podemos considerar fácil, longe disso.

Você terá que estudar todos os dias durante um período equivalente a 3, 4 meses.

Estudar sempre será a melhor dica! Um longo caminho para seguir e ter um bom resultado no teste

Não se esqueça de rever suas bases porque várias questões de matemática são principalmente do nível do ensino médio.

Estude com as boas ferramentas

A internet tem várias ferramentas para você treinar e fazer um simulado.

O site www.mba.com tem um programa inteiro dedicado a preparação do GMAT.

Utilize seu computador para se familiarizar e entender melhor as questões e o tipo de prova. É assim que você vai ganhar em confiança, em eficiência e pertinência.

Ajuda de um professor

Claro, você pode se preparar sozinho na frente de seu computador ou em manuais especializados no teste.

Mas como a preparação é longa e dura vários meses, por que não chamar um profissional para te ajudar durante todo o processo?

Um profissional sempre poderá te ajudar Tire suas dúvidas nas aulas particulares

Entre em contato com um organismo particular para te ajudar: os cursinhos são mais estimulantes e isso vai te impor um ritmo de estudos, principalmente se você tem dificuldade para se organizar.

Você também terá a vantagem de ter aulas particulares em um organismo privado. Normalmente eles funcionam como uma plataforma de reforços escolares em que os professores se adaptam as suas necessidades.

Algumas instituições propõem um personal teacher para completar seus estudos.

Estabeleça uma estratégia

Como a gente viu ao longo do texto, o GMAT é um teste que se adapta de acordo com o conhecimento do aluno. Isso quer dizer também que as dificuldades vão aumentando a cada acerto.

Para conseguir seus objetivos e ir bem no teste, é preciso determinar uma estratégia e você vai ver a diferença! Fique bem atento às 10 primeiras questões, aprenda a administrar o seu tempo entre as perguntas fáceis e difíceis, saiba localizar as questões chamadas “experimentais” e que não valem muito ponto.

Todos esses pequenos reflexos vão te ajudar a ganhar mais pontos!

Outras dicas para preparar o GMAT

O principal conselho para conseguir o GMAT é estudar diariamente, claro! E isso é válido para todos os tipos de exames.

Você também poderá utilizar guias com as questões corrigidas para te ajudar. Faça cada tipo de exercício várias vezes para entender completamente como cada um se articula. Identifique a maneira como cada questão é feita. Aos poucos, você vai criando os bons reflexos.

Faça uma autoavaliação

Em seguida, você deve fazer uma autoavaliação para saber em qual nível você se situa.

Utilize o site www.mba.com ou tente os diferentes exercícios disponíveis online e veja como vai se sair.

Se seus resultados estiverem abaixo do esperado, isso pode acontecer por 3 razões:

  • Seu nível de inglês não é suficiente para fazer o GMAT. Você terá que fazer cursos de inglês para melhorar o seu nível. A solução mais rápida e fácil nesse caso é fazer aulas particulares de inglês (mais as aulas particulares de matemática…). O professor vai adaptar o programa de acordo com suas necessidades e suas expectativas. Além disso, ele vai atacar direto em sua defasagem! Você vai sentir seus progressos rapidamente e ficará mais seguro para a prova estudando com um professor particular de inglês e matemática.
  • Seu nível de inglês é suficiente mas você não está acostumado com esse tipo de questão.
    Esse quesito também pode ser melhorado com bastante treino. Você terá que se acostumar a ler e a responder esse tipo de prova.
  • Seu nível de inglês na parte verbal é suficiente mas não na parte quantitativa.
    Você terá que estudar mais matemática e principalmente as noções elementares que devem ser adquiridas nas aulas do ensino médio em geometria e álgebra.

O simulado

O simulado é um teste, mas sem validade.

Faça exercícios correspondentes aos da prova O simulado é um bom para medir seu nível

Às vezes, a gente se sente pior depois do simulado que antes, mas ele é uma etapa essencial para você enfrentar esse teste da melhor maneira possível.

Vários sites disponibilizam os “practice tests”, mas evite o site Kaplan que reflete pouco a realidade do resultado optido pelos alunos no dia do teste oficial.

Quando souber sua nota final, você saberá mais ou menos o quanto terá que estudar.

Tendo uma boa estratégia e uma boa preparação, conte aproximadamente 200 horas de estudos para aumentar seus pontos em 100 no GMAT.

Para a prova escrita

  • Tente escrever o mais rápido possível em seu teclado para não perder tempo com isso.
  • Leia regularmente a mídia em inglês para adquirir vocabulário, ter novos reflexos. Siga alguns fluxos RSS de blogs, páginas e contas dos principais jornais nas redes sociais.
  • Aprenda o vocabulário que você tem certeza que vai cair. Concentre-se principalmente nos conectores lógicos como “moreover” (ainda mais) ou “nonetheless” (entretanto) que mostrarão sua destreza em se expressar. Isso vai te dar alguns pontinhos a mais.

Para as questões de múltipla escolha

  • Demore mais tempo nas primeiras questões porque elas são determinantes. De acordo com o sistema de “computer adaptive”, sua nota vai depender do número de acertos consecutivos que você vai fazer antes de errar pela primeira vez.
  •  Tenha o hábito de responder questões de múltipla escolha. Não tenha medo de selecionar as mais fáceis para fazer primeiro.
  • Aprenda a administrar o seu tempo: ele é limitado, então, se notar que não vai conseguir responder a uma questão, pule-a e responda as mais fáceis primeiro. Às vezes, a resposta de uma questão pode surgir depois de responder várias outras.

Calcule quanto tempo demora para fazer cada parte do teste Não perca nem um minuto, ele pode ser importante!

  • Domine perfeitamente as fórmulas matemáticas básicas sobre áreas, volumes, perímetro, porcentagem, equações com duas variáveis.
  • Faça um dicionário com o vocabulário e os conceitos básicos de matemática de base e aplicada à finança. Melhor fazer isso que errar uma resposta por não interpretar bem ou não conhecer o sentido da palavra.

Esses métodos valem para qualquer prova que for fazer de matemática!

Parte verbal

  • Preste atenção na leitura de cada questão e textos porque várias perguntas podem ser somente de um texto.
  • Leia e escute tudo o que puder em inglês: filmes, documentários, ebooks. Quanto mais você treinar o seu cérebro a identificar e reconhecer a língua, mais ela se integrará na sua maneira de se expressar.

Você ainda não fez o vestibular ou Enem?

Saiba como ir bem na prova de matemática dos dois exames!

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz