Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar

Reforço de português: por onde começar?

De Camila, publicado em 17/07/2017 Blog > Reforço escolar > Português > Como iniciar aulas particulares do idioma do Brasil

Estudante do Ensino Fundamental, Médio, Superior ou adulto trabalhador, nunca é tarde para dar aquela recauchutada nas habilidades linguísticas. Mesmo o português sendo seu idioma nativo.

Ou será que poderíamos dizer “ainda mais se o português for seu idioma nativo”?

Você pode estar se perguntando: para que um adulto formado precisaria de curso de reforço da língua?

O mais comum é escutarmos que estudantes do ciclo básico recorram a aulas particulares. Seja porque estão em fase de aprendizado e não assimilaram direito a matéria, ou porque não se adaptaram à metodologia do professor e perderam média nas provas.

A realidade do Brasil é bem diferente do que você pode imaginar. Um estudo feito em 2015 por um grupo de pesquisadores do Instituto Paulo Montenegro e da ONG Ação Educativa apontou números alarmantes relacionados ao domínio do idioma português por nativos.

Por mais incrível e inacreditável que pareça, apenas 8% do grupo de pessoas analisadas – população de 15 a 64 anos – mostraram domínio e chegaram ao nível máximo do teste. Isso quer dizer que somente oito por cento desses nativos da língua portuguesa são realmente proficientes no idioma.

Muitos adultos não dominam até hoje sua língua nativa. Não são só as crianças que precisam de reforço em português, não…

Precisa de mais algum motivo para mostrar que todos podem – e devem – recorrer à aulas particulares de português caso desejem melhorar suas habilidades de comunicação oral e escrita?

Se conseguimos te convencer – ou se você veio parar nessa matéria porque já estava atrás de um bom professor particular – então concentre-se, pois Superprof te dá vários conselhos de como, onde, porque e por quanto conseguir um bom professor!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Qual tarifa é apropriada para um curso?

Um dos pontos importantes na a ser levado em conta na hora da busca por um boa aula de português é o lado financeiro do investimento.

  • Qual o valor médio de uma aula?
  • Quanto podemos – ou queremos pagar?
  • Qual a duração das sessões individuais?
  • Quais fatores influenciam esse preço?

Essas são algumas das questões que podem passar pela sua cabeça na hora de analisar a viabilidade de contratar um professor, seja para você ou para seu filho (ou filha, claro!).

Uma pesquisa rápida na internet mostrará que o preço da hora de aula pode variar bastante. A média no Brasil é entre 25,00 e 50,00 reais. Como esse é só um cálculo do valor mediano, certamente você vai encontrar aulas mais baratas e (bem) mais caras.

Muitos fatores influenciam essa flutuação nos preços. Os principais deles são:

Nível do aluno

O grau de domínio da língua do estudante interfere na hora da tarifa cobrada pelo tutor individual. Isso porque o tempo, o empenho intelectual e a complexidade das aulas não são os mesmos para um aprendiz do Ensino Fundamental e um que já é advogado formado.

A criança precisa de conteúdos e pedagogia aplicados ao Ensino Básico. Já o adulto necessita de conhecimentos jurídicos específicos de um profissional especializado nesse campo da língua. Ou seja, o trabalho empregado em um tipo de aula é muito maior que o outro, o que acarretará em um aumento na tarifa.

Nível do professor

O nível do professor também tem grande influência no valor final das aulas.

Peguemos o exemplo acima. O tempo, o dinheiro e o investimento intelectual que um profissional capacitado para ensinar um aluno do Ensino Básico gastou para se formar é menor que os gastos pelo especialista jurídico da língua portuguesa.

Não queremos dizer, de forma alguma, que um educador seja melhor ou pior que o outro. O que queremos mostrar é que as necessidades de ensino são diferentes e quanto mais específicas elas forem, mais cara custarão, pois mais difícil é de se conseguí-las.

Objetivo das aulas

A finalidade pela qual o aluno precisa de um acompanhamento de reforço é outra variável que interfere no valor da hora da sessão de ensino.

Como citado acima, quanto mais específico o objeto de estudo, mais elevado será seu valor.

Sendo assim, um reforço para o Ensino Fundamental poderá custar menos que aulas de preparação para o vestibular. Essas, por sua vez, podem ser mais baratas que reforço de português para concursos públicos, e assim por diante.

Antes aprender o bom português tarde do que nunca! Nunca é tarde para ter aulas particulares de português.

Local do curso

As diferentes possibilidades de locais onde as aulas acontecem podem, igualmente, afetar o valor final das sessões de português.

Em domicílio

Se o tutor é quem se desloca para ir à casa do aluno, o valor da passagem do transporte público ou da gasolina utilizada serão cobrados.

Muitos professores preferem estipular um preço fixo para a hora de aula e cobrar à parte o custo com o deslocamento. Dessa forma, o valor final dependerá da distância percorrida pelo docente e pode variar de aluno para aluno.

Sala do professor

Quando o professor atende em sua própria sala, ele tem custos fixos para manter o local em funcionamento. Tais custos, com certeza, já estarão incluídos no valor da hora de tutoria cobrada pelo profissional.

Local compartilhado

Muitos professores trabalham em salas compartilhadas com outros colegas que também são profissionais liberais. Sendo assim, os custos podem ser menores para ele, o que poderá resultar em um valor de hora de aula mais em conta para o aluno.

Como escolher um professor?

Com uma ideia dos valores das aulas particulares de português, agora vem a segunda parte desta saga educativa: como escolher o professor ideal?

Antes de mais nada, é bom ressaltar que não existe um modelo de professor de língua portuguesa perfeito: existe o tutor que será o mais adequado para um determinado tipo de aluno.

O primeiro passo é detectar as necessidades de aprendizado de quem contrata o serviço.

O aluno precisa de um professor para lhe ensinar conceitos básicos da língua ou para lhe ajudar a passar nas provas de final de ano?

Existem ainda jovens que procuram suporte para fazer uma avaliação específica, como provas de vestibular, Enem, concurso público ou OAB, por exemplo.

O fato é que não adianta contratar um professor especializado em reforço para o Ensino Fundamental se a sua necessidade é para aprimoramento da língua voltado para o Ensino Superior.

Sendo assim é muito importante que você saiba seu nível – ou o nível do aluno – para poder encontrar o professor que se encaixe às suas demandas.

Ao procurar um educador do idioma, você provavelmente encontrará no anúncio do serviço um breve perfil do profissional. Nessa descrição, o tutor, normalmente, especifica para qual tipo de ensino suas aulas de suporte são voltadas.

Onde encontrar um tutor?

Existem vários locais onde professores particulares de português podem ser encontrados. No entanto, a necessidade pode aparecer em meio a um turbilhão de outros eventos quotidianos e o aluno – ou pai do aluno – pode acabar se perdendo na busca.

Veja abaixo algumas dicas de onde procurar seu próximo parceiro para o aprendizado do nosso querido idioma:

Professores particulares de português podem ser encontrados de várias maneiras diferentes. Existem várias opções para a busca do bom professor de português.

Superprof.com.br

SIM, Superprof está na área para facilitar sua vida! Através da nossa plataforma você pode entrar em contato com uma variedade enorme de professores particulares!

Somente aqueles especializados no ensino da língua portuguesa são mais 8500! Fica até difícil escolher, não é mesmo?

Para tornar seu trabalho mais fácil, ágil e eficiente, leve em consideração os conselhos dados acima na hora de selecionar o perfil do tutor ideal para suas necessidades de aprendizado.

Os preços são estipulados pelos próprios profissionais e pagos diretamente à eles, sem repasse de comissão para o site.

Quanto à taxa pelos nossos serviços? 29,00 reais. Mas você só paga por isso caso encontre um perfil que se encaixe ao seu. A procura é feita gratuitamente e a inscrição só é cobrada quando você quiser entrar em contato com o educador.

Detalhe: você só paga por esse serviço um única vez. Sendo assim, se precisar pedir informações para outros profissionais inscritos na nossa comunidade, é só mandar bala!

Internet

Nada como o velho e bom Google para te ajudar nesse momento.

Uma busca na internet vai te dar um leque enorme de opções de educadores. Mas fique atento, pois nem todos eles podem ser confiáveis. Vale a pena procurar outras informações online sobre o profissional em potencial para evitar cair em uma roubada.

Escolas especializadas

Existem muitas escolas especializadas apenas em aulas particulares. Elas possuem uma lista com uma variedade de professores de várias matérias – inclusive português – que foram selecionados e incluídos em seus contatos.

Essa pode ser uma maneira rápida com a garantia de uma instituição física por trás do serviço.

Escolas de Ensino Básico

As escolas do Ensino Básico estão acostumadas com pais de alunos desesperados precisando de ajuda extra para melhorar as notas dos filhos. Por isso, muitas delas guardam na manga nomes de alguns educadores que conhecem o currículo e a metodologia de ensino do estabelecimento.

Vale a pena tentar esta alternativa se você está à procura de um tutor de reforço com essas características.

De boca em boca

O bom e velho método da comunicação de boca em boca também é válido nesse caso.

Espalhe pelos quatro cantos da cidade que você está à procura de um professor particular. Pergunte para as mães de colegas, para os colegas de trabalho, os clientes da padaria, os “amigos” da fila do supermercado.

Uma hora você vai encontrar alguém que conhece alguém que conhece um bom educador com o perfil que você procura.

10 boas razões para fazer aula particular

Se ainda não conseguimos te convencer a fazer aulas particulares de português, mas você continua sentindo a necessidade de melhorar sua língua nativa, então tente resistir a estes 10 bom motivos para se jogar nos estudos:

  1. Melhorar seus métodos de trabalho;
  2. Aumentar as médias das notas da escola;
  3. Dominar a língua do dia-a-dia;
  4. Aperfeiçoar o desempenho profissional;
  5. Melhorar a autoestima;
  6. Conhecer melhor a cultura brasileira;
  7. Aperfeiçoar seus conhecimentos literários;
  8. Ajudar a comunidade;
  9. Encontrar sua futura área de trabalho;
  10. Se destacar graças às suas habilidades linguísticas.

Está bom ou quer mais?

Motivos para aderir às sessões de reforço

Se você ainda quer mais, razões para aprender, aperfeiçoar ou polir a língua portuguesa, então se prepare para mais uma!

Seu nível de português pode estar ligado ao seu salário no trabalho. O bom domínio da língua portuguesa está ligado ao bom desempenho – e aos bons postos – no trabalho.

Sabe aquela guinada profissional que você tanto sonha com ela? Pois estudos comprovam que os mais altos cargos das empresas no Brasil são ocupados pelas pessoas que possuem o melhor domínio da língua.

Sério? Sério!

Este foi um dos dados também apontado por aquela pesquisa que citamos no inicinho desta matéria. Segundo informações publicadas pela revista Exame, “os níveis mais altos de compreensão linguística são características de diretores ou gerentes de empresas“.

 

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *