Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar

Estudando matemática: o guia para aprender definitivamente números e cálculos

De Fernanda, publicado em 12/05/2017 Blog > Reforço escolar > Matemática > O ensino de matemática

É comum o ensino da matemática ser visto como algo muito chato. Afinal, quem gosta de aprender de cor todas aquelas fórmulas, símbolos e números?

O conteúdo pode se tornar algo pesado para o estudante. Ainda mais se o relacionamento com o professor em questão não anda lá essas coisas…

O pior é que esse tipo de situação pode causar uma verdadeira desilusão ou pavor pela matemática, que pode perseguir o aluno até o ensino superior.

Então, nossa proposta aqui neste artigo é começar a encarar os números de uma maneira diferente. Que tal aprender matemática de um jeito não tradicional?

Você pode por exemplo fazer aulas particulares. Ou então descobrir os diferentes sites, aplicativos, jogos… Descubra todas estas alternativas para evoluir nos seus estudos e aprender matemática de uma vez por todas!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Como aprender matemática sozinho?

Estudar Matemática na escola nem sempre é o suficiente para que você domine a disciplina como deveria. Portanto é preciso descobrir como você pode complementar esses estudos sozinho, na sua casa.

A primeira condição para aprender matemática sozinho é ter conhecimento… de você mesmo! Na verdade, se você souber identificar seus pontos fortes e seus pontos fracos, suas capacidades e seus limites em relação aos estudos, você já ganha bases sólidas para começar a sua formação sozinho.

Para aqueles que estão decididos a aprender matemática sozinhos, é aconselhado multiplicar as formas de estudar os conteúdos.

Hoje em dia, com a Internet, as possibilidades de complementar seus estudos de matemática são muito variadas, com todos os vídeos, os tutoriais, os jogos online, questionários, avaliações e muito mais. Nossa dica aqui é utilizar os MOOCs.

Mas o que é um MOOC? É um curso online divulgado em vídeo e com horário e duração pré-definidos.

O MOOC não lhe dá um diploma, mas contribui para que você complemente seus estudos, faça revisões, aprofunde um tema específico. E isso pode ser feito da sua casa, do seu trabalho ou de qualquer lugar que você quiser.

O MOOC comprova que o ensino a distância evoluiu e entrou em uma nova era: os alunos tornam-se centro do processo ensino-aprendizagem, são protagonistas dos próprios estudos. Não há, na prática, um professor de matemática que centraliza o conhecimento.

Esses vídeos explicativos de matemática indicam aos alunos como dominar e aplicar os métodos e soluções dos problemas de acordo com o nível de estudos, para que eles consigam se tornar autônomos na hora de realizar os exercícios.

É evidente que os vídeos não substituem as aulas, pois eles são materiais de apoio visuais que ajudam bastante os alunos que têm dificuldades de avançar na disciplina.

Esse material também é um excelente recurso para os bons alunos, pois contribui na consolidação dos conteúdos já aprendidos de maneira eficaz.

Como ser autodidata em matemática. Qual o segredo para aprender sozinho a utilizar fórmulas complexas?

Por fim, reunimos aqui cinco dicas para você ter sucesso nessa empreitada:

  • Coloque sua motivação em primeiro lugar,
  • Lembre-se sempre das suas aulas de matemática,
  • Exercite a sua memória: muito importante revisar sempre todas as fórmulas, teoremas e aulas de matemática,
  • Reutilize sempre o que você já sabe,
  • Revise tudo o que aprendeu a longo prazo.

Diferentes metodologias para aprender matemática

Atualmente, existem dois métodos de ensino que, ao mesmo tempo, se opõem: o método da instrução direta e o ensino ativo.

  • Método da Instrução Direta: chamado de método tradicional, prevê um professor como transmissor do conhecimento, em uma organização hierárquica. O educador é o centro do ensino e ele repassa as informações à turma, expondo o conteúdo e certificando-se de que os estudantes aprenderam o que se espera deles. O método inclui técnicas de repetição, testes e exemplos.
  • Ensino ativo ou interativo: consiste em criar ambientes de ensino que estimulam a interação entre o professor e os alunos, abrindo possibilidades de colaboração e de debates construtivos. A base dessa técnica é a comunicação multidirecional, com preferência para conversas em grupos e projetos coletivos.

Uma maneira interessante para aprender a disciplina é fazendo aulas particulares, ou seja ter um profissional da disciplina ou área que acompanhe seus estudos.

Mas por que fazer aulas de matemática?

É um jeito diferente de aprender a matéria, pois é um método mais personalizado e que se adapta às necessidades individuais do aluno.

Para o aluno é uma alternativa bem eficaz: você não precisa se incomodar com seus colegas de turma, você pode tirar suas dúvidas sem pressa e se por acaso não conseguir entender algum ponto, o professor pode dedicar mais tempo nesse conteúdo específico.

Ainda existem outras alternativas para aqueles que desejam aprender a disciplina fora dos métodos tradicionais.

  • Método Kumon: método bem difundido no Brasil, existe há mais de meio século. O Kumon tem como principal objetivo incentivar a criança a adquirir autonomia nos estudos, buscando fortalecer o potencial individual de aprendizado de cada aluno. Por meio de um processo de aprendizagem planejado e personalizado, o aluno se torna confiante e capaz de enfrentar sozinho o desafio da conquista do conhecimento.
  • Método Moore: esse método tem como centro o estudante. É ele que escolhe o conteúdo que vai abordar e aprofundar. Em vez de utilizar livros didáticos, os alunos trabalham fórmulas e teoremas que devem depois ser apresentados para a turma.
  • Método LEGO: sim, é possível aprender matemática com LEGO!
  • Método Singapura: esse método de ensino de matemática tem como base a abordagem « concreto-pictórica-abstrata », e é aplicado sobretudo na Educação Infantil. Essa modalidade usa bastante desenhos e objetos que os alunos podem manusear para ensinar habilidades de agrupamento que auxiliam na aprendizagem da adição, subtração, multiplicação e divisão.

Como aprender matemática pelos livros?

Desde os primeiros anos do Fundamental ao último do Ensino Médio, sabemos que existem alunos que só de ouvir a palavra números já entram em crise! A matemática é conhecida por provocar pesadelos em muitos!

Caso os alunos e seus pais decidam realizar uma complementação de estudos em casa ou com um professor particular, temos aqui algumas sugestões de livros que podem ajudar nesse processo.

Nessa seleção de livros de matemática que podem ajudar nos estudos, separamos os títulos por ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e matemática financeira.

Para aqueles que procuram livros do ensino fundamental, podemos citar: Desafios e Enigmas – uma forma descontraída de colocar à prova seu raciocínio, Matemática para Todos e também Matemática: Ideias e Desafios.

Já para o ensino médio, os mais recomendados para os estudantes são: Matemática: Contexto e Aplicações, História da Matemática, Fundamentos da Matemática Elementar: Geometria Plana e Matemática para o Ensino Médio.

Por fim, para aqueles que frequentam o ensino superior e procuram livros que aprofundem um pouco mais os estudos, estão: Cálculo – Volume 1, Cálculo: Funções de uma e Várias Variáveis e Cálculo com Geometria Analítica.

Claro, não podemos esquecer os títulos voltados exclusivamente para a matemática financeira: Matemática Financeira e Suas Aplicações e Matemática Financeira: Objetiva e Aplicada.

Como aprender matemática com publicações. Descubra o universo dos números pelos livros!

Caso você não tenha orçamento para adquirir essas obras em estado novo, você pode recorrer aos livros usados em sebos virtuais (o mais famoso deles é o Estante Virtual) ou de materiais usados, como OLX e Mercado Livre. Apesar de você não conseguir avaliar exatamente o estado do livro, a vantagem desse método é a facilidade que você tem para encontrar a obra que está procurando. Além disso, pode recorrer também a bibliotecas públicas ou de universidades.

Como aprender matemática com LEGO?

Acima de tudo, o Lego é um jogo de montagem que estimula a criatividade de crianças e adultos. Além de estimular e trabalhar a lógica. Ao realizar as montagens, somos levados a pensar sobre as regras de encaixe, de simetria, de arquitetura e de lógica.

O Lego ainda contribui no desenvolvimento da imaginação e da noção de espaço em jovens, crianças e bebês. É muito mais do que um mero jogo bobo – aliás, jogos bobos não faltam nas lojas hoje em dia!

O brinquedo contribui intensamente na construção das capacidades mentais. Ele possui benefícios pedagógicos incontestáveis, e por isso alguns professores decidiram utilizá-los em sala de aula para enriquecer as práticas e promover a contextualização de algumas disciplinas. Existem até alguns livros didáticos que recomendam a sua utilização!

Pois bem: o Lego também pode ser utilizado para estudar a matemática. Esse foi o desafio lançado pela professora novaiorquina Alyce Zimmerman. Os resultados foram surpreendentes. Segundo a experiência vivida por ela, essa técnica é altamente eficaz e traz muitos resultados. Ela desperta o interesse da criança, ao mesmo tempo que a faz assimilar conceitos matemáticos bastante complexos. Apesar de ser uma experiência recente (a ideia não tem mais de dez anos), é bem possível que outro professor já tenha utilizado e não tenha feito uma divulgação massiva como ela fez.

Aprender matemática utilizando o Lego é apenas uma das maneiras de utilizar um brinquedo na educação. Existem muitas outras. Podemos, por exemplo, usar aplicativos do IPad, os Sudokus, visitar sites especializados em matemática para crianças. No entanto, acreditamos que a prática com o Lego é ainda uma das mais inovadoras e pode ser utilizada por todos os alunos, nos mais diversos ambientes educativos.

Como aprender matemática financeira?

A matemática financeira utiliza uma série de conceitos matemáticos aplicados à análise de dados financeiros em geral.

Seu objetivo principal é definir o valor do dinheiro em relação ao tempo, além de observar a aplicação de empréstimos, investimentos e avaliação financeira de projetos. Tem muita utilidade na compreensão do mercado financeiro e do setor bancário.

Entre os cálculos mais utilizados, estão as probabilidades, a estatística e o cálculo diferencial. Todas as operações da matemática financeira estão ligadas à análise de empréstimos e juros em um contexto específico: aí reside a característica principal do setor econômico e bancário – devido à sua volatilidade, é preciso estar atento aos juros o tempo todo.

Ao contrário do que muitos pensam, esse capítulo tão específico da matemática pode ser aprendido com métodos de ensino alternativos; seja por meio de estudos de longa ou média duração, no nível de graduação ou de especialização, ou simplesmente com aulas particulares. Para começar a estudar, basta fazer a sua escolha.

Onde aprender economia na web? Cansado dos métodos tradicionais? Com a chegada da Internet, do ensino à distância, e dos tutoriais individuais, é possível aprender matemática financeira sozinho.

Na web existem várias oportunidades para apreender desde noções básicas de economia até cursos mais aprofundados. Alguns destes portais oferecem gratuitamente a informação, como é o caso do Portal do Investidor e do Dinheirama, mas existem também cursos pagos a preços acessíveis, como os do Maiseduca, Investeducar e Instituto Educacional BM&F Bovespa.

Você também pode aprender matemática financeira com aulas particulares. Há muitos professores experientes e com habilidades matemáticas comprovadas que podem lhe fornecer a ajuda e o apoio necessários para entender melhor esse ramo específico da matemática.

O profissional pode se deslocar até a sua casa, e será capaz de adaptar o programa às suas limitações e necessidades. Há vários perfis disponíveis: desde ex-professores aposentados a universitários de matemática ou economia.

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *