Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Superprof uma comunidade de
1.421.871
professores particulares independentes
TOP 10 professores
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Matemática
Inglês
Inglês
Italiano
Teatro
Fotografia
Português para Estrangeiros
Inglês
Inglês
Inglês
Programação
Fotografia
Teatro
Química
Inglês
Inglês
Superprof uma comunidade de professores particulares independentes
TOP 10 professores
Música Violão e Guitarra Reforço escolar Matemática Idiomas Inglês Aulas particulares Dar aulas particulares
Compartilhar

10 estilos de guitarra e violão: como aprender a tocá-los?

De Flavio, publicado em 27/09/2016 Blog > Música > Violão > Qual é o seu estilo de música para tocar no seu instrumento?

Assim que falamos de aprender a tocar violão os aspirantes guitarristas podem se encontrar um pouco perdidos visto que há um número enorme de estilos possíveis que foram criados no desenrolar da história da guitarra e do violão.

A dúvida persiste: “será que eu devo aprender a trocar rock, jazz , soul, bossa nova ou outro estilo?”

Então, antes de se lançar nessa aventura a guitarra e violão, nós te propomos que descubra 10 diferentes estilos deste grande instrumento!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Uma base comum para todos os estilos de guitarra

Qual que seja o estilo de música que deseja tocar, você deve saber que existe uma base comum para todos eles.

Para tocar rock, blues ou pop, você terá de treinar os seus dedos, reforçar sua flexibilidade, força, agilidade, coordenação e precisão! Sim, tudo isso!

Cada estilo de música possui seus próprios códigos e características, e isso vai condicionar os esforços e o tempo de sua aprendizagem para dominar totalmente a técnica.

Seja para a bossa nova, o rock, o metal ou mesmo o punk, você encontrará algumas dificuldades as quais terá de superar durante o seu treinamento e suas aulas de violão ou guitarra.

Ademais, temos de nos desfazer de algumas das impressões bem erradas que temos sobre o violão e seus diferentes estilos musicais.

Uma base comum de conhecimentos

Para se tornar um bom guitarrista ou violonista em um estilo de música específico, há 3 principais aspectos a tomar-se em conta, qual que seja o gênero musical:

  • Treinar seus deus de maneira eficaz: é a base de sua prática do violão.
    Se os seus dedos não forem suficientemente trabalhados, você nunca conseguirá explorar todo os seu potencial e desenvolver-se ao máximo no estilo de violão ou guitarra desejado. Ao trabalhar na musculação de seus dedos, na flexibilidade de seu punho e de seus ante-braços, você poderá dominar os movimentos de seus dedos de maneira descontraída e dar aquela impressão de tranquilidade e facilidade.
  • Adquirir as ferramentas necessárias para poder tocar o estilo de música desejado.
    Na verdade, cada estilo de música solicita o conhecimento de técnicas que lhe são próprias mas também conhecimentos de cifras singulares, acordes essenciais e básicos, etc.
  • Desenvolver uma experiência musical no estilo que você deseja tocar no violão colocando em práticas as famosas técnicas próprias do gênero musical que você deseja tocar.
    Ao aprender a utilizar as mais diversas técnicas, você enriquecerá sua performance e progredirá mais fluidamente.

Além de tudo, o violão faz bem para a saúde!

Os 10 principais estilos de guitarra e violão

Rock’n’roll

Nascido nos anos 50 nos Estados Unidos, o rock’n’roll apareceu do blues, do rhythm&blues, do country e do gospel. Foram alguns dos maiores guitarristas do planeta como Chuck Berry, Little Richard e Bill Haley quem impulsionou este estilo musical e introduziram a música em uma nova era.

Para aprender este gênero, você precisará se equipar de uma guitarra vintage meia-caixa, como uma Gibson ES ou então uma “solidbody”  como uma Telecaster.

Chuck Berry é um dos maiores guitarristas de todos os tempos! Chuck Berry!

Cada som deve ser bem afiado para favorizar os ritmos rápidos e cadenciados.

Os amplificadores são potentes e não há quase nenhum efeito mesmo se certas reverberações podem ser utilizadas.

Rock

Como sinal de progresso do rock’n’roll, o rock se tornou o movimento incontornável da guitarra. Ela é uma evolução menos dançante que seu predecessor, mas que abriu o caminho para o que nós passamos a chamar de “guitar heroes”, como Jimi Hendrix, Jimi Page, Eric Clapton ou Jeff Beck durante os anos 60.

Jimi Hendrix, o Deus da guitarra! Jimi Hendrix!

Uma guitarra como a Les Paul (Gibson) ou uma Stratocaster (Fender) são ideais para os efeitos deste gênero. Você pode procurar por um pedal Wha ou então um Fuzz para fazer aqueles solos tão apreciados.

Hard-rock

Este estilo, por sua vez, nascido do rock e blues, preserva o mesmo espírito de rebelião, mas de maneira mais violenta. O hard rock coloca em destaque as guitarras, mas também as distorções em relação ao canto.

Diversas bandas muito famosas fazem parte deste gênero, como AC/DC, Van Halen, Guns’N’Roses, Extreme, Scorpions e Bon Jovi. Além destes, entre os mais aclamados, temos  também o Black Sabbath, Led Zeppelin e o Deep Purple.

Para tocar este estilo e música “radical”, é necessário adicionar ao rock um enorme punhado de energia: os riffs são ainda mais dinâmicos, possuem mais distorção, o canto mais voltado para os agudos, os volume sonoro é impressionante e as guitarras são posicionadas mais abaixo com o uso de uma correia mais longa.

Um dos grupos mais famosos dos anos 80! The Scorpions!

Os guitarristas se tornam santidades!

Heavy Metal

Um pouco diferente do hard rock, o heavy metal se inspira diretamente do rock e não do blues. A sonoridade é mais dura e os riffs mais intensos.

O heavy metal se inspira também do clássico, mais adiciona uma forte dose de trevas. Alguns guitarristas sabem até tocar com apenas uma mão.

O heavy metal atende às expectativas de todos aqueles que adoram os sons distorcidos, que são apaixonados por músicas construídas através de uma potência extrema do ritmo, de um canto melódico e de uma temática inspirada na morte ou os infernos.

Pois é, isso está bem longe das aulas de violão clássico!

O heavy metal nos traz principalmente as distorções super potentes, ritmos sincopados, variações num mesmo trecho da música e um sistema de multi-pedais para multiplicar seus efeitos.

Funk

Para os fãs de Nile Rodgers, de Bootsy Collins ou ainda de George Clinton, Jamiroquai, James Brown, e de Earth, Wind and Fire, o funk é um estilo musical que dá aquele groove à rítmica.

Alguns conceitos básicos são bem conhecidos e necessários para a aprendizagem deste gênero, tais quais; o fluxo rítmico, o swing, a acentuação, etc. Se você ainda não domina todas estas noções, você pode solicitar uma ajudinha a um professores para ter aulas de guitarra.

Um dos maiores expoentes do funk! George Clinton (A lenda do funk)

Para tocar funk bem, deve-se utilizar o metrônomo de maneira constante para ter a rítmica mais precisa possível, reduzir o tempo de alguns exercícios para assimilar devidamente o trabalho da mão direita e começar os seus exercícios com um som claro e sem efeito.

Assim que você começar a dominar o ritmo, você poderá adicionar um pedal Wha-wha ou ainda um Phaser.

Para o ritmo, que é a base do funk, na maioria do tempo isso se dá com a utilização de dupla colcheia: a mão esquerda fica colocada inteiramente sobre as cordas de uma maneira a pressioná-las levemente enquanto a mão direita faz algumas idas e voltas.

O volume é constante e não se pode ter medo de atacar as cordas para ganhar em som e confiança.

O funk é o estilo favoritos dos guitarristas sedutores.

Reggae

O reggae é um estilo de música que vem das Antilhas e, mais precisamente, da Jamaica. Bob Marley e seu grupo The Wailers foram os que popularizaram esse tipo de música.

Com a mão direita, todas as notas são tocadas com o uso da palheta ma ida, enquanto na volta do movimento da mão são produzidos os contra-tempos.

Já com a mão esquerda, o guitarrista abafa o som ao levantar ligeiramente os dedos sem deixar de tocar as cordas.

Ziggy é um dos filhos de Bob Marley. Ziggy Marley!

É obrigatório de tocar “staccato” (notas de curta duração) e de não deixar o som fluir por muito tempo.

Uma prática constante do reggae consiste em tocar alternativamente a nota fundamental nos graves e as notas agudas de um acorde (com os dedos ou uma palheta).

Country

O country é um estilo de música americano, tocado principalmente no sul dos Estados Unidos.

Esse gênero musical possui um ritmo e acordes muitos específicos e fáceis de serem reconhecidos.

Para tocar country na guitarra, você deve dominar muito bem o uso da palheta.

As cordas mais adequadas são aquelas de metal  (deixe de lado as cordas de nylon) que são mais espessas e que, por consequência, possuem um som mais forte, mesmo se elas são mais difíceis a serem tocadas com os dedos.

Country vem do sul dos EUA. O Country é um dos gêneros mais populares dos EUA.

Para tocar country, o guitarrista deve realizar uma base na qual alterna entre uma nota nas cordas baixas e outra nas cordas mais agudas.

Jazz

O Jazz possui, sem dúvidas, uma das bases mais conhecidas das músicas atuais.

Em sua origem, ela era utilizada para “sonorizar” uma guitarra acústica que se tornou eletrificada. Foi este estilo que trouxe o nascimento do microfone para as guitarras e violões.

As guitarras “solidbody” como uma Rickenbacker, por exemplo, te permitirá de tocar como Birelli Lagrene, Pat Metheny, John McLaughlin ou ainda Django Reinhardt.

Um dos Deuses da guitarra e do jazz! Django Reinhardt!

Para tocar jazz, é necessário a utilização de amplificadores com um som claro, potente e homogêneo.

Os guitarristas têm sonoridades profundas com um sustain consistente.

É importante frisar que deve-se dominar as bases da improvisação e ter uma boa experiência (ou algumas boas aulas de violão ou guitarra). O música tem, portanto, de saber tocar muito bem para realizar os melhores sons do jazz!

Blues

O blues é tão antigo quanto o Jazz, mesmo sendo ele o predecessor deste último na história da guitarra.

O blues é reconhecido pela sua pegada e também pela emoção que ele emana: é uma música de ira, de cólera e de crítica, mas ao mesmo tempo de esperança.

A base do blues consiste na progressão de três acordes, de 12 medidas e de um tempo característicos.

Quanto à técnicas utilizadas, você deve dominar os bends e a técnica do bottleneck para dar um som geralmente claro, carregado e um tanto saturado.

BB King, Stevie Ray Vaughan, Albert King Clapton e Hendrix souberam dominar este estilo de maneira formidável.

Além de tudo, Hendrix era um guitarrista canhoto (ver nosso artigo: Como um canhoto pode tocar violão?).

Pop

O pop nasceu do movimento folk nos Estados Unidos, inspirando-se das baladas irlandesas e adaptadas ao gosto atual. Este é um dos estilos que mais rende trabalho aos guitarristas e violonistas dos mundo.

Hoje em dia, este estilo é um pouco estigmatizado e identificado, muitas vezes como “variedade internacional”. Portanto, grandes grupos souberam popularizar este estilo musical como os Beatles, REM, U2, Dire Straits, Genesis, The Police e outros (mesmo que alguns destes possuam também o rock como um de seus gêneros principais).

Isso porquê o pop é originário das variações do rock e impôs a modificação das necessidades materiais, principalmente para criar os efeitos: racks multi efeitos, pedais e compressão excessiva. Tudo isso combinado a uma guitarra Stratocaster ou Telecaster que, juntos, poderão transformá-lo num grande guitarrista pop!

Compartilhar

Nossos leitores adoram deste artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar
wpDiscuz