A revista que adora os profes, os alunos, as aulas particulares e o intercâmbio de saberes

O guia para começar a estudar música com um professor particular

Par Fernanda le 30/12/2016 Blog > Música > Violão > Como fazer aulas particulares de violão e guitarra?
Table des matières

Para aprender a tocar bem violão ou guitarra, é recomendável fazer aulas de música: seja para dominar a prática do próprio instrumento, como para adquirir conhecimentos específicos teóricos, como saber ler os detalhes de uma partitura, por exemplo.

A princípio, apesar de esses instrumentos de corda parecerem fáceis de se aprender, é fundamental conhecer as noções de base de música, além do manejo do próprio instrumento.

Neste artigo, você encontra todas as informações que precisa para começar a estudar com um professor particular. Qualidade dos estudos, metas para progredir, preço de aulas particulares, como escolher o profissional que irá acompanhá-lo… E muito mais!

Quais são os objetivos de uma aula de guitarra?

Você saberia dizer, por acaso, por que quer fazer aulas de guitarra ou aprender a tocar violão?

Um guitarrista iniciante não tem as mesmas pretensões e os mesmos objetivos que um guitarrista em aperfeiçoamento ou que um músico profissional: alguns preferem arranhar a guitarra e aproveitar para aprender solfejo; outros querem apenas aprender suas músicas prediletas; outros ainda desejam descobrir um estilo novo, ou abrir horizontes.

Não importa quais as suas razões para fazer aulas de violão ou guitarra: o importante é que você tenha objetivos realistas, claros, acessíveis.

O primeiro passo é saber se você quer aprender em uma escola de música, em um conservatório, em um projeto social ou centro cultural, em uma Universidade ou com um professor particular. Isso porque cada local tem suas especificidades – de oficinas temáticas a aulas teóricas e práticas, a programas de formação que duram anos.

Motivos para seguir aulas de música Quais as suas metas ao estudar guitarra?

Depois disso, você pode definir diversos objetivos para as suas aulas de violão ou guitarra:

  • Adquirir conhecimentos teóricos e práticos sólidos, como o solfejo e técnicas de palhetada;
  • Aprimorar técnicas específicas de um estilo musical, como o chorinho;
  • Ampliar seu conhecimento musical descobrindo novas canções, novos estilos musicais;
  • Aprender a improvisar na guitarra;
  • Superar, aprimorar e progredir nos estudos, eliminando todas as dificuldades graças aos conselhos de seu professor particular;
  • Ser capaz de tocar em um tempo mais rápido; praticar os exercícios mais depressa;
  • Conseguir fazer um solo três vezes na sequência sem errar;
  • Realizar um exercício de arpejo durante 5 minutos, uma vez olhando para os acordes, outra sem olhar;
  • Alcançar uma distância maior entre as casas do braço do violão;
  • Alternar acordes diversos de pestana, tocando cada um por dois segundos.

Como otimizar minhas aulas de violão?

Estudar música com um profissional, seja em uma escola, em uma Universidade, ou em casa com um professor particular é uma experiência incrível. Mas o que fazer com todo esse conhecimento? Como prosseguir seus estudos e aproveitar suas aulas ao máximo para progredir cada vez mais?

As aulas de violão trazem muitos benefícios pessoais: desenvolvimento de habilidades diversas, compartilhamento de emoções, expressão do seu caráter, diversão ao tocar as músicas que gostamos.

Por isso, aqui apresentamos várias dicas para que você consiga otimizar seus estudos de violão ou guitarra ao máximo:

Como organizar seus estudos para aprender ainda mais? Aproveite suas aulas de violão!

  • Desenvolva sua técnica: explore novas técnicas, esgote o conhecimento que você tem das escalas, conheça novas (pentatônicas, harmônicas, acordes em sétima, etc)
  • Amplie suas referências musicais: busque sair do lugar-comum, conheça novos ritmos e estilos como o funk, o maracatu, o frevo, o reggae, o metal, o blues, os ritmos regionais…
  • Compartilhe sua paixão: depois de dominar as noções de base do seu violão, que tal apresentar seus conhecimentos aos seus amigos? Faça pequenos concertos, em cafés ou bares do bairro, ou até em algum lugar mais importante.
  • Mantenha-se sempre atualizado: depois de adquirir as bases da teoria e da prática, procure se informar com outros materiais de suporte: sites especializados na Internet, revistas, vídeos tutoriais, fóruns…

Para que as aulas sejam sempre interessantes e tragam a cada vez algo de novo, é fundamental que você participe ativamente dela, seja protagonista e não um mero espectador.

Tudo está no caráter da relação que você estabelece com seu professor de violão ou guitarra: você tem de alimentar essa relação, tem de ser curioso, perguntar, pedir exercícios para treinar, conselhos, dicas de músicas interessantes para seu estilo e seu nível de prática.

Dicas para encontrar um bom professor particular de guitarra

É um questionamento fundamental para aqueles que estão iniciando sus estudos de violão ou de guitarra. Você precisa encontrar um professor que atenda suas expectativas, mas que tenha o dom de ensinar e que tenha conhecimentos suficientes. Além de experiência e prática, claro!

Mas por onde começar a busca? Como saber diferenciar um bom professor de um professor ruim?

Antes de qualquer coisa, saiba que ao escolher um bom professor de guitarra ou violão, você também precisa saber o que está procurando. Para alguns alunos, o professor precisa orientá-lo na sua carreira musical, para outros, precisa de didática para ultrapassar as dificuldades da prática.

Qual o melhor educador para ensinar guitarra e violão? É muito importante escolher um professor que atenda seus objetivos!

O melhor professor é aquele que atenda seus objetivos e suas expectativas pessoais e profissionais. Mas algumas características do bom professor ainda permanecem gerais. Ele deve:

  • Ser pedagogo;
  • Ser um bom comunicador, ter empatia;
  • Contextualizar sempre os exercícios, lembrar os alunos que eles estão fazendo música;
  • Cuidar para que os alunos se divirtam enquanto estudam;
  • Garantir que sua postura e seus movimentos estejam sempre corretos;
  • Gostar de explicar tudo;
  • Ter muito conhecimento teórico e muita experiência prática;
  • Ter confiança no outro;
  • Escutar e olhar seus alunos;
  • Ser flexível no ponto certo.

Quer saber onde encontrar um professor adequado para você? Veja alguns locais especializados:

  • Escolas de música particulares e conservatórios, mais caras porém mais especializadas;
  • Instituições públicas, prefeituras e centros culturais, que possuem geralmente preços e ingresso acessíveis;
  • Instituições de Ensino Superior, para aprofundar seus estudos;
  • Professores particulares, em anúncios da Internet, classificados ou grupos de Facebook;
  • Portais de reforço escolar: são plataformas especializadas em fazer o intermédio entre alunos e professores.

Quanto custa uma aula de guitarra ou violão particular?

Uma questão legítima, que surge quando decidimos começar a fazer aulas de violão e guitarra, é o preço dessa atividade. Sabemos que muitos alunos escolhem seus professores em função do valor e do investimento necessário.

Nessa hora, muitas dúvidas surgem: por que os preços variam tanto? Os valores mudam apenas em função da formação e da experiência dos professores? Uma aula cara é sinônimo de qualidade? Nem sempre!

Primeiramente, sabemos que o preço varia muito em função da localização do professor. Se observarmos rapidamente no portal SuperProf, por exemplo: no Rio de Janeiro, a média de valor praticado pela hora/aula é 67 reais. Já em Curitiba, essa média cai para 46 reais! Com certeza, diferenças justificadas pelo nível de vida de cada cidade, pela quantidade de professores disponível, pela facilidade ou dificuldade de acesso e deslocamento em cada local… Enfim. Verifique os preços praticados na sua cidade!

Outra variante bem comum ocorre em função da idade e da experiência do professor. Claro, sabemos que anos de estudo e de formação demandam investimento do profissional. Sobretudo se ele tiver um diploma em uma escola especializada ou universidade de renome. Mas o tempo e a qualidade da experiência são critérios bem valorosos. Uma dica é conversar bastante com os profissionais que selecionar, antes de tomar a sua decisão. Pergunte onde estudaram, com quem, quais foram seus professores, o tempo e o tipo de experiência, que vivenciou, para quais e quantos alunos lecionou, a(s) metodologia(s) empregada(s), os estilos musicais com os quais teve contato.

No portal do SuperProf, é o próprio professor que determina o valor de sua hora/aula. Entre sua experiência, sua formação, sua metodologia e sua disponibilidade, ele fixa um valor que considera justo dentro do mercado de aulas particulares.

O melhor de tudo isso: o site é totalmente gratuito, ou seja, você não paga para se cadastrar e procurar o profissional que deseja. Na verdade, você paga o valor diretamente para o professor. O portal funciona apenas como intermediário nessa relação.

No perfil de cada professor é possível visualizar sua experiência, sua formação, sua metodologia de ensino, além dos comentários e nota deixados por estudantes anteriores. Um recurso simples, funcional e prático! Bem diferente de outras alternativas, não é mesmo?

Como estudar guitarra via webcam?

Se você não tem tempo de ir a uma escola de música ou de ir em todas as lojas de música procurando um professor, você ainda tem uma alternativa: usar a Internet e sua webcam.

Na verdade, graças ao programa de videoconferência Skype, você pode realizar aulas de guitarra ou violão via webcam na hora e no local que você escolher. Os sites e os professores que propõem essa modalidade de ensino têm um argumento que parece infalível: « diga-nos o horário que deseja! »

Aprenda guitarra via internet com sua webcam. Faça aulas de violão em casa!

A associação do Skype com o microfone e a câmera produz uma ferramenta pedagógica incrível, cheia de utilidades. Conheça algumas vantagens dessa metodologia contemporânea:

  • Valores mais acessíveis em relação aos cursos tradicionais;
  • Oportunidade de ter aulas individuais e ser acompanhado por um professor na sua frente (ele pode até corrigir sua prática pela câmera);
  • O Skype é gratuito;
  • Você evita deslocamentos desnecessários;
  • A inscrição é simples, basta alguns cliques;
  • A modalidade é mais flexível, pois os professores de webcam procuram sempre se adaptar às demandas dos alunos;
  • Você pode compartilhar com seu professor (e vice-versa) vídeos, partituras, materiais complementares online, e muito mais.

Como começar? Você só precisa dos seguintes elementos:

  • Uma guitarra ou um violão;
  • Um computador com webcam integrada ou uma webcam instalada;
  • Um tablet ou um smartphone, caso não tenha computador;
  • Uma boa conexão wi-fi;
  • Conta usuário Skype e o programa instalado em seu dispositivo.

Nos précédents lecteurs ont apprécié cet article

Cet article vous a-t-il apporté les informations que vous cherchiez ?

Aucune information ? Sérieusement ?Ok, nous tacherons de faire mieux pour le prochainLa moyenne, ouf ! Pas mieux ?Merci. Posez vos questions dans les commentaires.Un plaisir de vous aider ! :) (Soyez le premier à voter)
Loading...
Fernanda
Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.

Commentez cet article

avatar

wpDiscuz