Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares
Compartilhar

Percurso para dar aulas individuais de português?

De Camila, publicado em 17/07/2017 Blog > Reforço escolar > Português > Se tornar professor particular do idioma de Camões?

As décadas passam e a sensação que temos é que a cada 20 anos a organização do Sistema Nacional de Educação muda.

A mais nova – nem tão nova assim – é a reforma no Ensino Médio, que virou lei, mas ainda não será colocada em prática antes do início do próximo ano letivo.

Tudo meio incerto e nós, na expectativa.

O que temos certeza é que o ensino da língua portuguesa continuará obrigatório. Ufa!

Todos os professores do nosso idioma podem respirar aliviados. E quando falamos todos, queremos dizer TODOS mesmo, inclusive os particulares. Afinal de contas, sempre vão existir alunos com dificuldades em aprender a matéria necessária durante as aulas das escolas regulares.

Alguns estudantes não se adaptam bem ao ensino destinado a grandes grupos e precisam de atenção especial e individualizada. Aí entra o trabalho do professor particular de português, que entendeu essa necessidade e se dedica ao nicho.

Se você ama o nosso idioma e anseia se tornar um tutor particular, mas ainda está meio perdido(a), então siga esta matéria. Superprof.com.br te dá algumas dicas de como se preparar para se dedicar a esta carreira!

Mariana

Nossos professores são realizados

”Com o Superprof, eu consegui encontrar alunos sérios, motivados e com vontade de aprender. Eu recomendo o Superprof!”

Com qual idade começar?

Se você se acha muito novo(a) dar aulas particulares de português, então pode começar a desconstruir essa ideia na sua cabeça.

Contrariamente ao que muitos dizem, não é a idade que conta, mas sim a maturidade intelectual e os conhecimentos linguísticos que você possui.

Ser jovem pode, inclusive, representar um ponto positivo nesta carreira. O entusiasmo característico do tutor – encontrado frequentemente nos que acabam de ingressar no ofício – seduz o aluno, criando uma conexão especial entre ambas as partes. Tal relacionamento é um elemento valioso que potencializa a transmissão de conhecimento.

Amor ao ofício é essencial à boa formação de um professor. O professor precisa mostrar entusiasmo!

Obviamente, esta conexão pode ser alcançada por todos os tipos de professores de língua portuguesa e não só pelos de idade menos avançada.

O que conta para o sucesso da relação entre ambas as partes é o entusiasmo do professor de português diante a matéria dada. O aluno, vendo a empolgação do educador, se apaixonará pelo idioma. Caso tal sentimento não apareça, o estudante vai, pelo menos, aprender o que lhe foi passado com mais facilidade.

A relação estreita entre mestre e pupilo, por ser benéfica e propícia ao aprendizado, contribui para o alcance de resultados escolares que podem ultrapassar as expectativas de ambas as partes.

Quais os perfis dos professores?

O perfil dos professores particulares encontrados aqui no Superprof.com.br é bem variado.

Diferente tipos de educadores que estão disponíveis para contribuir com cada tipo de desafio específico e diversificado apresentado por cada estudante.

Sim, ensinar é um desafio… E quem não gosta de um?!

Uma enorme gama de tutores individuais do idioma falado no nosso Brasil estão disponíveis no Superprof para dar auxílio e estimular pupilos com dificuldade na língua.

Cursos matinais, vespertinos ou noturnos, tem para todos os gostos e disponibilidades.

E não estamos falando só de jovens em idade escolar não. Estrangeiros que amam nossa terra e querem morar aqui, mas não falam muito bem português também podem encontrar aqui professores especializados neste tipo de abordagem pedagógica. Afinal de contas, ensinar o idioma para um gringo não igual alfabetizar uma criança….

Os profissionais com mais experiência e com diplomas reconhecidos são aqueles que cobram as tarifas mais elevadas. Eles, normalmente, concluíram uma formação em Letras e se especializaram em licenciatura da língua portuguesa.

Dos mais altos diplomas, podemos encontrar também aqueles especializados em literatura e até mesmo escritores.

Encontramos igualmente professores que ainda estão estudando, terminando sua graduação ou mestrado ligados ao aprendizado da nossa língua. Eles encontram, no ofício de professor particular, a flexibilidade e independência que precisam no trabalho para conseguir conciliá-lo aos estudos.

Outros tutores não têm formação direta em Letras, mas escolheram a área por dominarem bem o assunto. Claro que cada professor vai explorar o perfil de aluno que se encaixa aos seus conhecimentos. Alguns darão suporte aos deveres de casa, outros ensinarão matérias do zero para alunos que perderam muitas aulas, e outros prepararão o estudante para uma determinada prova, seja ela de vestibular ou de concurso.

Cada um com sua especificidade, mas todos capazes de orientar os alunos que escolhem.

Se você é professor, pense bem em especificar qual o perfil das suas aulas, da sua abordagem da matéria e qual tipo de aluno procura.

Se você procura por alguém que possa te ensinar português, pesquise qual tipo de metodologia se enquadra melhor ao seu caso.

Qual é a formação ideal?

Antes de passar o conhecimento da língua portuguesa, é importante que o professor tenha ele mesmo passado por algum tipo de formação. Desta forma, ele terá conhecimento aprofundado na metodologia e na pedagogia adequadas para a transmissão dos saberes ligados ao nosso idioma.

Quais estudos fazer para virar tutor da língua portuguesa? Quais formações seguir para se tornar professor particular de português?

O site oficial do MEC propõe cinco tipos de formação que podem levar o interessado ao posto de professor. Certamente, cada uma delas tem por objetivo uma fase específica do aprendizado da criança, do jovem e do adulto.

Licenciatura

O curso de licenciatura em Letras é, normalmente, aquele seguido por pessoas focadas em dar aulas de português. Sejam elas particulares ou dentro do Sistema Nacional de Educação de Base.

Essa é uma formação de curso superior e disponibiliza um diploma universitário de graduação.

O profissional licenciado está habilitado a dar aulas com matérias ligadas à Educação Infantil, ao Ensino Fundamental e ao Ensino Médio.

Normal Superior

Normal Superior é um curso de graduação que se enquadra na modalidade da licenciatura.

A diferença é que ele prepara os professores a ensinarem todas as matérias abordadas na fase da educação infantil, assim como nos primeiros anos do ensino fundamental.

Magistério

A grande diferença entre a formação em Magistério e as outras mostradas aqui é que ela não conta como um curso superior.

Ao ganhar um diploma em Magistério, o profissional está habilitado a ser professor de assuntos relacionados apenas à Educação Infantil.

Pedagogia

Este é mais um curso superior de graduação que se inclui na modalidade de licenciatura.

A formação em Pedagogia tem por objetivo capacitar professores para atuarem na Educação Infantil e nos primeiros anos do Ensino Fundamental (até o quinto ano).

Os professores pedagogos são aqueles que assumem todas as aulas relacionadas ao currículo da série.

O diferencial do curso de Pedagogia é que ele também forma profissionais para atuarem na gestão do sistema escolar. A prioridade do ensino é focada, no entanto, na formação do professor.

Bacharelado

Ter um diploma de bacharel não é sinônimo de estar habilitado a lecionar. Pelo menos no Sistema Nacional de Educação de Base. Ou seja, normalmente, sem uma licenciatura, nada de ser contratado por uma escola. Para tal, o profissional com bacharelado precisa de um curso de complementação pedagógica.

No entanto, como dissemos antes, para ser professor particular de português é preciso dominar o tema e, sobretudo, amá-lo!

Como virar professor particular? Será que você pode se tornar um professor particular?

E para lecionar no Ensino Superior? Bom, se seu objetivo é ser professor particular e também tutor no Ensino Superior, então você precisa de, no mínimo, um curso de Pós-Graduação Lato Sensu (especialização).

Qualquer um pode virar professor particular?

Ser um estudante ainda em busca do diploma pode significar “ter que vender o café-da-manhã para comprar o almoço”. Ou seja, carteira sempre vazia e despesas super regradas.

Para conseguir uma graninha extra, vale tudo… Dentro da legalidade, claro, pois somos um site educacional!

Se você se encontra em um grupo com este perfil e domina a língua portuguesa, então por que não dar aulas particulares para crianças e jovens?

Claro, resta saber, primeiramente, se seu nível do idioma é realmente bom para tal.

Outra questão muito importante é perceber se o dom da transmissão de conhecimento é intrínseco ao seu ser. Tudo pode ser aprendido na vida, mas o objetivo aqui não é o de fazer uma formação em licenciatura em Letras e sim de se lançar na aventura de ensinar a nossa língua a uma geração abaixo da sua.

Então, como saber se seu de português é suficientemente bom para que você se autodenomine professor particular do idioma?

Analisemos alguns pontos básicos:

  • Sua motivação

Tudo que fazemos na vida é gerenciado por motivação. Se ela for boa, faremos bem feito, com prazer e de maneira eficiente. Se não for, nem levantamos da cama de manhã cedo.

Dar aulas particulares de português não foge à regra: é preciso ter motivação para ir atrás de alunos, preparar aulas e colocá-las em prática com a metodologia apropriada para conseguir resultados positivos.

  • Sua pedagogia

Dar cursos particulares exige a flexibilidade e adaptação do professor ao o perfil e às necessidades do aluno. Sendo assim, é muito importante que o profissional seja capaz de analisar e colocar em questão seus métodos e pedagogia caso não atinja o resultado necessário.

Ser professor é uma prática que requer responsabilidade. Um ser humano em fase de aprendizagem estará contando com suas habilidades de transmissão de conhecimento. Sem contar com a pressão sofrida pelos pais, pelo programa a ser seguido e pelo calendário de provas da escola.

Ao se tornar professor particular, você assumirá um compromisso importante face ao aprendiz em dificuldade. Ele estará contando com você e com suas aulas para recuperar as notas perdidas na escola. Sendo assim, você precisa estar ciente que a eficiência da sua pedagogia é fundamental para aulas bem sucedidas.

  • Sua ambição

Para não ficar estagnado(a) e acabar perdendo a motivação, é preciso conhecer sua ambição ao dar aulas particulares de português. Principalmente se você ainda está estudando e não tem um diploma.

Apaixonado(a) pelo nosso idioma, você resolveu mergulhar nesta aventura para ganhar uma grana extra enquanto termina a graduação.

Se você se encaixa no perfil acima, então deve estar se perguntando: “e a concorrência?” Sim, ela é ferrenha e está repleta de profissionais formados na área com anos de experiência. Mas não se desespere: você tem chance nesse meio!

Faça uma auto avaliação e estabeleça qual nível da língua você deseja ensinar: apenas Ensino Fundamental? Quais anos? Alunos de qual idade? Com qual nível de dificuldade?

Você está preparado para se lançar na aventura das aulas particulares? Será que dar aulas particulares de português é a sua praia?

Isso também será um bom exercício para tentar não ser muito “guloso(a)” e querer pegar todos os alunos que aparecerem de uma só vez.

E se você finalmente decidir se lançar neste desafio, conte com a plataforma disponível no Superprof.com.br para te auxiliar nesta jornada!

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *